Pular para o conteúdo principal

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - BLACK PANTERA


Por: André Montandon


Pra fechar o ano com chave de ouro, batemos um papo com o power trio uberabense formado por Charles Gama (Guitarra/Vocal),  Chaene da Gama (Baixo/Vocal) e Rodrigo Augusto "Pancho" (Bateria). A banda surgiu em abril de 2014 e desde então vem marcando presença em vários festivais pelo Brasil e Europa, entre os principais estão o Afropunk (2016) e Download (2017) em Paris/França, O Festival Timbre (2017) em Uberlândia-MG e o Porão do Rock (2017) em Brasília-DF. A banda tem um álbum de estúdio lançado em 2015 e dois ao vivos gravados em 2017 pelo Audio Arena Originals e Estúdio Show livre, e se prepara para lançar seu segundo álbum de estúdio intitulado de Agressão
Conversamos sobre conquistas, futuro, novo álbum, reconhecimento e da nossa parceria, pois, essa é a nossa quinta entrevista com a banda. Confira:

Somos parceiros. Essa já é a nossa quinta entrevista. Desde a primeira, em 2015, quais foram as maiores conquistas e sonhos alcançados pela banda?

Black Pantera - Sim André, parceria de mais de 2 anos, um prazer sempre, desde então muita coisa vem acontecendo, mas acho que as maiores conquistas foi ter tocado na Europa duas vezes e em dois grandes festivais como o Afropunk e o Download, aqui no Brasil ter tocado no Porão do Rock este ano de 2017 no mesmo palco que o Sepultura também foi um grande feito para nós, além de termos gravados dois álbuns  de estúdio o que também não é tarefa fácil.

Temos orgulho em dizer que fomos um dos primeiros a entrevista-los, quiçá, os primeiros (risos). Vocês imaginaram alcançar esse sucesso tão rápido?

Black Pantera - Pois é André também acho que foram os primeiros a nos dar o espaço hehe, com relação a sucesso, eu penso que sucesso é você ser feliz fazendo o que gosta e do lado das pessoas que gosta, isso a gente sempre teve hehehe, o resto é consequência e ainda tem coisa grande por vir eu sei disso, só precisamos continuar trabalhando pesado e com os pés no chão.

Capa do novo CD.
O primeiro CD lançado pela banda em 2015 foi um grande sucesso. E pelo que percebemos e com repercussão e crítica sobre o single "Prefácio", o novo álbum "Agressão" vai chegar com tudo, um verdadeiro "soco" na cara da sociedade. Será isso mesmo? 

Black Pantera -  Desde o primeiro álbum evoluímos demais em vários sentidos e isso está refletido nas novas canções, que vem com letras e riffs mais consistentes e maduros, tenho certeza que o pessoal vai curtir tanto quanto o primeiro.

Novo Clipe Prefácio

Esse ano foi marcado por mais uma Turnê pela França (com destaque na participação no Download Festival), apresentações por aqui também como no Porão do Rock -DF e nos programas Show Livre e Audio Arena Originals, podemos dizer que 2017 foi o Ano da banda?

Black Pantera -  Desde de quando a banda surgiu em 2014 cada ano vem sendo melhor que o outro, mas acho que isso é devido ao fato da gente cada ano estar trabalhando mais e mais pra que isso acontecesse, nada vem de graça e 2017 está sendo lindo, realmente o melhor ano da banda, mas em 2018 vamos batalhar mais do que este ano pode ter certeza, porque a nossa meta é bem maior e estamos só no começo, mas como eu disse com os pés no chão, o trabalho é de formiguinha kkkkkk.

Apresentação no Audio Arena Originals

Como é desenvolver um som autoral na nossa "terra do zebu"?   

Black Pantera - Olha este ano tocamos em algumas capitais como BH SP e DF, acho que no Brasil todo o lance de trabalhar com música autoral é o mesmo processo, tá difícil pra todo mundo, há poucos espaços e pouco público principalmente para o tipo de som que fazemos, mas só sobrevive quem não desiste, pode crer somos a resistência aqui no Brasil, é muita banda boa e muito pouco incentivo, pra fazer o que fazemos, tem que ter muito amor, porque se não desiste mesmo. Uberaba até que tem melhorado muito,  aqui tocamos em todos os locais possíveis e as mídias são sempre atenciosas conosco, mas sempre pode melhorar, a concha acústica por exemplo seria um ótimo espaço pra música autoral, já tocamos lá algumas vezes, mas tem muita banda autoral aqui na cidade e região que gostaria de ver se apresentando lá !

E para 2018, tem alguma notícia em primeira mão para o zebunarede?  

Black Pantera - Em 2018 de concreto mesmo é que finalmente o segundo álbum Agressão vai ser lançado em formato físico e digital, devemos lançar mais dois clipes até março e estamos correndo para novas turnês internacionais a meta é USA, Europa e América do Sul. Se um destes der certo já estaremos muito felizes, mas vamos trabalhar pra dar certo as 3, torce ai pela gente porque em 2018 vamos atacar com tudo!!
          
Então podemos afirmar que o "Project" virou realidade?

Black Pantera - Finalmente hahaha, eu particularmente odiava esse Project no nome, junto com o nosso produtor Ricardo Barbosa chegamos no consenso de que Black Pantera é mais objetivo e realmente como você disse ,Project da uma sensação de que é algo que esta no papel, que ainda não vingou, que é apenas um projeto, hoje depois de 3 anos e tantas conquistas a banda é realidade, é solida, tem conceito, tem público, tem uma história e por isso merece ser chamada de Black Pantera e não de projeto!

A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas no palco, pessoas tocando instrumentos musicais, violão e atividades ao ar livre
Encerramento do show no Download Festival em Paris. Foto: Facebook da banda.


                                     https://www.youtube.com/watch?v=aCqcgcBm1eU&t=3s

                                     http://www.zebunarede.com/2017/06/bon-voyage-black-pantera.html

                http://www.zebunarede.com/2017/02/project-black-pantera-de-volta-europa.html


Curtiu a entrevista? Quer saber mais sobre o Black Pantera?  






Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

JOÃO MENEZES É CONVOCADO PARA O PAN-AMERICANO

A lista dos selecionados para defender o país nos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru, foi divulgada pela Confederação Brasileira de Tênis na última sexta-feira (14). João Menezes competirá no individual e nas duplas, com o gaúcho Marcelo Demoliner.


Esse será o segundo Pan-Americano na carreira do jovem atleta uberabense. Que nos jogos de Toronto em 2015, com apenas 18 anos, chegou às oitavas-de-final no simples e às quartas-de-final nas duplas mistas.
Com a atualização do ranking da ATP (Associação dos Tenistas Profissionais), divulgada nessa segunda-feira, João Menezes ocupa a sua melhor colocação na carreira (267º posição). Alcançada depois do título no Challenger de Samarkand, no Uzbequistão, em maio, e dos bons resultados nos torneios seguintes. Recentemente, chegou às quartas-de-final no Challenger de Columbus, nos EUA - campanha que lhe rendeu sete posições no ranking.

O Pan-Americano de Lima acontece de 26 de julho a 11 de agosto. Os finalistas das chaves de simples classif…

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - PROJETO AO CUBO

Por: André Montandon

Formada por Pablo Henrique (vocal, violão e gaita), Matheus Abdalla (baixolão) e Eduardo Barbosa (percussão), o Projeto ao Cubo, comemora nesse domingo 5 anos história, com um super show no Cine Teatro Vera Cruz, que contará ainda com a participação especial da cantora e compositora Ana Vilela. E é claro que não poderíamos perder essa oportunidade para bater um papo com esse trio que com muita alegria, talento e descontração, arrastam uma multidão em suas apresentações. Confira:

- Como estão os preparativos para essa apresentação especial que contará ainda, com a participação da cantora Ana Vilela?  

Projeto ao cubo - Primeiramente, gostaríamos de agradecer o pessoal do zebunarede. Valeu demais pelo carinho e atenção com a banda Projeto Ao Cubo. Os preparativos para apresentação que acontecerá no próximo domingo com a participação da Ana Vilela estão a todo vapor, energia muito boa que está rolando,  expectativa grande para que dê tudo certo. Esse trabalho vem send…