Pular para o conteúdo principal

JOVEM UBERABENSE DETECTA ASTEROIDES CERTIFICADOS PELA NASA

 

A aluna do Instituto Federal do Triângulo Mineiro (IFTM), Maria Clara Almeida Amaral, de 16 anos, que faz parte do grupo de pesquisa InSpace, que trabalha na área de STEAM (Ciências, Tecnologia, Engenharia, Artes e Matemática), descobriu três asteroides que foram nomeados com suas iniciais (MCA0002, MCA0001, MCA0001).

Maria Clara com o certificado da participação e realização no programa. Foto: facebook.com

No começo do ano, a aluna se inscreveu na II Edição do Caça Asteroides MCTI,  programa da parceria entre o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações e o International Astronomical Search Collaboration (IASC/NASA), que tem com objetivo popularizar a ciência entre cidadãos voluntários. Este programa de abrangência nacional e internacional, conta com o apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Instituto Brasileiro de Informações em Ciência e Tecnologia (IBICT) e a Secretaria Estadual de Educação de Mato Grosso (SEDUC).

O projeto é realizado por meio de um aplicativo que a NASA e o IASC disponibilizam, que se chama “Astrometrica”, que oferece imagens de um telescópio, chamado Pan-Starrs, da Universidade do Hawai. A primeira detecção ocorreu em julho. Em seguida vieram mais duas detecções que foram para as preliminares, sendo confirmadas como asteroides pela NASA/IASC. "Foi uma sensação de gratificação muito grande, nas minhas primeiras tentativas eu não conseguia detectar nenhum objeto, no começo até perdi um pouco de esperança mas ainda sim persisti e falei pra mim mesma que ia conseguir. No final deu tudo certo", contou ao blog.

Órbita de um dos asteroides detectados. Foto: facebook.com

O InSpace possui membros e embaixadores de todo o país. Maria Clara entrou para o grupo em 2019, quando ele foi fundado, através de uma seleção. Atualmente ela é a única representante de Uberaba no projeto. 

O grupo foi a 4° colocação em Minas Gerais da Olimpíada Brasileira de Satélite (OBSAT), que é uma Olimpíada Científica, realizada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações, com organização da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), em conjunto com a Agência Espacial Brasileira (AEB/MCTI), Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE/MCTI) e a Escola de Engenharia de São Carlos (EESC), da Universidade de São Paulo (USP). 

"Essas descobertas me trouxeram um significado a mais na palavra "persistir", trouxe totalmente a ideia de que se eu quero algo eu consigo, qualquer pessoa consegue o que quiser com esforço, dedicação e suor. Com essa descoberta eu pretendo juntar jovens de Uberaba que querem se dedicar a ciência, pretendo mostrar para eles como participar dessas coisas para levar oportunidades para todos." Comentou a engajada estudante que pretende seguir carreira em alguma área que envolva a ciência.

Siga o zebunarede também pelas redes sociais:

Facebook: zebunarede.com

Instagram: @zebunarede

Youtube: zebunarede

Twitter: @zebunarede


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - MENINO MESTIÇO

Por: André Montandon e Verônica Furtado Natural de Uberaba, Guilherme de Oliveira Junior, mais conhecido como Menino Mestiço é tido como uma dos grandes letristas da região. Escrevendo desde 2007, suas letras fomentam reflexão, constroem diálogos e empodera aqueles que são invisibilizados pela sociedade. Atuante na cultura Hip-Hop desde 2011 através das batalhas de MCs, em 2015 conseguiu de forma independente distribuir sua primeira mixtape "Abençoado Seja o Que Acredita em Si Mesmo" , contendo as canções "Cantiga de Roda", "Queijo Minas" e "Negro Não Nego" música que ficou em terceiro lugar no Festival de Música autoral de Uberaba. No ano seguinte, se consolida como promessa na região com sua segunda mixtape "Abençoado Seja o Que Acredita e Vai à Luta" , com destaques para os sons "Sem Sinal de Vida", "Anos 2000" e "Gatilho da Revolução. O artista também é responsável por inúmeras atividades como apres

BATE-PAPO COM JOÃO CARLOS NOGUEIRA

Por: André Montandon João Carlos Paranhos Nogueira  é um dos grandes nomes do esporte uberabense. Seu currículo é inspirador, abrange prêmios de destaque do ano, participações e títulos em importantes competições do país. Fera na natação, no triatlo e na maratona aquática, João começou a praticar esporte bem cedo, aos seis anos de idade.  Nas piscinas, são vários pódios, destaque para os títulos no Circuito Brasil e Circuito Paraolímpico. Em 2011, iniciou no Paratriathlon, também conseguindo bons resultados, como a Copa Brasil de 2018. Em 2014, começou na maratona aquática, com diversos títulos na categoria PCD  e sempre estando entre os melhores também contra nadadores sem deficiência, na categoria master. Medalhas em eventos importantes como no Desafio Aquaman, no Circuito de Maratona Aquática do Estado de São Paulo, na Travessia dos Fortes e o Circuito Rei e Rainha do Mar. No ano passado, mais um feito marcante em sua carreira, foi campeão na 52ª edição da Maratona Aquátic