Pular para o conteúdo principal

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - YSAAC & K.OLIVER

 

Por: André Montandon

Parceiros de longa data, Ysaac e K.Oliver seguem como eles mesmos dizem: "contrariando as estatísticas". Com muita luta, força, foco e fé, a dupla desenvolve o seu trabalho. E podemos dizer que já são referências em Uberaba e região. Além da carreira solo, eles participam de outros projetos ao lado de feras da cena local, com a Família BMX.

Sempre em constante movimento, eles lançaram no mês de maio, o álbum que carrega em seu título o lema da dupla "Contrariando as Estatísticas", produzido e gravado em São Paulo, conta com vídeo clipe em todas as faixas. Aproveitando o lançamento, batemos um papo com eles. Confira a seguir:

- Para começar a nossa entrevista, gostaríamos de saber um pouco mais sobre o processo de produção/gravação do novo álbum?

Ysaac/K.Oliver - Salve família. Máximo Respeito. O processo de produção e gravação do nosso álbum ele veio com muita luta e muita história porque algumas músicas deste álbum duas ou três músicas eu e o mano k Oliver já apresentamos elas em algumas batalhas aqui da cidade e fora da cidade tbm.

E aí vendo que os manos se identificaram com o nosso som a gente teve a iniciativa de tá gravando um álbum e tá acrescentando mas alguns trampos então ele é um trabalho que ele teve início em 2019 se for olhar certinho a data mas se materializou no início desse ano de 2021 muita luta muita vontade de passar um rap de mensagem até mesmo porque alguns dos manos que a gente gostaria que ouvissem esse trampo infelizmente estão presos ou mortos então não tinha como a gente ficar parado a gente não tinha essa opção e ao mesmo tempo a gente tinha essa cobrança de colocar esse trampo na rua.

- E a gravação e produção dos videoclipes das 10 faixas? (Rolou até em Sampa hein!)

Ysaac/K.Oliver - Bom, a gravação e produção dos clipes graças a Deus a gente teve algumas parcerias que fizeram toda a diferença, a gente teve a parceria dos manos da Oasiv lá de São Paulo onde a gente foi lá pra Pedreira lá na quebrada do Sabotagem naqueles campinhos de terra lá. E foi uma vivência única, uma experiência que eu vou levar pra sempre comigo .

Graças a Deus os manos receberam a gente com coração aberto maior disposição para trabalhar .

A gente chegou lá na sexta-feira e voltamos no domingo, então foi muito trampo, muita correria, muito comprometimento da nossa parte e da parte dos manos de lá também. A gente conseguiu gravar 10 faixas nesses três dias e um videoclipe.

A gente enviou para eles da Nadeum os Beats de referência que a gente usou pra escrever o som aqui e eles produziram os 10 beats, quando a gente chegou lá para gravar, a gente já tava com a música no pente, então a gente teve o trabalho mesmo só de mapear os beats. Esses detalhes de acabamento, mas graças a Deus o trampo ficou lindo, ficou sincero, quem gosta de um rap de mensagem acredito que vai ser muito enriquecedor. Graças a Deus deu tudo certo de coletar as vozes lá e de coletar as imagens para o clip também.

E aí a gente voltou no domingo para cá para Uberaba. E deixamos lá os manos trabalhando tanto da Oasiv e quanto da Nadeum.

Quando a gente chegou em Uberaba, a gente apresentou esse trabalho pro Tristão que atualmente montou a produtora Cerberus e o mano bota fé demais na nossa caminhada, sabe que a gente é pelo certo, transparente com as coisas. Rapidamente ele vestiu a camisa também e aí a gente deu início a gravação dos outros clipes. Muito trampo, muito respeito, estamos muito felizes com o resultado.

- Como está a interação do público com o novo trabalho?

Ysaac/K.Oliver - Graças a Deus a interação com o público está bem forte. Por sermos do interior de Minas gerais sabemos que o rap enfrenta várias Barreiras aqui na nossa região. Mas temos  trutas, irmãos em todo o Brasil. E em alguns países diferentes também, então eu posso dizer com paz no coração que o objetivo foi alcançado.

É claro que por sermos artistas independentes a gente corre com as nossas próprias pernas, então assim que possível pretendemos impulsionar ainda mais este trabalho. Mas ele já está rodando em países como  Portugal, França e Inglaterra e em vários estados do Brasil.

Tanto dos manos que estão na rua, quanto dos manos que estão aguardando a liberdade, o público-alvo do nosso CD está sendo alcançado um degrau por dia e com muita fé. Mas graças a Deus, quem a gente gostaria que ouvisse o nosso trampo está ouvindo está entendendo a mensagem. Então só temos que agradecer a Deus.

- Como é seguir "Contrariando Estatisticas"?    

Ysaac/K.Oliver - Como é seguir contrariando estatísticas é muito bom faz bem para alma.

Graças a Deus, cada dia que passa a gente contraria ainda mais com o nosso trabalho, com os nossos planos. Enfim, com a nossa vida.

O sistema eles têm uma visão já formada por nós: pelo cabelo, pela tatuagem, pelo nosso CEP ou pelas passagens. Eles esperam que a gente se renda, que a gente vista uniforme da Suapi e apodreça naquele lugar. Daí a força motivadora pra gente seguir contrariando o sistema eu e o k.Oliver trabalhamos muito graças ao bom Deus. Consegui passar no vestibular da UFTM, Universidade Federal do Triângulo Mineiro. Vou fazer o curso de história.

Eu e o mano k Oliver, a gente tá aqui na rua, não tá preso. Eu sou casado eu tenho um filho. O k.Oliver também já tem a esposa dele. Então a gente contraria as estatísticas é diariamente. E isso só estamos começando. Espero que todos consigam contrariar as suas estatísticas. Cada um tem as suas estatísticas a ser contrariadas .

Eu tenho certeza que toda pessoa que escuta o nosso trampo que gosta de um rap ela tem as estatísticas delas pra ser contrariadas. Ela é cercada por pessoas que desacreditam dela, que espera um pior lado delas, que esperam que ela vai ser uma pessoa sem futuro, sem planos e vazia.

E aí quando a pessoa passa num concurso, consegue um bom emprego ou cuida bem da sua família ….. isso incomoda as pessoas que torcem contra.

Contrariar as estatísticas é o nosso lema de vida.

Capa do Álbum "Contrariando Estatisticas". Foto: Divulgação 

- Se fosse para definir a importância do rap na vida de vocês em uma palavra, qual seria? 

Ysaac/K.Oliver - Se fosse para definir a importância do rap na vida de vocês em uma palavra qual seria essa…... é uma pergunta complicada porque é um objetivo muito grande, envolve muita coisa. Então é quase que impossível responder isso em uma palavra só.

Mas o rap na nossa vida. Ele é nossa força, tá no sangue, bate no peito, não tem outro caminho. Ou a gente veste a camisa e segue esse caminho contrariando as estatísticas ou agente se rende pro sistema e sai fazendo merda e perdendo a razão. Então se resume em uma segunda chance. O rap é a nossa segunda chance. Porque a nossa primeira chance o sistema tem tentado destruir. Então o rap é uma válvula de escape. É uma porta de emergência seria isso..

- Pra finalizar, mande um recado para a galera que nos acompanha e é fã do trabalho de vocês.

Ysaac/K.Oliver - Eu quero deixar um salve para todo guerreiro, para toda guerreira, para todo mundo que acompanha o trabalho da zebu na rede e para quem também curtiu o contrariando as estatísticas.

Não desista. É difícil como o próprio Mano Brown diz: "a gente já começa 100 vezes atrasado", então a gente tem que correr mais do que todo mundo não para agradar eles, não para cumprir tabela, não para ser aceito na sociedade. 

A gente não tem essa carência de ser amado, a gente quer ser respeitado. 

Então o nosso recado é esse. Acredite, lute, persista, contrarie todas as estatísticas possíveis. Porque quando você faz isso, você cresce como pessoa, você fica mais forte, não é qualquer problema ou qualquer dificuldade que vai te abalar .

Então procure sempre estar crescendo, procure estar em movimento. Nunca, nunca, nunca desista ou cruze os seus braços. Corre atrás, muita fé em Deus. A pessoa tem que ter fé, não precisa ser no mesmo Deus que o nosso, mas tenha a sua fé. Porque vaso sozinho fica frágil ,fica fraco, mente vazia é oficina do diabo. Então tenha o seu momento de fé no seu dia e agarre-se a isso e corra atrás. Consequentemente as coisas boas começaram acontecer. Porque você vai estar incomodando o sistema quem é fraco, não incomoda ninguém agora quem é forte e luta e acredita, vira referência.

Então é isso. Tem que ter fé, tem que ter força e tem que acreditar mais do que todo mundo.

Correr por correr já tem gente demais. Agora se você correr mais do que todo mundo, eles vão ter que te aceitar. É isso queríamos deixar, um salve para todos sem exceção.

Máximo respeito e que Deus abençoe a vida de vocês.

Curtiu a entrevista?
Quer saber mais sobre os artistas?
Acesse:

https://www.youtube.com/k.oliver

https://www.facebook.com/ysaacrapoficial

https://www.facebook.com/k.olivermc

https://www.instagram.com/ysaac.rap/

https://www.instagram.com/k.olivermc/


Comentários

  1. Só orgulho e gratidão meus manos, deus abençoe cada um de vocês ✊🏿👑

    #ContrariandoEstatisticas

    ResponderExcluir
  2. Da hora muito sucesso pra vcs rapazia muita luz🙏

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - MENINO MESTIÇO

Por: André Montandon e Verônica Furtado Natural de Uberaba, Guilherme de Oliveira Junior, mais conhecido como Menino Mestiço é tido como uma dos grandes letristas da região. Escrevendo desde 2007, suas letras fomentam reflexão, constroem diálogos e empodera aqueles que são invisibilizados pela sociedade. Atuante na cultura Hip-Hop desde 2011 através das batalhas de MCs, em 2015 conseguiu de forma independente distribuir sua primeira mixtape "Abençoado Seja o Que Acredita em Si Mesmo" , contendo as canções "Cantiga de Roda", "Queijo Minas" e "Negro Não Nego" música que ficou em terceiro lugar no Festival de Música autoral de Uberaba. No ano seguinte, se consolida como promessa na região com sua segunda mixtape "Abençoado Seja o Que Acredita e Vai à Luta" , com destaques para os sons "Sem Sinal de Vida", "Anos 2000" e "Gatilho da Revolução. O artista também é responsável por inúmeras atividades como apres