Pular para o conteúdo principal

O ESQUADRÃO UBERABENSE EM TÓQUIO: RAISSA MACHADO


Neste quinto e último episódio da série sobre os nossos representantes nos Jogos de Tóquio 2020,  apresentamos um pouco sobre a trajetória do fenômeno Raissa Machado.

Foto: Gui Christ/CPB
Incentivada pela mãe, aos 11 anos, começou a fazer ginástica e balé no Centro Municipal de Educação Avançada em Uberaba. Após um teste na ADEFU - Associação dos Deficientes Físicos de Uberaba, iniciou no paradesporto e logo se destacou. Conquistando no início da carreira, pódio em diversas modalidades: lançamento de dardo, lançamento de disco e  corrida. Mas foi com o Dardo, que se tornou referência mundial. Dona de várias medalhas nas disputas por clube e pela Seleção em competições nacionais e internacionais na classe F56.

Em 2014 no Chile, foi medalha de bronze no Sul-Americano. No ano seguinte, conquistou o bronze no Parapan de Toronto, e a prata no Mundial de Atletismo em Doha, no Catar. Aos 20 anos, chegou a tão sonhada Paralimpíada, na edição Rio 2016, mas o resultado não foi o que esperava. Quase entrou em depressão e por pouco não desistiu de tudo. Essa derrota a fez olhar para o esporte de outra forma, motivou-se ainda mais.

A volta por cima veio com a grande temporada de 2019, onde sagrou-se campeã no Parapan de Lima, e se tornou recordista das Américas. Na sequência, apesar de ter sofrido uma lesão, foi ao Mundial em Dubai, nos Emirados Árabes, conquistando o bronze e fechando o ano como líder do ranking mundial.

Radiante com a medalha no Parapan de Lima 2019. Foto: Saulo Cruz/Exemplus/CPB

Atualmente, integra a equipe do Instituto Elisângela Maria Adriano - IEMA (referência nacional no paratletismo), de São Caetano do Sul, treinando exclusivamente no CT Paralímpico de São Paulo desde 2017. 

Raissa também se tornou celebridade fora do campo. Digital influencer, com diversas capas de revistas, campanha publicitária ao lado da craque Marta e de Mayra Aguiar do Judô e sempre engajada em campanhas de inclusão. Sendo uma das modelos escolhidas para a apresentação dos uniformes do Comitê Paralímpico Brasileiro para os Jogos no Japão.

Evento de lançamento dos uniformes da CPB para o Jogos de Tóquio 2020. Foto: Daniel Zappe/Exemplus/CPB

Aos 25 anos, em sua segunda participação Paralímpica, representará a nossa cidade e o país novamente. "É um sonho estar aqui e estar representado o nosso país 💚💛", disse a atleta ao nosso blog.

O atletismo acontece de 26 de agosto a 04 de setembro. Raissa entrará em ação na disputa do lançamento de dardo da classe F56, nesta segunda-feira (30) a partir de 22h12 (horário de Brasília). "Estou treinando com muito foco no meu objetivo. Minha expectativa é dar o meu melhor e dar orgulho a todos os brasileiros🇧🇷", concluiu a confiante atleta.

BOA SORTE RAISSA! ESTAMOS NA TORCIDA!

Siga o zebunarede também pelas redes sociais:

Facebook: zebunarede.com

Instagram: @zebunarede

Youtube: zebunarede

Twitter: @zebunarede

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - YSAAC & K.OLIVER

  Por: André Montandon Parceiros de longa data, Ysaac e K.Oliver seguem como eles mesmos dizem: "contrariando as estatísticas". Com muita luta, força, foco e fé, a dupla desenvolve o seu trabalho. E podemos dizer que já são referências em Uberaba e região. Além da carreira solo, eles participam de outros projetos ao lado de feras da cena local, com a Família BMX. Sempre em constante movimento, eles lançaram no mês de maio, o álbum que carrega em seu título o lema da dupla  "Contrariando as Estatísticas", produzido e gravado em São Paulo, conta com vídeo clipe em todas as faixas. Aproveitando o lançamento, batemos um papo com eles. Confira a seguir: - Para começar a nossa entrevista, gostaríamos de saber um pouco mais sobre o processo de produção/gravação do novo álbum? Ysaac/K.Oliver -  Salve família. Máximo Respeito. O processo de produção e gravação do nosso álbum ele veio com muita luta e muita história porque algumas músicas deste álbum duas ou três músicas eu

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - MENINO MESTIÇO

Por: André Montandon e Verônica Furtado Natural de Uberaba, Guilherme de Oliveira Junior, mais conhecido como Menino Mestiço é tido como uma dos grandes letristas da região. Escrevendo desde 2007, suas letras fomentam reflexão, constroem diálogos e empodera aqueles que são invisibilizados pela sociedade. Atuante na cultura Hip-Hop desde 2011 através das batalhas de MCs, em 2015 conseguiu de forma independente distribuir sua primeira mixtape "Abençoado Seja o Que Acredita em Si Mesmo" , contendo as canções "Cantiga de Roda", "Queijo Minas" e "Negro Não Nego" música que ficou em terceiro lugar no Festival de Música autoral de Uberaba. No ano seguinte, se consolida como promessa na região com sua segunda mixtape "Abençoado Seja o Que Acredita e Vai à Luta" , com destaques para os sons "Sem Sinal de Vida", "Anos 2000" e "Gatilho da Revolução. O artista também é responsável por inúmeras atividades como apres