Pular para o conteúdo principal

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - MANILLÊ


Por: André Montandon

Cantora e compositora, Manillê, tem a música correndo em suas veias desde cedo, tendo nos videoclipes uma grande influência. Mas a decisão de trocar uma "vida cotidiana" para investir no sonho de brilhar nos palcos, aconteceu durante a faculdade.

Esse ano, ela chegou com tudo e emplacou logo de cara o hit "Não vai ter Jeito", que já conta com mais de 5 mil visualizações no seu canal no Youtube.  

Confira a seguir, a nossa entrevista com um dos novos nomes da música uberabense, Manillê:

- Como a música entrou em sua vida?

Manillê - A música sempre esteve na minha vida, desde que eu me lembro eu assistia clipes no orkut e tinhas videos salvos no meu computado antigo. O visual sempre me chamou atenção, então sempre fui apaixonada pelos vídeos das faixas e toda a construção audiovisual que acompanhava as canções. Não tem um dia sequer que eu não escute a minha playlist, seja quando estou no ônibus ou no momento que faço meus exercícios. 

- Em que momento você decidiu que era isso que queria, investir na carreira artística?

Manillê - Acredito que tenha sido no terceiro período da minha faculdade de audiovisual. As disciplinas começaram a ficar técnicas demais e eu fui me dando conta de que eu não queria trabalhar atrás das câmeras e sim de frente pra elas. Decidi que não tinha sentido eu viver fazendo algo que eu não sou apaixonada, indo dormir todo dia imaginando algo que nunca se realizaria. Foi a melhor escolha que eu já tomei na vida!


- Como foi o processo de escolha do nome artístico?  

Manillê - Eu sempre quis que começasse com “M”, gosto dessa letra. Determinei que seria “Manila” mas logo descobri que já existia uma drag com esse nome, coloquei um “L” a mais e o “E” no final. Assim ficou um nome unissex e que agradou a todos. 

- Quais são as suas principais referências na cena musical?  

Manillê - Acredito que a Pabllo Vittar abriu muitas portas aqui no Brasil, ela apareceu nos grandes canais de televisão e as músicas dela tocaram na rádio como grandes sucessos. Por ser uma figura drag que conquistou tudo isso, ela me inspira muito a correr atrás do meu sonho. Sem contar no fato que o sucesso dela se iniciou aqui pertinho, em Uberlândia.

- Como foi o processo de composição e produção do single "Não vai ter jeito"?

Manillê - Eu escrevi “Não Vai Ter Jeito” quando eu trabalhava na minha antiga faculdade. O setor tinha dias que era meio “parado” e eu comecei a anotar umas ideias de versos nos bloquinhos de anotações que a gente usava. Quando surgia uma ideia de melodia eu ia no banheiro e gravava com o meu celular pra não me esquecer. Procurei um produtor musical e viajei pra Uberlândia pra discutir e gravar a faixa, demorou mas valeu muito a pena. Quando eu ouvi pela primeira vez a música pronta foi uma das sensações mais loucas da minha vida. 

- Você esperava tanto sucesso já em seu primeiro lançamento?

Manillê - Eu esperava surpreender as pessoas positivamente com o meu trabalho, mas não esperava tantas visualizações. Tenho muita sorte de ter muitos amigos que acreditaram em mim e me ajudaram a divulgar esse projeto, sem eles eu não teria nem metade dos resultados que consegui. Fiquei muito feliz com o alcance que teve a minha estreia.


- Como está o seu processo criativo nesse momento de isolamento social devido a pandemia do COVID-19? Tem previsão de lançamento de novos hits ou EP para esse ano?

Manillê - A quarentena muitas vezes acaba com o meu dia, mas não com todos eles haha. Estou compondo bastante, as ideias aparecem pra mim e eu não estou deixando passar nada batido. Tenho algumas faixas escritas e outras em fase de produção, mas a pandemia deixa qualquer processo mais lento. Eu quero muito lançar música ainda este ano, é uma das minhas metas. Quanto a lançar um EP, eu gosto BASTANTE dessa ideia. 

- Para finalizar, manda um recado para galera que é fã do seu trabalho e está ligado no zebunarede.com. 

Manillê - Olá galera do zebu na rede, Manillê tá só começando e vai ter muita novidade pra vocês em breve. Fiquem ligadinhos nas minhas redes sociais, porque eu estou trabalhando MUITO em novos projetos pra todos os públicos. Se cuidem e usem máscara! 😘😘



Curtiu esse entrevista?
Quer saber mais sobre a artista?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FIQUE LIGADO NA AGENDA CULTURAL

Confira as principais lives e eventos dessa semana em Uberaba. Tentaremos manter a lista o mais atualizada possível, adicionando novos eventos à medida que eles forem sendo confirmados.
29 DE SETEMBRO(TERÇA-FEIRA)
youtube.com/culturauberaba
- Carlos Giovanny - 19h30 - Choperia Colorado

30 DE SETEMBRO(QUARTA-FEIRA)
youtube.com/culturauberaba

 01 DE SETEMBRO(QUINTA-FEIRA)
youtube.com/culturauberaba
- Lemes & Petrucci - 19h - Choperia Colorado
- Projeto ao Cubo - 20h - Choperia Arquimedes 
- Thais Fraga & Elias Jr. - 21h - Cuba Jazz Club
02 DE SETEMBRO(SEXTA-FEIRA)
- Hamid Mauad - 19h - Choperia Colorado
- Funk & Soul das Gringas (Playlist) - 19h - Laboratório 96
- Denilson & Tiago - 19h - Recanto da Praça 
- Emerson Dibadá - 20h - Bão de Prosa Buteco
- Pfizer Trio - 20h - Choperia Arquimedes
- Charles Jr. - 20h - Soho Pub
- Igor e Caio - 21h - Getúlio Choperia 
- Roggs - 21h - Cuba Jazz Club
03 DE SETEMBRO(SÁBADO)

- Denilson & Tiago - 18h - Choperia Colorado
- Laboratoriando (Playlist) - …

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - ANDDRE MAFRA

Por: André Montandon Apresentando uma estética que une reflexões pessoais com loops de voz, violão, guitarra, batidas eletrônicas e efeitos, Anddre Mafra transita entre o indie-folk e o experimental de forma intimista em seu formato solo de "one man band".
Trazendo à tona suas vivências e consequências existenciais, o músico, cantor e compositor cria uma atmosfera particular: a imersão em uma sensibilidade latente. 
Em 2019 lançou o pri­meiro trabalho autoral, o EP ‘’Vou Dizer Que Sou Fe­liz (VDSF)’’, produzido por Marcos Paulo Guimarães.
Em agosto deste ano, apresentou o EP “Octopios”. Primeiro em que além das melodias e letras, todo processo de produção foi realizado pelo própria artista. O trabalho conta com a distribuição da Tratore e está disponível nas principais plataformas digitais. Conferir a seguir, a nossa entrevista com esse grande artista:- Como foi o processo de produção e escolha do nome do novo EP?Anddre Mafra - O EP inteiro foi gravado e produzido por mim dura…