Pular para o conteúdo principal

JOSÉ CARLOS É PRATA E CONTINUA NA DISPUTA ASSIM COMO, ERCILEIDE, POR MAIS MEDALHAS NO PARAPAN


Em busca do bicampeonato na categoria individual BC1 dos Jogos Parapan-Americano, o uberabense José Carlos Chagas, enfrentou nesse sábado o mexicano Eduardo Sanchez. José Carlos abriu o placar em 1 a 0. Mas, o adversário se impôs em jogo marcando em todos os próximos lances. Fechando a partida em 4 a 1, conquistando a medalha de Ouro e o brasileiro ficando com a Prata. Segundo a Estafe do atleta, a também uberabense Hindielle Andrade, o jogo foi muito duro, o nervosismo bateu, mas o atleta conquistou a medalha e segue focado para o próximo compromisso. "Foi um jogo bem difícil, bem complicado, um pouco de nervosismo tomou conta. O Zé conseguiu a medalha de Prata. Mas ainda estamos na briga, nos pares (com Ercileide) e em equipe. Então, vamos para cima. Se Deus quiser conquistar mais duas medalhas".


Em seguida, teve inicio as disputas em pares e equipes na bocha. Ercileide Laurinda lado dos irmão Eliseu e Marcelo dos Santos, iniciaram a caminhada contra os time canadense na categoria Pares BC4, e se deram bem. Mesmo saindo atrás no placar (0 a 2), viraram a partida para fechar o confronto em 4 a 2. Na segunda rodada, os brasileiros enfrentaram a Colômbia, mas saíram derrotados do duelo pelo placar de 5 a 3. Amanhã, no ultimo dia de competição, o Brasil tem um duelo decisivo contra o México, na busca por una medalha.

Na disputa por equipes, José Carlos ao lado de Maciel Santos, Natali de Faria e Guilherme Moraes, conquistaram uma grande vitória na estréia contra o México na categoria por equipes BC1/BC2. Mesmo saindo atrás no placar no inicio da partida (0 a 1), os brasileiros aplicaram uma goleada de 9 a 1 e decidirá nesse domingo o título contra os nossos hermanos Argentino.  

Fique ligado. Porque esse domingo promete mais medalha para o Brasil e uberaba!!!

Estaremos antenados para divulgar todos os resultados dos nossos atletas nessa edição do Jogos Parapan-Americanos de Lima 2019.  E você pode acompanhar a competição ao vivo pelo SporTV 2 e pelo site www.lima2019.pe

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

BATE-PAPO COM O TENISTA JOÃO MENEZES

Por: André Montandon


Com apenas 22 anos, João Menezes já é um dos principais nomes do tênis brasileiro. Vivendo o seu melhor momento na carreira, o uberabense ocupa atualmente a 210º posição no ranking mundial da ATP (Associação de Tenistas Profissionais), sendo o terceiro melhor brasileiro. Apaixonado pelo esporte, o atleta contou com a influência e o apoio da família no desenvolvimento no tênis. Agora com a conquista da medalha de ouro nos Jogos Pan-americanos, busca alcançar grandes títulos e chegar forte nas Olimpíadas de Tokio 2020.
Mas nem sempre foi assim. João passou por momentos difíceis nessa trajetória, pensando até em abandonar o esporte devido a resultados que não vinham e principalmente, pelas três cirurgias no joelho esquerdo e uma lesão na coluna. Mas, pelo apoio do pai, seu grande incentivador, ele retomou os treinamentos em busca dos seus sonhos. 
Confira o nosso bate-papo com esse grande atleta uberabense:
- João, quando começou o seu interesse pelo tênis; os primeir…

UMA BREVE HISTÓRIA DE UBERABA

O povoamento da região de Uberaba teve início, no final do século XVIII, com sesmarias concedidas pela Capitania de Goiás, entre elas, a Fazenda das Toldas, ainda existente, concedida a Tristão de Castro Guimarães, e as Fazendas Santo Inácio, Ponte Alta e Bebedouro, concedidas, em 1799, ao Tenente Joaquim da Silva e Oliveira, irmão do Sargento-Mor Antônio Eustáquio da Silva e Oliveira, todas estas fazendas situadas ao sul da atual Uberaba.

O povoado de Uberaba, foi fundada, em 1809, pelo sargento-mor comandante da Companhia de Ordenanças do Distrito do Julgado do Desemboque da Capitania de Goiás, Antônio Eustáquio da Silva e Oliveira.
A primeira casa de Uberaba, construída pelo Sargento-Mor Antônio Eustáquio, localizava-se na atual esquina da Praça Rui Barbosa com a Rua Artur Machado, do lado esquerdo de quem desce a rua Artur Machado.

Uberaba surgiu pela migração de familias que deixaram as já esgotadas regiões produtoras de ouro, porém fracas para agricultura, da Capitania d…