Pular para o conteúdo principal

BATE-PAPO COM O ATLETA RAFAEL MINEIRO


Por: André Montandon

Rafael comemorando o titulo do NBB 2015-16. Foto:Fanpage
De volta ao flamengo e em grande fase na carreira, o pivô uberabense Rafael Mineiro é nome certo na seleção brasileira comandada por Aleksandar Petrovic. Sendo um dos grandes responsáveis pela classificação da seleção para o Mundial de Basquete que será realizado em agosto na China. 

Com passagens por Franca, Paulistano, São José, Pinheiros, Limeira e Bauru, Mineiro coleciona títulos nacionais e pela seleção, como o Sul-Americano de 2010 e o Pan de 2015. Aproveitando esse momento especial, batemos um papo com o atleta para conhecer um pouco mais da sua trajetória no esporte, metas na carreira e a expectativa para o Mundial. Confira:

- Quando começou o seu interesse pelo basquete e os primeiros passos no esporte?

Rafael Mineiro - Eu sempre gostei muito de esporte, pratiquei natação, futebol e quando ainda jogava futebol eu fui assistir um treino do meu irmão no Clube Uirapuru, onde ele já praticava basquete. Quando o técnico me viu, falou "Nossa como você é grande! Você não quer vir aqui treinar um dia com a gente, experimentar como é?". Eu tinha gostado de assistir, foi o primeiro treino do meu irmão que assisti, me interessei e falei: "ah, vou praticar um dia, vou ariscar um treino". E foi amor à primeira vista! Cara, desde então, eu não consegui mais parar de pensar no basquete, eu fui um dia, voltei e acabei sendo escrito, jogando pouco tempo para Uberaba. Foram apenas 5 meses e depois do campeonato, que era bem curto, tive a oportunidade de ir para o estado de São Paulo, em Sorocaba, onde tudo deslanchou.

- Quem são seus ídolos (dentro ou fora do esporte)? 

Rafael Mineiro - Bom, as duas pessoas que eu tenho admiração, um eu joguei com ele, que é o Marcelinho Machado , um cara muito inteligente, que entende muito do jogo e eu tive oportunidade de conhece-ló também fora das quadras, um amigo pessoal e que tenho uma admiração muito grande. O outro é o Varejão, que eu estou jogando junto no Flamengo, uma pessoa que já participou das maiores ligas do Mundo, jogou muito tempo na Europa e na NBA. É um cara que entende muito, é humilde, um ídolo para mim.

- Você já defendeu grandes clubes, como o Flamengo onde está atualmente. Mas vestir a "amarelinha" e defender o país, deve ser um momento mágico para o atleta. Pode nos descrever esse sentimento?

Rafael Mineiro - Com certeza defender grandes clubes é importante para a carreira de qualquer atleta, mas o ápice com certeza é vestir a amarelinha, estar na seleção brasileira é um momento mágico. Quando sai a convocação, você sente uma felicidade enorme e quando você chega lá, começa a treinar e tudo,  e aquele frio na barriga gostoso que dá de defender a Seleção Brasileira. Você sabe que ali você está defendendo não só um país, mas acho que um sonho de muita gente. Então é um momento muito magico e especial.

Rafael comemorando com equipe o titulo do Panamericano de 2015. Foto: Washington Alves/Exemplus/COB
- Podemos afirmar que você está na melhor fase de sua carreira?

Rafael Mineiro - Sim, com certeza me sinto no melhor momento da minha carreira, estou numa grande equipe e defendendo a seleção brasileira, um pouco mais experiente. Com certeza estou me sentindo muito bem nesse momento.

- Qual é a expectativa para esse Mundial, principalmente após esses dois últimos jogos das eliminatórias onde a seleção realizou ótimas atuações? 

Rafael Mineiro - O Brasil conseguiu uma boa classificação no último Mundial, ficou em sexto lugar. Mas com certeza, a gente ainda almeja uma medalha, né. Então a expectativa é que a gente possa fazer o nosso melhor, estar bem. Nós vamos ter um tempo maior de preparação para ir em busca de uma medalha.

- Você já conquistou diversos títulos pelas equipes que defendeu e com a seleção.  E quais os desafios que ainda almeja na carreira?  

Rafael Mineiro - Eu conquistei muito títulos sim por clubes e pela seleção brasileira. Mas ainda tenho alguns sonhos: não disputei o mundial pela seleção brasileira e nem uma Olimpíada. Isso ainda, é um sonho. Em questão de títulos pelos Clubes, ainda falta o mundial de clubes, o qual já disputei 3 vezes, conquistando o vice-campeão.

Pra finalizar, manda um recado pra galera de Uberaba que acompanha a sua carreira e torce pelo o seu sucesso.

Rafael Mineiro - Só agradecer. Dizer um muito obrigado a todos de Uberaba que sempre me dão muito carinho, seja nas redes sociais ou ou até mesmo quando estou na cidade. E dizer que sempre vou levar o nome de Uberaba com muito orgulho. Muito obrigado a todos.

Muito obrigado pela atenção Rafael, continuamos torcendo pelo o seu sucesso!!

Curtiu a entrevista? Quer saber mais sobre o atleta?






Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FIQUE LIGADO NA AGENDA CULTURAL

UBERABA SE DESTACA NA ETAPA DECISIVA DO REGIONAL DE HANDEBOL

Nesse ultimo final de semana, mais de 500 atletas de Uberaba e região, se reuniram em nossa cidade para a disputa da etapa decisiva da 4ª edição da Liga de Handebol do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba(LHaTMAP),com destaque para o excelente desempenho das equipes Uberabenses.
Classificado para semi-final em todas as categorias disputadas, as equipes da Acevale Handebol/Funel/Uberaba, conquistaram com apoio da torcida no Ginásio da Funel (antigo CEMEA Abadia), os títulos nas categoriasCadete Feminino, Juvenil Feminino e Adulto Masculino e a medalha de bronze no Cadete Masculino, Júnior Masculino e Adulto Feminino. Além do Título Geral da Competição.







Mesmo com a frustração de não participar esse ano da Liga Nacional, o Presidente e Goleiro da equipe Adulta da Acevale Bruno Cruz, acredita que a temporada foi muito importante não só pelos resultados, mas pelo trabalho desenvolvido, principalmente no feminino. "Foi uma temporada difícil, porque tivemos a decepção de não conseguir pa…