Pular para o conteúdo principal

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - LUCIANA MELLO


Por: André Montandon e Verônica Furtado

Luciana Mello Rodrigues de Oliveira, tem a música gravada em seu DNA. Começou a cantar aos seis anos, gravando com pai Jair Rodrigues, a canção "O Filho do Seu Menino". No ano seguinte, integrou a última formação da Turma do Balão Mágico, junto com o seu irmão Jair de Oliveira. Em 2000, gravou seu primeiro disco solo "É assim que se Faz". O álbum foi puxado pela faixa-título e o sucesso de Simples Desejo. Com mais de 30 anos de carreira, Luciana transita por vários estilos musicais como samba, MPB, pop e soul music. Em 2017, foi indicado ao Grammy Latino na categoria de Melhor disco de Samba/Pagode com o álbum "Na Luz do Samba".

Nessa sábado, ela desembarca em Uberaba para apresentar no Teatro Sesi Minas, o seu novo show "Comemorando a Bossa Nova", onde interpreta clássicos da época, proporcionando ao público uma imersão nos ‘anos dourados’ da musica brasileira. Mas, sem deixar de lado os seus grandes sucessos. Aproveitamos essa visita, para conversar um pouco com essa grande artista. Confira:

- Filha de peixinho, peixinho é!! Luciana, perguntar como a música entrou em sua vida seria muito fácil,mas o que ela representa não. Então diz, o que a música significa para você?

Luciana Mello  - Música é minha vida! Minha melhor forma de expressão! Viver de música é um privilégio e agradeço à Deus todas as horas por me dar esse dom e ter me dado uma família incrível, onde puder trabalhar esse dom e hoje poder levar alegria, paz e reflexão para as pessoas.

- Qual conselho que o seu pai, Jair Rodrigues, ícone da música popular brasileira te disse e você carrega ao longo da sua carreira?

Luciana Mello  - Melhor do que conselhos dados são atitudes que nos deixam como lição. Meus pais são pessoas do bem, honestas, batalhadoras, altruístas e com muito amor no coração. Meus irmãos e eu crescemos com essas referência. O amor por tudo que fazemos vem dessa criação. Busco sempre dar o melhor de mim em tudo que faço e colocar minha alma nas minhas canções.


 - Nos conte um pouco sobre o seu show em homenagem aos 60 anos da bossa nova.

Luciana Mello  -  O show chama-se "Comemorando a Bossa Nova" e é um show onde faço releituras de algumas canções daquela época que marcaram minha vida, minha carreira. A Bossa Nova  faz parte da nossa história, da identidade cultural do nosso país. Um show belíssimo que leva algumas gerações de volta ao nosso passado de ricas canções e que traz beleza melódica e poesia para as novas gerações, que não viveram aquela explosão cultural. Nesse show também trago algumas canções do meu repertório que de certa forma também foram influenciadas pela Bossa Nova, pelo samba. 

- Existe a possibilidade desse projeto ser materalizado em CD/DVD e a turnê se expandir para o exterior?

Luciana Mello  - Sempre existe! rs Adoraria levar esse show para os quatro cantos do mundo! 🙏🏾

- Mande um recado para o público de Uberaba que está ansioso em te ver e conferir essa grande homenagem à bossa nova.

Luciana Mello - Será um grande prazer tocar para o público de Uberaba!! Tenham certeza que levarei todo meu amor e respeito pro palco do SESI!! Desde já, agradeço o carinho! 


Mais informações do show em: https://www.facebook.com/TeatroSesiUberaba/

Curtiu essa entrevista?
Quer saber mais sobre a Luciana Mello?
Acesse: 





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

BATE-PAPO COM O TENISTA JOÃO MENEZES

Por: André Montandon


Com apenas 22 anos, João Menezes já é um dos principais nomes do tênis brasileiro. Vivendo o seu melhor momento na carreira, o uberabense ocupa atualmente a 210º posição no ranking mundial da ATP (Associação de Tenistas Profissionais), sendo o terceiro melhor brasileiro. Apaixonado pelo esporte, o atleta contou com a influência e o apoio da família no desenvolvimento no tênis. Agora com a conquista da medalha de ouro nos Jogos Pan-americanos, busca alcançar grandes títulos e chegar forte nas Olimpíadas de Tokio 2020.
Mas nem sempre foi assim. João passou por momentos difíceis nessa trajetória, pensando até em abandonar o esporte devido a resultados que não vinham e principalmente, pelas três cirurgias no joelho esquerdo e uma lesão na coluna. Mas, pelo apoio do pai, seu grande incentivador, ele retomou os treinamentos em busca dos seus sonhos. 
Confira o nosso bate-papo com esse grande atleta uberabense:
- João, quando começou o seu interesse pelo tênis; os primeir…

UMA BREVE HISTÓRIA DE UBERABA

O povoamento da região de Uberaba teve início, no final do século XVIII, com sesmarias concedidas pela Capitania de Goiás, entre elas, a Fazenda das Toldas, ainda existente, concedida a Tristão de Castro Guimarães, e as Fazendas Santo Inácio, Ponte Alta e Bebedouro, concedidas, em 1799, ao Tenente Joaquim da Silva e Oliveira, irmão do Sargento-Mor Antônio Eustáquio da Silva e Oliveira, todas estas fazendas situadas ao sul da atual Uberaba.

O povoado de Uberaba, foi fundada, em 1809, pelo sargento-mor comandante da Companhia de Ordenanças do Distrito do Julgado do Desemboque da Capitania de Goiás, Antônio Eustáquio da Silva e Oliveira.
A primeira casa de Uberaba, construída pelo Sargento-Mor Antônio Eustáquio, localizava-se na atual esquina da Praça Rui Barbosa com a Rua Artur Machado, do lado esquerdo de quem desce a rua Artur Machado.

Uberaba surgiu pela migração de familias que deixaram as já esgotadas regiões produtoras de ouro, porém fracas para agricultura, da Capitania d…