Pular para o conteúdo principal

UM JOGO DE TIRAR O FÔLEGO


Em mais um encontro no Centro Olímpico de Uberaba, as meninas da seleção feminina de vôlei, em um jogo super emocionante, perderam de virada para os Estados Unidos por 3 sets a 2 (parciais  25/15,  25/23, 21/25 ,  23/25 e 15/17) .

Foto: Equipe Zebunarede
O JOGO:

O Brasil foi arrasador no primeiro set,  fechando em 25/15. Com início forte no segundo, empurrado pela contagiante torcida uberabense a seleção seguiu na frente e mesmo com a reação adversária,  garantiu a parcial em 25/23. As americanas mudaram a historia a partir do 3° set. Equilibrado, com alternância constante na liderança, na reta final as adversárias aproveitaram melhor as chances para fechar em 25 a 21. Da mesma forma no 4° set, as americanas venceram por 25 a 23. Com isso, a decisão foi para o Tiê Break.

Com os nervos à flor da pele, a torcida seguiu empurrando, acreditando na vitória. As meninas lutaram, suaram a camisa, mas o resultado não foi o esperado. O Estados Unidos venceram o set por 17 a 15, jogando um balde de água fria no publico presente.

Foto: Wander imagem
Com o resultado, a série amistosa segue em 3 a 0 para as americanas. Agora, as equipes viajam para o Rio de Janeiro onde realizam nesse sábado o último confronto antes do Campeonato Mundial.

Após a partida, batemos um papo com a levantadora Dani Lins e com o Técnico José Roberto Guimarães. Confira:





PARABÉNS MENINAS. A VITÓRIA NÃO VEIO MAS NO MUNDIAL O RESULTADO VAI SER OUTRO. VAI BRASIL!!!!



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - INSURGÊNCIA SERTANEJA

Por: André Montandon e Verônica Furtado
Formada por Jéssica Carvalho (violão e voz), João Chiaratti (percussão, viola e voz), Karine Rodrigues (violino e voz), Maycol Mundoca (alfaia e voz) e Pedro Calota (percussão, violão e voz), a Insurgência Sertaneja é uma banda de música autoral uberabense, que trabalha os diversos ritmos melódicos e poéticos do sertão. Em uma mistura de música e poesia, a banda faz releituras de ritmos essencialmente brasileiros, fazendo uma viagem aos sertões através de ritmos como o baião, o carimbó, o congado, a moda de viola e o cordel em busca de desmistificar o sertanejo. 
Mesmo com pouco tempo de carreira, a Insurgência Sertaneja já levou a sua arte para diversas cidades do país, em festivais e eventos, dividindo palco com grandes nomes da musica brasileira.  Além do lançamento do álbum de estreia, "Meu sotaque, minha sina", em 2017.  Agora, o "bando" (como eles mesmos denominam),  prepara um super show cheio de novidades, no dia 18 …

FIQUE LIGADO NA AGENDA CULTURAL