Pular para o conteúdo principal

FIM DO JOGO, VOLTA A REALIDADE - POR O BRASILEIRO


Foto: Reprodução Internet
Chegou mais uma copa.
É hora de colocar a camisa da seleção há tanto tempo guardada. De demonstrar a paixão pelo meu país, de esquecer os problemas cotidianos e torcer pelos nossos atletas. 
Jogadores entram em campo, a emoção aumenta, a pele arrepia ao som do hino. O juiz apita, a bola rola - "MOSTRA TUA FORÇA BRASIL" - jogo duro, partida empatada no inicio da caminhada. 
Próximo jogo uma nova emoção. Estamos unidos em volta da nossa seleção. O tempo passa e a partida segue. Cuzamento, bola viva na área, um CHUTE... finalmente o GOL. Alivio. Mais uma boa jogada, placar ampliado, fim de partida, vitória e um só pensamento: "AGORA VAI". 
Mais uma vitória, liderança garantida, ESTAMOS NAS OITAVAS. 
O país todo para, o orgulho aumenta, o que só importa agora é o futebol, faltam apenas 3 jogos para o final. 
Classificação confirmada, passamos para as QUARTAS.  A confiança aumenta... no trabalho, na rua, em casa só se fala em futebol. Com a galera reunida esqueço tudo que me aborrece, a alegria da copa nos contagia, nos blinda e afasta da dura realizada. 
 "Mostra tua força, Brasil / E faz da nação sua bandeira / Que a paixão da massa inteira /Vai junto com você, Brasil!"
Um adversário duro, experiente, invicto a muitos meses. Mas somos o Brasil, penta campeão, o país do futebol, vamos ser CAMPEÃO. Escanteio, olha a bola?? Dois brasileiros sobem, a bola entra, gol contra, NÃO!!! Nada de desespero, vamos virar pra cima deles... Olha eles de novo!! Boa jogada, chute fora da área....bola no fundo do gol. E agora. Será que vamos mudar essa história??
A torcida empurra, lance, chance e nada de gol. Desespero aumenta, a equipe tenta e a bola não entra. Fim de jogo eliminados de novo. E agora?? Tristeza, choro, frustração.
Adrenalina abaixa, todo mundo de volta pra casa, camisa guardada, realidade volta a tona: trabalho, estresse, contas para pagar, aumento da gasolina, da energia...
O que a gente fingiu não ver nesses dias de jogo volta a fazer parte da nossa realidade.  Somos brasileiros,  temos sim algum orgulho do nosso país, sabemos que juntos, unidos, podemos muito mais, na luta diária do trabalho e da família, vamos vencendo dia após dia, e a nossa VITÓRIA acaba sendo a esperança de melhorar, ainda que tardia, preferimos acreditar que dias melhores virão.

Ass. O BRASILEIRO

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - BOOGARINS

Por: André Montandon e Verônica Furtado
Benke, Dinho, Raphael e Ynaiã, estão de volta à Uberaba, para uma super apresentação de lançamento do 4º álbum de estúdio da Banda, intitulado "Sombrou dúvida". Nesse sábado, a partir das 21h, no espaço mais decolado da cidade, o Laboratório 96. O disco lançado oficialmente nessa sexta-feira, terá distribuição mundial pelo selo Overseas Artists, e traz 10 faixas inéditas - disponíveis nas principais plataformas digitais. Antes do lançamento oficial, o grupo disponibilizou  3 faixas do álbum, "Sombra ou Dúvida", "Invenção" e "Tardança", criando uma grande expectativa nos fãs por esse novo trabalho.  Podemos dizer sem duvida, que será o melhor álbum da carreira da Banda até o momento. E é claro, que não poderíamos perder a oportunidade de bater um papo novamente com a banda.  Confira a nossa entrevista:
- Os singles do novo Álbum "Sombrou dúvida", lançado recentemente, da o tom do que está por vir. …

A UM PASSO DA GRANDE FINAL

Em uma partida emocionante, o uberabense João Menezes conquistou a classificação para a semifinal dos Jogos Pan-americanos de Lima na categoria individual. Mas não foi uma tarefa nada fácil. O seu adversário, o chileno Nicolás Jarry, "vendeu" caro essa vitória. João teve que suar a camisa, mostrar todo seu talento para vencer a partida em 1h43min, por 2 sets a 0 (7/5 e 6/4). Mostrando porque é o atual nº 2 entre os brasileiros no ranking da ATP.
Sem descanso.Agora, o tenista terá pela frente mais um argentino, Facundo Bagnis. O duelo está marcado para esse sábado, a partir das 14h.

Destaque também, para a classificação de Carolina Meligeni (sobrinha de Fernando Meligeni) que venceu a mexicana Renata Zarazua por 6/2 e 6/0. E encara amanhã, a norte-americana Caroline Dolehide.