Pular para o conteúdo principal

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - VIVENDO DO ÓCIO

Por: André Montandon
Vivendo do Ócio. Foto: Reprodução da Internet
Foi no centro histórico de Salvador que surgiu em 2006 um dos maiores representantes da cena alternativa brasileira, o Vivendo do Ócio, formada por Jajá Cardoso (vocal e guitarra), Luca Bori (baixo e vocal), Davide Bori (guitarra e backing vocal) e Dieguito Reis (bateria e backing vocal) que por sua personalidade sonora conquistou o publico e a critica, além diversos prêmios. 

Nesse final de semana, teremos o prazer de recebe-los em nossa cidade para uma apresentação no Festival Luck Box. E para aproveitar essa oportunidade a banda nos concedeu uma grande entrevista. Confira:


Nesse ano, a banda completou 10 anos de carreira. Conte um pouco dessa trajetória?

Vivendo do Ócio - A gente nem se dá conta as vezes que já passou tanto tempo, quando fazemos o que a gente gosta, o tempo passa sem pesar. Nesses 10 anos foi muita estrada, aprendemos e crescemos uns com os outros, pessoalmente e musicalmente, além das mais de 60 cidades brasileiras que passamos, tivemos a chance de levar nosso som a outros cantos do mundo tocando na Itália, Inglaterra e Holanda e assim ganhando reconhecimento através do público, critica e prêmios. Foram muitos bons acontecimentos e conquistas, porém sempre nos vemos como iniciantes, garotos aprendendo, essa é a essência para nunca parar de crescer.

Como foi realizar a produção desse terceiro álbum de forma independente através do financiamento coletivo?

Vivendo do Ócio - Foi ótima, ultrapassamos 15% da meta, bolamos recompensas que os colaboradores curtiram muito, assim como a gente também, entre essas até fazer um show acústico na casa das pessoas, isso fortaleceu ainda mais nossa relação com o público. Foi bom voltar ao independente com as experiências que adquirimos em alguns anos na gravadora.

Capa do novo CD. Foto: Reprodução da Internet

Como está a recepção e a turnê desse novo álbum "Selva Mundo"?

Vivendo do Ócio - Muito boa, tanto o público como a critica gostaram do album, estamos rodando o Brasil e ampliando cada vez mais a divulgação do disco.

Ser uma banda independente no Brasil é um grande desafio? A internet é uma aliada ou um empecilho nessa jornada?

Vivendo do Ócio - A internet sempre vai ser aliada, é um espaço democrático, onde todos tem acesso, construímos muito da nossa relação com o público pela net. É onde as pessoas podem ouvir e ver o que é produzido, apesar de redes sociais como o Facebook irem contra esse conceito de informação livre, bloqueando o conteúdo para pessoas que te seguem por livre e espontânea vontade em troca de dinheiro, isso é um absurdo, mas infelizmente é a maior de todas e temos que lhe dar com essa mafia.

Como vocês enxergam a música brasileira atual?

Vivendo do Ócio - Está ótima, em todas as vertentes temos artistas sensacionais, muitos deles independentes e isso é maravilhoso para a cultura do país.

Para finalizar, gostaríamos que vocês convidassem a galera de Uberaba e região para conferira o 1º show da banda na "Terra do Zebu.

Vivendo do Ócio - Esperamos todos os patcharas lá, sejam bem amigos dos seus amigos e convidem eles para irem e não fiquem de fora por que vai ser bom demais da conta!

 Festival Luck Box


Conheça o trabalho da banda: facebook.com/vivendodoocio     http://www.vivendodoocio.com/


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

BATE-PAPO COM O TENISTA JOÃO MENEZES

Por: André Montandon


Com apenas 22 anos, João Menezes já é um dos principais nomes do tênis brasileiro. Vivendo o seu melhor momento na carreira, o uberabense ocupa atualmente a 210º posição no ranking mundial da ATP (Associação de Tenistas Profissionais), sendo o terceiro melhor brasileiro. Apaixonado pelo esporte, o atleta contou com a influência e o apoio da família no desenvolvimento no tênis. Agora com a conquista da medalha de ouro nos Jogos Pan-americanos, busca alcançar grandes títulos e chegar forte nas Olimpíadas de Tokio 2020.
Mas nem sempre foi assim. João passou por momentos difíceis nessa trajetória, pensando até em abandonar o esporte devido a resultados que não vinham e principalmente, pelas três cirurgias no joelho esquerdo e uma lesão na coluna. Mas, pelo apoio do pai, seu grande incentivador, ele retomou os treinamentos em busca dos seus sonhos. 
Confira o nosso bate-papo com esse grande atleta uberabense:
- João, quando começou o seu interesse pelo tênis; os primeir…

WALL EFFECT 2020

A quarta edição do maior encontro de arte urbana do Triângulo Mineiro foi um sucesso!
Realizado pelo segundo ano consecutivo na Escola Estadual Henrique Kruger, o Wall Effect, teve em sua programação Roda de conversa sobre gênero, arte e sociedade com a Slamer Jazz (BH), a Superintendente de Politicas para a Juventude Larissa Costa e a Professora e Assessora Parlamentar Rochelle Gutierrez; Intervenções de graffiti com grandes artistas de Uberaba e de varias regiões do país; Batalhas de breaking 2x2 com premiação; Slam com convidados especiais, entre elas Jazz - representante do Slam das Manas BH; Discotecagem com os Djs Denis Jay e Double D e Workshop de produção musical com Johnny Black.

O evento celebrou ainda os 200 anos de Uberaba e o décimo festival de graffiti realizado na cidade.
Estivemos presentes no segundo dia do evento registrando todas as movimentações. As fotos já estão disponíveis em nossa FanPage. Acesse: https://www.facebook.com/walleffect2020