Pular para o conteúdo principal

ENTREVISTA COM A BANDA PATO FU

Foto: Facebook Nômade Produções 






                                                                          Uma das atrações do projeto "Diversão e Arte: música para crianças de todas as idades" realizado em julho, na Praça da Abadia em Uberaba, foi a banda mineira Pato Fu. O grupo apresentou o show "Música de Brinquedo", com a participação do grupo Giramundo. E como o próprio nome do evento diz, reuniu "crianças de todas as idades"que ficaram encantadas com a apresentação. O disco desse projeto foi todo gravado com instrumentos de brinquedo ou miniaturas, além de instrumentos ligados à musicalização infantil.

Como não foi possível realizarmos a cobertura desse belo evento. Entramos em contato com a banda, que nos concedeu a entrevista. Confira:

Zebunarede - O disco "Musica de Brinquedo" foi um sucesso de vendas e recebeu diversos prêmios. Existe a intenção de lançamento do segundo álbum?

John Ulhoa (fundador, guitarrista e produtor da banda) - Estamos preparando uma sequência sim, maturando umas idéias pra algo que esteja à altura do primeiro que foi um sucesso muito espontâneo, mas agora, acho que já carrega uma certa expectativa...

Zebunarede - Esse trabalho foi o primeiro da banda com o seu selo independente da Rotomusic. A "ruptura" com as gravadoras "tradicionais" deram uma maior flexividade para os artistas em suas criações e contato com o publico?

John Ulhoa - Acho que não no nosso caso. Liberdade artística sempre tivemos. Pode ser que seja diferente pra outros artistas, mas o que mudou pra gente foi mesmo a forma de distribuir e de promover. Talvez o Música de Brinquedo tivesse alguma dificuldade de ser aceito como projeto dentro de uma gravadora, mas pelo que nos conheço a gente faria de qualquer jeito.

Zebunarede - Qual é a opinião da banda sobre o influencia das mídias digitais na divulgação do trabalho?

John Ulhoa - As mídias digitais são mais divertidas e menos eficientes do que eram radio, tv, jornais, revistas. É muito disperso, mas ao mesmo tempo bastante acessível pra qualquer banda iniciante. Então é legal, porque você rapidamente cria seguidores, pessoas opinam sobre seu trabalho, etc. O difícil é a profissionalização do músico só a partir dessa web-fama. Ou seja, as mídias digitais hoje em dia são fundamentais, mas todos ainda estão aprendendo a usá-las.

Pato Fu. Foto: Reprodução internet

Agradecemos a banda pela atenção e especialmente ao John pela entrevista.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - MARCELO JENECI

Por: André Montandon 
Desembarga em Uberaba nesse sábado (19), um dos grandes nomes da nova música popular brasileira para uma apresentação especial no Laboratório 96. Pela primeira vez na cidade, Marcelo Jeneci, chega com a turnê de lançamento do seu terceiro álbum, Guaia, onde o artista volta as suas origens ao homenagear Guaianases, zona leste de São Paulo, bairro em que nasceu. Além de trazer experimentos musicais que se juntam à famosa sanfona do cantor e compositor, em uma mescla de acústicos, sintéticos e regionais que resgatam a trajetória de Jeneci ao longo de sua formação musical.

Aproveitamos essa ilustre visita, para bater um papo exclusivo com esse grande artista. Confira 😉
- Conte-nos um pouco sobre o seu novo álbum, Guaia, que remete as suas origens, e que contou com grandes participações?

Marcelo Jeneci - Guaia, porque sou de guaianases, da zona leste de São Paulo. Porque eu cresci na escola pública, "Viva os professores!". Tendo uma família em que minha mãe m…

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - MÁRCIO ANDRÉAS

Por: André Montandon
Com 20 anos de carreira, o músico e compositor uberabense Marcio Andréas, lançou em 2016 o seu primeiro trabalho solo "Cada um na sua galáxia". Foi vocalista dos Baltazares, banda de rock bastante conhecida no circuito independente de Minas Gerais. Em seu novo projeto lançado no final de 2019, intitulado de "O Jardim", o músico apresenta um som bastante original, com mais maturidade. As canções passeiam pelo rock, folk e mpb, mas tudo em perfeita sintonia mostrando uma profunda evolução alcançada em todos esses anos de estrada.
Com uma agenda bastante movimentada o músico se apresenta em vários formatos: shows mais intimistas, pocket shows, ou acompanhado de uma banda extremamente competente que vem arrancando elogios por onde passa, sendo considerado uma grande promessa da nova música mineira. Em seu currículo, o músico ostenta apresentações ao lado de grandes nomes do cenário nacional como: Pato Fu, Biquini Cavadão, Tico santa Cruz, Raimundos…