Pular para o conteúdo principal

ESTAÇÕES DO BRT SÃO ALVOS DE VANDALISMO


Desde a inauguração em janeiro, 40 vidros das estações tubo já foram trocados após terem sido trincados ou quebrados. Cada vidro custa R$500, ou seja, um prejuízo de R$20 mil. Na semana passada, um homem furtou nove câmeras de videomonitoramento, das quais duas foram recuperadas e o homem foi identificado e detido. Outra ação registrada é a entrada sem pagar através da passagem pelas catracas de saída, forçando as portas por onde descem e embarcam os passageiros ou pela porta de acesso dos cadeirantes.

O superintendente de transporte coletivo da Prefeitura, Claudinei Nunes, afirmou que vários flagrantes foram registrados e o prejuízo total é imensurável. Segundo ele, infratores foram identificados, sendo em maioria adolescentes ou jovens.

Para solucionar esse problema, duas medidas em fase de teste são: a mudança das catracas e a implantação de travas nas portas. Os protótipos foram instalados na estação 2, nessa terça-feira. Segundo o gerente de tecnologia da Transube, Elton Ramos, o equipamento será testado e, se funcionar, todas as catracas serão trocadas.

Foto: Reprodução internet
O famoso "jeitinho brasileiro", que para muitos, é considerado uma forma de esperteza ou vantagem, nada mais é que um ato de CORRUPÇÃO. Os infratores não raciocinam que essa atitude provoca prejuízos a todos, infratores ou não, que pagaram mais impostos para suprir esses prejuízos. 
E depois querem reclamam do sistema. Ahhhh, vá plantar batata!


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DA SÉRIE: A ARTE EM TEMPOS DE CORONAVÍRUS (PARTE VIII) 🎨😅

  🖼Obra original: "Mona Lisa" de Leonardo da Vinci. #arteemtemposdecoronavírus #arte #monalisa #prevenção #vaipracasa #ficaemcasa #covid19 #xocoronavirus #isolamentosocial #quarentena #juntossomosmaisfortes #zebunarede

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - MANÉ GALINHA

  Por: André Montandon Em uma mistura perfeita de ritmos baseada na herança afro ao redor do mundo, que une pop, axé, funk, samba, rock, disco, soul, R&B e groove, o  Mané Galinha (nome em referência ao famoso personagem do filme Cidade de Deus), criou um estilo próprio e um repertório vasto, com a identidade e diversidade exata, proporcionando ao público um clima envolvente de festa, alegria e celebração. Além das canções, hits e clássicos da cultura Black Music. A versatilidade também é uma marca do grupo. Que desenvolveu diversos formatos para atender a todos os gostos e os mais diversos eventos. Em comemoração aos 4 anos de estrada, estão lançando nesta sexta-feira (19), o seu primeiro EP - intitulado de "Pra Elas". Aproveitando esse momento especial da banda, batemos um papo com eles para saber um pouco mais da trajetória, do EP e das novidades. Confira 😉 - Para iniciar, vamos falar sobre a trajetória do grupo. Sua formação, principais referências músicas, como tud