Pular para o conteúdo principal

NACIONAL NA CORDA BAMBA!

Em mais uma partida em casa, o Nacional de Uberaba, saiu derrotado. Dessa vez, a equipe alvinegra perdeu por 2 a 0 para o Mamoré de Patos de Minas.

Como em outras partidas, a equipe jogou mal, sendo sufocada pelo adversário em todo o primeiro tempo. A torcida irritada, cobrava mais empenho e raça dos jogadores e comissão técnica. Com o campo pesado devido a chuva, e a falta de criatividade do time, não demorou muito para o Mamoré abrir o placar. Logo aos 11 minutos de jogo Jonatan Reis (ex-Nacional) chutou fraco, a bola rebateu e Wellington colocou a bola pro fundo da rede. 

O clima que já não era favorável, a pressão da vitória era grande, a equipe perdida em campo, a torcida não perdoou e começou a vaiar e gritar olé. 

No segundo tempo o Naça voltou melhor, criou poucas chances de gol, mais a bola insistia em não entrar. 

Com a vitória parcial, a equipe de Patos de Minas segurou o jogo, ganhou todo o tempo que queria. Do outro lado o Nacional se arrastava em campo, se resumindo em "chutão" pra frente, correia sem sentido, erros de passe e cobranças de faltas desperdiçadas. Aos 41 minutos o Mamoré "fechou a conta e passou a régua". 



O resultado só não foi pior, porque a Patrocinense perdeu por 1 a 0 para o Montes Claros. Com o resultado, a ultima partida entre a Patrocinense e o Nacional, é de vida ou morte para uma da equipe. 



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O ESQUADRÃO UBERABENSE EM TÓQUIO: RAISSA MACHADO

Neste quinto e último episódio da série sobre os nossos representantes nos  Jogos de Tóquio 2020 ,  apresentamos um pouco sobre a trajetória do fenômeno  Raissa Machado . Foto: Gui Christ/CPB Incentivada pela mãe, aos 11 anos, começou a fazer ginástica e balé no Centro Municipal de Educação Avançada em Uberaba. A pós um teste na  ADEFU -  Associação dos Deficientes Físicos de Uberaba, i niciou no paradesporto  e logo se destacou. C onquistando no início da carreira, pódio em diversas modalidades: lançamento de dardo, lançamento de disco e  corrida. Mas foi com o Dardo, que se tornou  referência  mundial. Dona de várias medalhas nas disputas por clube e pela Seleção em competições nacionais e internacionais na classe F56. Em 2014 no Chile, foi medalha de bronze no Sul-Americano. No ano seguinte, conquistou o bronze no Parapan de Toronto, e a prata no Mundial de Atletismo em Doha, no Catar. Aos 20 anos, chegou a tão sonhada Paralimpíada,  na edição Rio 2016 , mas o resultado não foi o qu

COPA TRIÂNGULO REUNIU GRANDES ATLETAS EM UBERABA

  Realizada no  último domingo (29), em Peirópolis, a  Copa Triângulo Mineiro MTB ,  reuniu mais de 400  atletas,  marcando o retorno das grandes competições em Uberaba, suspensas devido a pandemia do Covid-19. Promovida pela RR Eventos, com apoio da Funel, o  evento que é uma das maiores provas de Mountain Bike do Triângulo Mineiro, contou com disputas em percurso completo de 47 km, nas categorias Masculina e Feminina Elite, Júnior, Sub 23 ao Sub 55 e Dupla Maculina. Já no percurso reduzido com 34 km, nas categorias Juvenil, Over 55, Dupla Mista, Turismo Masculino e Feminina e Peso Pesado. Confira a seguir o pódio da categoria elite: - Masculino : 1º - Nicolas Rafhael Machado (Trinx Brasil Racing Team); 2º - Frederico N. Mariano (Sodbike/Lelin Bikes/Vinculo Imoveis); 3º - Pedro Hillo De Almeida Bertallo (Sodbike/Sabia Digital/Aroeira/Phteam/Racer); 4º - Raphael Mesquita Mendes (Jc Bikes); 5º - Jeovane Junior de Oliveira (Ivan Start Ciclobikeshop);     Foto: Reprodução da internet - F