Pular para o conteúdo principal

NOVAS TENDÊNCIAS - BANDAS - PARTE I

No primeiro de Festival, se apresentaram as bandas:

Autoramas:  A banda teve inicio em 1997, sendo formada por Gabriel Thomaz (guitarra e vocais) que, após fazer sucesso como compositor de hits de bandas como Raimundos e Ultraje a Rigor, muda-se para Rio de Janeiro e convida alguns amigos para fazer um som batizado como "Rock para Dançar", uma mistura da surf music dos anos 60 com a new wave dos anos 80, mais influências de rockabilly, Jovem Guarda e a energia do punk rock, com guitarras com timbres marcantes, baixo distorcido e batidas dançantes.

Além de Gabriel Thomaz, o trio é composto por Flávia Couri (baixo) e Bacalhau (bateria) que já participaram de várias turnês internacionais tocando no Japão, e em vários países da América do Sul e Europa. A banda já gravou seis álbuns, sendo o último o Música Crocante, que foi eleito um dos 10 melhores álbuns de 2011 pela Revista Rolling Stone.

Neste ano, o Autoramas se juntou a BNegão para gravar o EP Auto Boogie. Com produção de Frejat, a gravação foi divulgada em formato digital no começo de setembro, com a versão "física" lançada apenas em vinil. O EP foi uma prévia da parceria dos músicos em sua participação no festival Rock In Rio.



Fabulous Bandits:  Formada em 2006 na cidade de Londrina (PR), a banda é considerado um dos expoentes do hillbilly, o gênero musical norte-americano. A combinação incomum de banjo, contrabaixo acústico, violão, violino, guitarra e bateria combinado com o tema do Velho Oeste cantados na sua maioria em Português é a marca de "Red Foot Pride", o primeiro CD, lançado em 2009. Em 2011, eles gravaram o álbum intitulado "CHUMBO GROSSO".



Acidogroove: O trio uberabense formado por Fred Pinheiro (Voz e guitarra), Cláudio Costa Neto (Baixo) e Leonardo Kopa (Bateria) e está na estrada desde 2006, participando de vários festivais pelo país. No ano de 2008 a banda participou da coletânea do álbum do Branco dos Beatles, organizado por Marcelo Froes; artistas como Pato Fu, Erasmo Carlos, Zé Ramalho.

Em 2011, lançam seu 1º CD: Talvez Hoje eu Tope um Plural. A banda vai apresentar nessa edição do festival além dos grandes sucessos, as novas músicas que o grupo está produzindo para seu segundo CD.




Cambriana: A banda de Goiânia define seu som como pop psicodélico. Em 2011 o grupo ficou compondo, gravando e mixando o álbum de estreia da banda, HOUSE OF TOLERANCE, que foi lançado em Janeiro de 2012. O disco acabou sendo um dos mais aclamados do ano pelos sites, blogs e revistas brasileiras de música aparecendo em várias listas de melhores de 2012. A Rolling Stone Brasil disse que o álbum, é "tão impressionante que chega a assustar", e comparou a "profundidade emocional e sofisticação das músicas" à Grizzly Bear e Islands. Um ano após o lançamento, a banda finalizou e disponibilizou na internet o EP, WORKER. O site Fita Bruta diz sobre o novo trabalho que "há algo de novo na gramática da banda, uma confiança visível na maneira como as guitarras e os baixos aparecem ao longo do disco – altos, firmes, quase petulantes.




Bruna Buzollo: A uberabense Brunna Buzollo, é autodidata em violão, guitarra e canto desde os 13 anos, Brunna cria arranjos misturando sons e efeitos que vão do folk ao blues, passando pelo rock e o groove. Seu primeiro EP, gravado e produzido em Uberaba, contou com a participação de ótimos músicos locais e foi lançado em 4 de agosto deste ano, em um evento na Concha Acústica.


 NÃO PERCA, O MAIOR FESTIVAL DE MÚSICA INDEPENDENTE DE UBERABA


 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - MENINO MESTIÇO

Por: André Montandon e Verônica Furtado Natural de Uberaba, Guilherme de Oliveira Junior, mais conhecido como Menino Mestiço é tido como uma dos grandes letristas da região. Escrevendo desde 2007, suas letras fomentam reflexão, constroem diálogos e empodera aqueles que são invisibilizados pela sociedade. Atuante na cultura Hip-Hop desde 2011 através das batalhas de MCs, em 2015 conseguiu de forma independente distribuir sua primeira mixtape "Abençoado Seja o Que Acredita em Si Mesmo" , contendo as canções "Cantiga de Roda", "Queijo Minas" e "Negro Não Nego" música que ficou em terceiro lugar no Festival de Música autoral de Uberaba. No ano seguinte, se consolida como promessa na região com sua segunda mixtape "Abençoado Seja o Que Acredita e Vai à Luta" , com destaques para os sons "Sem Sinal de Vida", "Anos 2000" e "Gatilho da Revolução. O artista também é responsável por inúmeras atividades como apres

BATE-PAPO COM JOÃO CARLOS NOGUEIRA

Por: André Montandon João Carlos Paranhos Nogueira  é um dos grandes nomes do esporte uberabense. Seu currículo é inspirador, abrange prêmios de destaque do ano, participações e títulos em importantes competições do país. Fera na natação, no triatlo e na maratona aquática, João começou a praticar esporte bem cedo, aos seis anos de idade.  Nas piscinas, são vários pódios, destaque para os títulos no Circuito Brasil e Circuito Paraolímpico. Em 2011, iniciou no Paratriathlon, também conseguindo bons resultados, como a Copa Brasil de 2018. Em 2014, começou na maratona aquática, com diversos títulos na categoria PCD  e sempre estando entre os melhores também contra nadadores sem deficiência, na categoria master. Medalhas em eventos importantes como no Desafio Aquaman, no Circuito de Maratona Aquática do Estado de São Paulo, na Travessia dos Fortes e o Circuito Rei e Rainha do Mar. No ano passado, mais um feito marcante em sua carreira, foi campeão na 52ª edição da Maratona Aquátic