Pular para o conteúdo principal

Uberaba realiza estudos para se adequar à Lei da Mobilidade Urbana

Municípios com população acima de 20 mil habitantes têm de elaborar, até janeiro de 2015, um plano de mobilidade urbana atrelado ao plano diretor, sob pena de perderem recursos federais destinados à área. A determinação está estabelecida na Lei Federal 12.587, de 2012, que instituiu a Política Nacional de Mobilidade Urbana.
A lei tem como objetivos melhorar a acessibilidade e a mobilidade das pessoas e cargas nos municípios. A matéria dá prioridade a meios de transporte não motorizados e ao serviço público coletivo, além de prever a integração entre os modos e serviços de transporte urbano. Prevê, ainda, a aplicação de tributos para utilização da infraestrutura urbana, visando a desestimular o uso de “determinados modos e serviços de mobilidade”. Mas garante que os recursos obtidos por esse meio serão aplicados exclusivamente em infraestrutura urbana “destinada ao transporte público coletivo e ao transporte não motorizado”, e no financiamento do subsídio público da tarifa de transporte público.

Em Minas, existem 178 municípios nessa condição, segundo estimativas de 2010 do IBGE, dentre elas Uberaba, que tem 302,623 mil habitantes. Antes, a obrigação era imposta somente às cidades com mais de 500 mil habitantes.

Segundo informações do Departamento de Comunicações da Prefeitura de Uberaba, reuniões neste sentido estão sendo feitas para discutir o plano diretor e o plano de mobilidade urbana, para formatar e revisar o plano para o município. 

Entretanto, mesmo antes da aprovação do plano, pelo menos um item já está em fase de implantação, que é o sistema de Transporte Rápido por Ônibus (BRT), cujas obras dos terminais de transporte coletivo leste e oeste estão em andamento. 

“Uberaba tem realizado reuniões e trabalhado no planejamento urbano. Temos o planejamento urbanístico que foi feito pelo urbanista Jaime Lerner, mas é bem genérico e dá uma dica para este setor. Fizemos uma avaliação no projeto e será aproveitado até como orientação. Nele tem planejamento, por exemplo, para a rotatória da ABCZ, de calçadas, mas precisamos de um projeto com mais mobilidade e paisagístico, porque Uberaba é mal organizada, não tem calçadas, a acessibilidade é um desastre, não tem uniformidade”, dia o prefeito Paulo Piau.

Uma das ideias a ser implantadas no município, de acordo com o prefeito, será colocar nas avenidas principais dos futuros conjuntos habitacionais da faixa de zero a três salários mínimos, a iluminação subterrânea para que a arborização seja livre. “Atualmente é uma competição entre árvore e as redes elétrica e telefônica, o que acaba atrapalhando. Estamos caminhando nesta direção”, observa Piau.

Fonte: www.jornaldeuberaba.com.br


 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - YSAAC & K.OLIVER

  Por: André Montandon Parceiros de longa data, Ysaac e K.Oliver seguem como eles mesmos dizem: "contrariando as estatísticas". Com muita luta, força, foco e fé, a dupla desenvolve o seu trabalho. E podemos dizer que já são referências em Uberaba e região. Além da carreira solo, eles participam de outros projetos ao lado de feras da cena local, com a Família BMX. Sempre em constante movimento, eles lançaram no mês de maio, o álbum que carrega em seu título o lema da dupla  "Contrariando as Estatísticas", produzido e gravado em São Paulo, conta com vídeo clipe em todas as faixas. Aproveitando o lançamento, batemos um papo com eles. Confira a seguir: - Para começar a nossa entrevista, gostaríamos de saber um pouco mais sobre o processo de produção/gravação do novo álbum? Ysaac/K.Oliver -  Salve família. Máximo Respeito. O processo de produção e gravação do nosso álbum ele veio com muita luta e muita história porque algumas músicas deste álbum duas ou três músicas eu

UBERABENSES SÃO CONVOCADOS PARA AS PARALÍMPIADAS DE TÓQUIO

  Ercileide da Silva , José Carlos Chagas e Poliana Sousa  da Associação dos Deficientes Físicos de Uberaba - Adefu, foram convocados  pelo Comitê Paralímpico Brasileiro - CPB  na tarde desta terça-feira (6), para os  Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020 . Ercileide e Zé Carlos competem pela classe BC4 e BC1  da bocha, respectivamente. Já Poliana pela classe F54 do lançamento de dardo. Foto:  @funel.uberaba Não poderíamos deixar de destaque também, a convocação da uberabense e ex-paratleta da Adefu, Raissa Rocha Machado . Que hoje integra a equipe do Instituto Elisângela Maria Adriano -  IEMA   , de São Caetano do Sul-SP. Raissa é atleta da classe F56 do lançamento de dardo. Foto:  @raissarochamachado Foram ao todo 253 convocados, maior delegação brasileira para uma edição dos Jogos fora do Brasil. O número só é superado pela participação nos Jogos Rio 2016, já que o Brasil garantiu vagas em todas as modalidades por ser país sede e contou 286 atletas no total. Os Jogos de Tokyo 2020, ser