Pular para o conteúdo principal

Risco de incêndio faz Fundação fechar o Cine Teatro Vera Cruz

Devido ao descumprimento de normas de segurança, o Cine Teatro Vera Cruz está fechado preventivamente por tempo indeterminado. Todos os eventos agendados no local foram cancelados, pois o espaço funciona sem alvará desde a reinauguração, em 2009. O Corpo de Bombeiros realizou vistoria à época e notificou a Prefeitura sobre o risco de incêndio, mas o teatro continuou em funcionamento e até sediou programações para alunos da rede pública.

A presidente da Fundação Cultural, Sumayra de Oliveira (PCdoB), explica que vistoria preventiva foi realizada com a equipe da Secretaria de Infraestrutura e foram detectadas irregularidades no teatro, que ainda serão avaliadas por um técnico especializado. O espaço também não possui alvará de funcionamento, pois na época da reinauguração a Prefeitura não executou os projetos de prevenção a incêndio e pânico exigidos pelo Corpo de Bombeiros. “Por isso, encaminhamos na terça-feira portaria fechando preventivamente o Cine Teatro Vera Cruz. Os eventos previstos serão cancelados ou transferidos. Já enviamos comunicado sobre a decisão administrativa a todos que solicitaram agenda para uso do local”, salienta.

Conforme apurou a reportagem do Jornal da Manhã, o projeto de prevenção de incêndio para o teatro foi aprovado pelo Corpo de Bombeiros no dia 28 de maio de 2009. Após prazo para adequações, o órgão realizou vistoria no local em fevereiro de 2010 e constatou irregularidades, inclusive a não-execução do projeto preventivo até a data. A PMU foi então notificada. A falta de hidrante foi um dos problemas apontados pelos bombeiros. 

Em junho de 2012, a Fundação Cultural chegou a entrar com uma solicitação para a não-implantação do hidrante e justificou que havia água suficiente na rede para atender eventuais demandas, porém o pedido foi negado sob a afirmação que a segurança do teatro municipal não atendia às exigências técnicas. Ainda assim, o local continuou em funcionamento.

Além das questões não sanadas à época, a vistoria realizada agora detectou possível comprometimento nos suportes de iluminação e na estrutura que sustenta os aparelhos de ar-condicionado do teatro. De acordo com estudos preliminares, será necessário investimento em torno de R$30 mil para a execução dos projetos de segurança. No momento, a presidente da Fundação prefere não colocar prazo para conclusão das adequações, já que será preciso aporte de recursos e equipe que vão extrapolar a competência da autarquia. “É um cronograma que não depende de nós. Esperamos trabalhar o quanto antes para devolver o teatro à comunidade”, afirma.

Sumayra reforça que, após a tragédia no Rio Grande do Sul, a presidente Dilma Rousseff emitiu pronunciamento para todos os municípios ficarem atentos à fiscalização de espaços privados e públicos. A proposta é evitar outros desastres semelhantes por descumprimento das normas de segurança. Desta forma, também serão realizadas vistorias no Teatro Experimental de Uberaba (TEU), no CentroPark e nos museus de Arte Sacra e de Arte Decorativa. Entretanto, nenhum dos equipamentos será fechado por enquanto. “O Vera Cruz é um teatro maior, possui tapetes e cortinas e, por isso, maior exposição a riscos. Era o único local com alerta do Corpo de Bombeiros. Nenhum outro espaço tinha um processo interno nesse sentido”, explica.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - MENINO MESTIÇO

Por: André Montandon e Verônica Furtado Natural de Uberaba, Guilherme de Oliveira Junior, mais conhecido como Menino Mestiço é tido como uma dos grandes letristas da região. Escrevendo desde 2007, suas letras fomentam reflexão, constroem diálogos e empodera aqueles que são invisibilizados pela sociedade. Atuante na cultura Hip-Hop desde 2011 através das batalhas de MCs, em 2015 conseguiu de forma independente distribuir sua primeira mixtape "Abençoado Seja o Que Acredita em Si Mesmo" , contendo as canções "Cantiga de Roda", "Queijo Minas" e "Negro Não Nego" música que ficou em terceiro lugar no Festival de Música autoral de Uberaba. No ano seguinte, se consolida como promessa na região com sua segunda mixtape "Abençoado Seja o Que Acredita e Vai à Luta" , com destaques para os sons "Sem Sinal de Vida", "Anos 2000" e "Gatilho da Revolução. O artista também é responsável por inúmeras atividades como apres

BATE-PAPO COM JOÃO CARLOS NOGUEIRA

Por: André Montandon João Carlos Paranhos Nogueira  é um dos grandes nomes do esporte uberabense. Seu currículo é inspirador, abrange prêmios de destaque do ano, participações e títulos em importantes competições do país. Fera na natação, no triatlo e na maratona aquática, João começou a praticar esporte bem cedo, aos seis anos de idade.  Nas piscinas, são vários pódios, destaque para os títulos no Circuito Brasil e Circuito Paraolímpico. Em 2011, iniciou no Paratriathlon, também conseguindo bons resultados, como a Copa Brasil de 2018. Em 2014, começou na maratona aquática, com diversos títulos na categoria PCD  e sempre estando entre os melhores também contra nadadores sem deficiência, na categoria master. Medalhas em eventos importantes como no Desafio Aquaman, no Circuito de Maratona Aquática do Estado de São Paulo, na Travessia dos Fortes e o Circuito Rei e Rainha do Mar. No ano passado, mais um feito marcante em sua carreira, foi campeão na 52ª edição da Maratona Aquátic