Pular para o conteúdo principal

Nacional goleia Uberlândia no Uberabão

No segundo amistoso entre Nacional e Uberlândia, o time uberabense devolveu a derrota da semana passada (1 x 0) com juros. Na tarde deste sábado, no Uberabão, o Elefante atropelou o Periquito, ganhando por 5 x 2. Os torcedores alvinegros presentes, empolgados, chegaram a gritar “olé” no fim do jogo.

A equipe do técnico Luiz Medina entrou desfalcada. O volante Marcelino, baixa de última hora, ficou fora por contusão. E, por imposição do UEC, o atacante Guma não pôde enfrentar o ex-clube. Substitutos, Dedê e Laerte foram bem.

O Naça foi firme na marcação e eficiente no ataque, transformando a superioridade dos 90 e poucos minutos em goleada.
 
O time anfitrião começou com tudo. Evandro teve a primeira chance, em chute cruzado. Aos 4 minutos, na falta ensaiada, gol. Evandro, na linha de fundo, não levantou a bola, mas rolou pra trás. Éverton bateu no canto e abriu o placar.

A equipe de JK continuou no ataque e depois de Dedê, Éverton e Evandro tentarem, o camisa 9 Laerte foi quem conseguiu ampliar. Aos 27, Evandro colocou o capitão Alex na cara do gol, o zagueiro errou o chute, mas o atacante aproveitou a bola torta e consertou tudo, chegando quase debaixo dos paus pra tocar pra dentro.
 
Alex ainda teve outra oportunidade, cabeceando pressionado. E ocasião mais clara veio com Evandro, que disparou livre e preferiu tocar para Laerte, que não aproveitou. Medina bronqueou, pedindo para Evandro levar sozinho e fazer o gol.
 
Aos 42, o Verde, que não tinha criado nada além de um chute sem perigo de fora da área, descontou em cobrança de falta rápida. O goleiro Tiago Neimar até salvou na cabeçada à queima-roupa de Charles, mas no rebote Léo, solto e com o gol escancarado, marcou. O Nacional reclamou do árbitro, que teria indicado que a falta só poderia ser cobrada depois do apito.

No embalo, o UEC ainda assustou no último lance do primeiro tempo. Tiago afastou só parcialmente e na sobra o lateral Breno salvou com o goleiro batido.
 
O segundo tempo do clássico foi ainda mais movimentado. O lateral Edvan foi o primeiro a ameaçar, mas não cruzou: chutou e mandou na rede pelo lado de fora. Aos 11 minutos, na falta, chuveirinho na área e Galego agarra Machado. Pênalti e expulsão do defensor alviverde, que já tinha cartão amarelo. Na cobrança, Evandro converteu no estilo “bola de um lado, goleiro de outro”.

As bolas paradas eram o caminho. Edvan, em bela cobrança de falta, diminiu para o Uberlândia. Na jogada seguinte, Evandro deu o troco na mesma moeda, batendo falta no capricho, fazendo 4 x 2.
 
O Elefante ainda chegou com Pitbull e depois em chutes de longe de Jonatan e Everton. Aos 37, já aos gritos de olé, Evandro compensou a chance desperdiçada no primeiro tempo e marcou seu terceiro gol no jogo, acertando um chutaço do meio da rua. Um golaço para fazer a torcida cantar “o Nacional voltou” ainda mais animada.

Escalação Nacional - Tiago Neimar; Jonathan, Alex, Machado, Breno; Dedê (Willian), Tiago Carvalho, Éverton (Robertinho), Evandro; Pitbull e Laerte (Chitão).
 







 
Fonte: http://www.jornalreplay.net/ 


 
 
 
 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

BATE-PAPO COM O TENISTA JOÃO MENEZES

Por: André Montandon


Com apenas 22 anos, João Menezes já é um dos principais nomes do tênis brasileiro. Vivendo o seu melhor momento na carreira, o uberabense ocupa atualmente a 210º posição no ranking mundial da ATP (Associação de Tenistas Profissionais), sendo o terceiro melhor brasileiro. Apaixonado pelo esporte, o atleta contou com a influência e o apoio da família no desenvolvimento no tênis. Agora com a conquista da medalha de ouro nos Jogos Pan-americanos, busca alcançar grandes títulos e chegar forte nas Olimpíadas de Tokio 2020.
Mas nem sempre foi assim. João passou por momentos difíceis nessa trajetória, pensando até em abandonar o esporte devido a resultados que não vinham e principalmente, pelas três cirurgias no joelho esquerdo e uma lesão na coluna. Mas, pelo apoio do pai, seu grande incentivador, ele retomou os treinamentos em busca dos seus sonhos. 
Confira o nosso bate-papo com esse grande atleta uberabense:
- João, quando começou o seu interesse pelo tênis; os primeir…

WALL EFFECT 2020

A quarta edição do maior encontro de arte urbana do Triângulo Mineiro foi um sucesso!
Realizado pelo segundo ano consecutivo na Escola Estadual Henrique Kruger, o Wall Effect, teve em sua programação Roda de conversa sobre gênero, arte e sociedade com a Slamer Jazz (BH), a Superintendente de Politicas para a Juventude Larissa Costa e a Professora e Assessora Parlamentar Rochelle Gutierrez; Intervenções de graffiti com grandes artistas de Uberaba e de varias regiões do país; Batalhas de breaking 2x2 com premiação; Slam com convidados especiais, entre elas Jazz - representante do Slam das Manas BH; Discotecagem com os Djs Denis Jay e Double D e Workshop de produção musical com Johnny Black.

O evento celebrou ainda os 200 anos de Uberaba e o décimo festival de graffiti realizado na cidade.
Estivemos presentes no segundo dia do evento registrando todas as movimentações. As fotos já estão disponíveis em nossa FanPage. Acesse: https://www.facebook.com/walleffect2020