Pular para o conteúdo principal

Substituição de postes deixa rastro de destruição no bairro Abadia

Serviço realizado pela Cemig, visando à substituição de postes na região do Mercado Municipal, deixou rastro de destruição nas imediações da praça Manoel Terra e rua do Carmo. Além de vários cabos que haviam sido deixados enrolados em postes, acidente envolvendo ambulância piorou ainda mais a situação, já que o veículo arrastou cabos de telefonia, deixando-os em cima da calçada e da via.

Com um pet shop instalado na esquina da rua do Carmo com a praça, o comerciante Cilas Antônio Alves contou à reportagem que a obra, além de não ter terminado no horário previsto, não foi concluída conforme o planejado. O serviço, segundo ele, estava programado para ocorrer das 13h às 17h30. No entanto, os funcionários da Cemig ficaram no local até as 19h. “Não concluíram. Ficaram aqui até a noite e nada.

Ficamos sem energia elétrica por sete horas e ainda há muitos cabos pendurados e jogados pela rua. A Cemig diz que é a melhor energia do Brasil, mas deixa a desejar. Quem olha isso aqui, acha que passou um furacão”, disse, em tom de desabafo, lembrando que, na manhã de ontem, residências e estabelecimentos comerciais continuavam sem o serviço de telefonia, uma vez que os cabos continuavam rompidos.  “Liguei na Cemig bem cedo e me disseram que iriam enviar uma equipe para solucionar o problema. Falei do risco que os transeuntes estão correndo e nem assim me deram o prazo para que o serviço fosse realizado. Isso tudo vai gerando um desconforto”, completou. De acordo com o comerciante, durante a ligação, a atendente da Cemig informou que a conclusão da troca dos postes só se dará dentro de 15 dias.

Por meio do seu gerente comercial, Hudson Elvis Ferreira, a Cemig explicou que a recolocação dos cabos é de responsabilidade da própria CTBC e que o trabalho seria feito ainda nesta terça-feira. “Estamos fazendo uma série de investimentos envolvendo a substituição de cabos e troca de postes. Em todos eles, quando são envolvidas as empresas de uso mútuo, como a de telefonia ou TV a cabo, acionamos as equipes deles para, assim que recolocarmos os postes, eles restabeleçam a parte relacionada aos mesmos. Nossa equipe não é especializada em serviços de telefonia. 
Hoje [ontem], com certeza, o problema será resolvido”, afirmou, Hudson.


NINGUEM ESTA NEM AI,  QUE SE FODA A POPULAÇÃO, ALÉM TER QUE PAGAR IMPOSTOS, TEM QUE FICAR A MERCÊ DAS EMPRESAS RESPONSAVÉIS,  ELAS QUE TERIAM QUE FAZER MELHORAIS NA INFRAESTRUTURA DA CIDADE, ISSO É UMA VERGONHA.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - MENINO MESTIÇO

Por: André Montandon e Verônica Furtado Natural de Uberaba, Guilherme de Oliveira Junior, mais conhecido como Menino Mestiço é tido como uma dos grandes letristas da região. Escrevendo desde 2007, suas letras fomentam reflexão, constroem diálogos e empodera aqueles que são invisibilizados pela sociedade. Atuante na cultura Hip-Hop desde 2011 através das batalhas de MCs, em 2015 conseguiu de forma independente distribuir sua primeira mixtape "Abençoado Seja o Que Acredita em Si Mesmo" , contendo as canções "Cantiga de Roda", "Queijo Minas" e "Negro Não Nego" música que ficou em terceiro lugar no Festival de Música autoral de Uberaba. No ano seguinte, se consolida como promessa na região com sua segunda mixtape "Abençoado Seja o Que Acredita e Vai à Luta" , com destaques para os sons "Sem Sinal de Vida", "Anos 2000" e "Gatilho da Revolução. O artista também é responsável por inúmeras atividades como apres

BATE-PAPO COM JOÃO CARLOS NOGUEIRA

Por: André Montandon João Carlos Paranhos Nogueira  é um dos grandes nomes do esporte uberabense. Seu currículo é inspirador, abrange prêmios de destaque do ano, participações e títulos em importantes competições do país. Fera na natação, no triatlo e na maratona aquática, João começou a praticar esporte bem cedo, aos seis anos de idade.  Nas piscinas, são vários pódios, destaque para os títulos no Circuito Brasil e Circuito Paraolímpico. Em 2011, iniciou no Paratriathlon, também conseguindo bons resultados, como a Copa Brasil de 2018. Em 2014, começou na maratona aquática, com diversos títulos na categoria PCD  e sempre estando entre os melhores também contra nadadores sem deficiência, na categoria master. Medalhas em eventos importantes como no Desafio Aquaman, no Circuito de Maratona Aquática do Estado de São Paulo, na Travessia dos Fortes e o Circuito Rei e Rainha do Mar. No ano passado, mais um feito marcante em sua carreira, foi campeão na 52ª edição da Maratona Aquátic