Pular para o conteúdo principal

Fim do estacionamento nas ilhas irrita empresários de praça

Comerciantes da praça Carlos Gomes estão irritados com a mudança na sinalização realizada pela Secretaria de Trânsito e Transportes (Settrans), nesta quinta-feira. Além da revitalização nas faixas pintadas no asfalto, foram implantadas placas proibindo estacionamento nas ilhas centrais.

De acordo com a empresária Kênia Mara Mendonça de Sá, a proibição está afugentando os clientes, que sem opção de estacionamento, seguem para outros estabelecimentos. “Somente é permitido estacionar do lado das calçadas, mas naquele quarteirão existem muitas garagens, o que diminui as vagas”, ressalta.
Os empresários da região já estão realizando abaixo-assinado com muitas adesões. “Estamos indignados e sem entender a atitude do secretário de Trânsito, pois nunca tivemos problemas aqui com estacionamento”, afirma Kênia.

A reportagem entrou em contato com o subsecretário de Trânsito, coronel Antônio de Souza Filho, que questionou o fato de o movimento no comércio ter caído em um único dia em que a proibição passou a valer. “Acho pouco provável que os comerciantes tenham tido tempo para verificar se houve impacto financeiro, já que a medida foi adotada na noite anterior”, afirmou.

Segundo o coronel, foi feita reunião anteriormente com moradores e comerciantes, que estavam de acordo com as alterações. Na tarde de quarta-feira, equipes da Settrans e da Secretaria de Planejamento (Seplan) estiveram no local e havia disponibilidade de estacionamento em todo o entorno da praça, comenta. “A alteração feita foi uma melhoria no trânsito do local, já que o Código de Trânsito, no Artigo 181, inciso 8º,  proíbe o estacionamento de veículos em ilhas, ao lado ou sobre canteiros centrais, divisores de pistas de rolamento. O problema é que antes da placa, as pessoas estavam cometendo infração.

O coronel ressalta que a comunidade também reclama dos motoristas de caminhão que param no local para realizar carga e descarga, atrapalhando o trânsito naquela via. “O empreendedor deve disponibilizar estacionamento para os clientes, ele não pode contar que a via pública cumpra esse papel, pois caso contrário, é o interesse particular sobrepondo-se ao público. “As medidas que estão sendo adotadas em Uberaba, para melhorar a sinalização, impedindo que as transgressões que contrariam o Código de Trânsito sejam cometidas, são para que o interesse público sobreponha o particular”, finaliza.   




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - YSAAC & K.OLIVER

  Por: André Montandon Parceiros de longa data, Ysaac e K.Oliver seguem como eles mesmos dizem: "contrariando as estatísticas". Com muita luta, força, foco e fé, a dupla desenvolve o seu trabalho. E podemos dizer que já são referências em Uberaba e região. Além da carreira solo, eles participam de outros projetos ao lado de feras da cena local, com a Família BMX. Sempre em constante movimento, eles lançaram no mês de maio, o álbum que carrega em seu título o lema da dupla  "Contrariando as Estatísticas", produzido e gravado em São Paulo, conta com vídeo clipe em todas as faixas. Aproveitando o lançamento, batemos um papo com eles. Confira a seguir: - Para começar a nossa entrevista, gostaríamos de saber um pouco mais sobre o processo de produção/gravação do novo álbum? Ysaac/K.Oliver -  Salve família. Máximo Respeito. O processo de produção e gravação do nosso álbum ele veio com muita luta e muita história porque algumas músicas deste álbum duas ou três músicas eu

UBERABENSES SÃO CONVOCADOS PARA AS PARALÍMPIADAS DE TÓQUIO

  Ercileide da Silva , José Carlos Chagas e Poliana Sousa  da Associação dos Deficientes Físicos de Uberaba - Adefu, foram convocados  pelo Comitê Paralímpico Brasileiro - CPB  na tarde desta terça-feira (6), para os  Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020 . Ercileide e Zé Carlos competem pela classe BC4 e BC1  da bocha, respectivamente. Já Poliana pela classe F54 do lançamento de dardo. Foto:  @funel.uberaba Não poderíamos deixar de destaque também, a convocação da uberabense e ex-paratleta da Adefu, Raissa Rocha Machado . Que hoje integra a equipe do Instituto Elisângela Maria Adriano -  IEMA   , de São Caetano do Sul-SP. Raissa é atleta da classe F56 do lançamento de dardo. Foto:  @raissarochamachado Foram ao todo 253 convocados, maior delegação brasileira para uma edição dos Jogos fora do Brasil. O número só é superado pela participação nos Jogos Rio 2016, já que o Brasil garantiu vagas em todas as modalidades por ser país sede e contou 286 atletas no total. Os Jogos de Tokyo 2020, ser