Pular para o conteúdo principal

Fim do estacionamento nas ilhas irrita empresários de praça

Comerciantes da praça Carlos Gomes estão irritados com a mudança na sinalização realizada pela Secretaria de Trânsito e Transportes (Settrans), nesta quinta-feira. Além da revitalização nas faixas pintadas no asfalto, foram implantadas placas proibindo estacionamento nas ilhas centrais.

De acordo com a empresária Kênia Mara Mendonça de Sá, a proibição está afugentando os clientes, que sem opção de estacionamento, seguem para outros estabelecimentos. “Somente é permitido estacionar do lado das calçadas, mas naquele quarteirão existem muitas garagens, o que diminui as vagas”, ressalta.
Os empresários da região já estão realizando abaixo-assinado com muitas adesões. “Estamos indignados e sem entender a atitude do secretário de Trânsito, pois nunca tivemos problemas aqui com estacionamento”, afirma Kênia.

A reportagem entrou em contato com o subsecretário de Trânsito, coronel Antônio de Souza Filho, que questionou o fato de o movimento no comércio ter caído em um único dia em que a proibição passou a valer. “Acho pouco provável que os comerciantes tenham tido tempo para verificar se houve impacto financeiro, já que a medida foi adotada na noite anterior”, afirmou.

Segundo o coronel, foi feita reunião anteriormente com moradores e comerciantes, que estavam de acordo com as alterações. Na tarde de quarta-feira, equipes da Settrans e da Secretaria de Planejamento (Seplan) estiveram no local e havia disponibilidade de estacionamento em todo o entorno da praça, comenta. “A alteração feita foi uma melhoria no trânsito do local, já que o Código de Trânsito, no Artigo 181, inciso 8º,  proíbe o estacionamento de veículos em ilhas, ao lado ou sobre canteiros centrais, divisores de pistas de rolamento. O problema é que antes da placa, as pessoas estavam cometendo infração.

O coronel ressalta que a comunidade também reclama dos motoristas de caminhão que param no local para realizar carga e descarga, atrapalhando o trânsito naquela via. “O empreendedor deve disponibilizar estacionamento para os clientes, ele não pode contar que a via pública cumpra esse papel, pois caso contrário, é o interesse particular sobrepondo-se ao público. “As medidas que estão sendo adotadas em Uberaba, para melhorar a sinalização, impedindo que as transgressões que contrariam o Código de Trânsito sejam cometidas, são para que o interesse público sobreponha o particular”, finaliza.   




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SEXTA DO TEATRO APRESENTA FESTIVAL DE ESQUETES ONLINE

  O coletivo  Sexta do Teatro promove  Festival de Esquetes Online , com a participação dos sete grupos integrantes do coletivo: Circolando Iniciativas Artísticas, Grupo Todo Um de Teatro, Cor de Yabá, Trupe Doom, Clownqueruma Cia, Grupo Tramoya de Teatro e AnaArty.  Cada grupo apresentará uma esquete teatral com a temática “distanciamento social” com duração entre 7 a 15 minutos. Os episódios serão lançados diariamente pelo Instagram. Todos os vídeos contarão com uma versão com intérprete de Libras e audiodescrição. Será promovida também uma live, com o grupo responsável pela esquete do dia, para um bate-papo com o público.  O projeto é idealizado e produzido por Luana Rodrigues e conta com uma equipe de multiprofissionais da cidade, além dos 7 grupos participantes.  Esse projeto foi aprovado na Lei Aldir Blanc, edital 003 da cidade de Uberaba.  Mais informações acesse  www.instagram.com/sextadoteatro.uberaba/ PROGRAMAÇÃO DO FESTIVAL: 16/04/2021 - "As Luzes do Palhaço” – Circola

LAB 96 APRESENTA PROJETO CASA DE SHOWS

Entre os dias 16 e 24 de abril, o Laboratório 96 , apresenta em seu canal no Youtube , o projeto Casa de Shows,   viabilizado através da Lei de Emergência Cultural, Aldir Blanc. Foram selecionados cinco atrações dos mais diversos gêneros musicais, em sua maioria mulheres. A equipe conta com o coletivo audiovisual Moviola, também formado por mulheres com o objetivo de fortalecer cada vez mais o espaço das mulheres que atuam no mercado da música. A estreia do projeto fica por conta de Salma e Mac, casal fundador do Carne Doce, uma das principais bandas da cena independente brasileira, que apresentará nesta sexta-feira às 20 horas, um show em formato acústico e intimista, com as canções mais sensíveis da banda, além de composições inédita diretamente da sala da casa deles em Goiânia. O Laboratório 96 é um espaço cultural dedicado à música independente brasileira, e em seus cinco anos de história promoveu mais de 200 shows de artistas locais e do mundo. Mais informações com Letícia Rezende