Pular para o conteúdo principal

Shopping é multado em R$ 4,5 mil por pintura na Barão do Rio Branco

Shopping Uberaba foi multado por infração ao Código de Posturas do Município. Os agentes da Secretaria de Trânsito e Transportes notificaram ontem o centro de compras por ter mudado a sinalização de trânsito na avenida Barão do Rio Branco sem autorização da prefeitura.

De acordo com subsecretário de Trânsito e Transporte, coronel Antônio de Sousa Filho, o Código de Posturas do Município, no artigo 205, diz que a implantação de sinalização tanto horizontal como vertical é de competência da prefeitura. Ainda no Código, no artigo 206, inciso 2º, diz ser expressamente proibido pintar faixas de sinalização de trânsito na pista de rolamento.

“A prefeitura não tinha conhecimento do projeto e nem mesmo aprovou a mudança, que vai de enfretamento a algumas modificações que a prefeitura vai fazer no bairro São Benedito. Estive no Shopping, junto com os agentes da Guarda Municipal, lavramos um boletim de ocorrência, alguns materiais foram apreendidos e o Setor de Posturas notificou e autuou o Shopping”, explica o coronel.

A sinalização tomou conta de um terço da via, o que dificultou o trânsito no local. Segundo o diretor do Departamento de Posturas do município, Renato Formiga, o Shopping cometeu uma infração grave e foi multado em 30 Unidades Fiscais do Município, equivalente a R$4.500.

Por sua vez, de acordo com o superintendente do Shopping Uberaba, Guilherme Vilela, foi contratada uma empresa especializada para seguir um projeto de pintura da sinalização interna e também na avenida Barão do Rio Branco, por ser uma das vias acesso ao centro lojista. “Através de um estudo de impacto de vizinhança, estava prevista uma contrapartida para a pintura da sinalização das ruas do entorno do Shopping”, explica o superintendente, ressaltando que a técnica usada pela empresa é a mesma implantada na avenida Cândida Mendonça Bilharinho.

Guilherme assume que houve o equívoco por parte da empresa que realizou o serviço, pois era necessário comunicar à prefeitura antes de realizar o serviço. “O Shopping entende que o projeto está correto, os engenheiros e projetistas irão demonstrar aos técnicos da prefeitura que não houve erros. Depois de provarmos tudo isso, com certeza a conclusão será de que não será necessário fazer a pintura novamente”, afirma Guilherme, ressaltando que se for provado que a pintura foi de forma errônea, o Shopping arcará  com suas responsabilidades.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

BATE-PAPO COM O TENISTA JOÃO MENEZES

Por: André Montandon


Com apenas 22 anos, João Menezes já é um dos principais nomes do tênis brasileiro. Vivendo o seu melhor momento na carreira, o uberabense ocupa atualmente a 210º posição no ranking mundial da ATP (Associação de Tenistas Profissionais), sendo o terceiro melhor brasileiro. Apaixonado pelo esporte, o atleta contou com a influência e o apoio da família no desenvolvimento no tênis. Agora com a conquista da medalha de ouro nos Jogos Pan-americanos, busca alcançar grandes títulos e chegar forte nas Olimpíadas de Tokio 2020.
Mas nem sempre foi assim. João passou por momentos difíceis nessa trajetória, pensando até em abandonar o esporte devido a resultados que não vinham e principalmente, pelas três cirurgias no joelho esquerdo e uma lesão na coluna. Mas, pelo apoio do pai, seu grande incentivador, ele retomou os treinamentos em busca dos seus sonhos. 
Confira o nosso bate-papo com esse grande atleta uberabense:
- João, quando começou o seu interesse pelo tênis; os primeir…

UMA BREVE HISTÓRIA DE UBERABA

O povoamento da região de Uberaba teve início, no final do século XVIII, com sesmarias concedidas pela Capitania de Goiás, entre elas, a Fazenda das Toldas, ainda existente, concedida a Tristão de Castro Guimarães, e as Fazendas Santo Inácio, Ponte Alta e Bebedouro, concedidas, em 1799, ao Tenente Joaquim da Silva e Oliveira, irmão do Sargento-Mor Antônio Eustáquio da Silva e Oliveira, todas estas fazendas situadas ao sul da atual Uberaba.

O povoado de Uberaba, foi fundada, em 1809, pelo sargento-mor comandante da Companhia de Ordenanças do Distrito do Julgado do Desemboque da Capitania de Goiás, Antônio Eustáquio da Silva e Oliveira.
A primeira casa de Uberaba, construída pelo Sargento-Mor Antônio Eustáquio, localizava-se na atual esquina da Praça Rui Barbosa com a Rua Artur Machado, do lado esquerdo de quem desce a rua Artur Machado.

Uberaba surgiu pela migração de familias que deixaram as já esgotadas regiões produtoras de ouro, porém fracas para agricultura, da Capitania d…