Pular para o conteúdo principal

Campanha vai divulgar regras de publicidade na Cidade de Uberaba/MG

Campanha de divulgação de artigos do Código de Posturas referentes às formas de publicidade será realizada durante 60 dias para orientar empresários do comércio em relação à lei complementar sobre os meios de publicidade e estética urbana. Reunião na tarde de ontem definiu detalhes do trabalho que deverá ser realizado no comércio.

A Lei Complementar 380/08 – Código de Posturas, a partir do artigo 238, é especificamente sobre os meios de publicidade e estética urbana. Nela, ficam estipulados quais os padrões a serem seguidos por todo e qualquer equipamento suspenso, afixado ou pintado, usado para transmitir mensagens ao público, tais como outdoors, backlights, painéis eletrônicos, tabuletas, banners, placas, letreiros, faixas, luminosos, cartazes, equipamentos sonoros, sinalizadores de trânsito e de nomenclatura de logradouros ou similares, bem como a distribuição direta ao público de cartazes e impressos e a veiculação de propaganda sonora.

No artigo 244, por exemplo, explica que fica vedada publicidade inferior a 50 metros da entrada e saída de passagens inferiores, em distância inferior a 50 metros do alinhamento de predial de trevos, rótulas e rotatórias, que possuam holofotes voltados para a via pública e também em faixas de domínios de rodovias, ferrovias, de redes de transmissão de energia elétrica, de oleodutos, gasodutos e similares. Durante o trabalho de divulgação da lei, a Prefeitura contará com o apoio da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL), Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Uberaba (Aciu) e Sindicato dos Contabilistas.

Segundo diretor do departamento de Posturas, Renato Formiga, conforme a lei, todo e qualquer material publicitário deverá ser precedido de avaliação técnica da Secretaria de Planejamento. No entanto, em Uberaba as pessoas fazem isso de forma aleatória e isso foi detectado. “Poucos os que consultam o órgão para saber o que colocar e de que forma. Para isso, a campanha servirá para orientar a população que alega desconhecimento.” Após a campanha, o departamento de Posturas notificará as situações mais graves.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

BATE-PAPO COM JOÃO CARLOS NOGUEIRA

Por: André Montandon

João Carlos Paranhos Nogueira é um dos grandes nomes do esporte uberabense. Seu currículo é inspirador, abrange prêmios de destaque do ano, participações e títulos em importantes competições do país. Fera na natação, no triatlo e na maratona aquática, João começou a praticar esporte bem cedo, aos seis anos de idade. 
Nas piscinas, são vários pódios, destaque para os títulos no Circuito Brasil e Circuito Paraolímpico. Em 2011, iniciou no Paratriathlon, também conseguindo bons resultados, como a Copa Brasil de 2018. Em 2014, começou na maratona aquática, com diversos títulos na categoria PCD  e sempre estando entre os melhores também contra nadadores sem deficiência, na categoria master. Medalhas em eventos importantes como no Desafio Aquaman, no Circuito de Maratona Aquática do Estado de São Paulo, na Travessia dos Fortes e o Circuito Rei e Rainha do Mar. No ano passado, mais um feito marcante em sua carreira, foi campeão na 52ª edição da Maratona Aquática 14 Bis, …

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - RENATO CALANGO

Por: André Montandon O músico, compositor, poeta, interprete e produtor Renato Calango tem a música em seu DNA.Juntamente com outros talentosos artistas criaram o Movimento Calango. A intenção do Movimento e dos que o vivenciam, é criarem composições musicais em vários estilos diferentes, agregando a maior diversidade de sonoridade possível, buscando uma alta carga de liberdade criativa sem se desligarem das suas ecléticas preferências e influências musicais, culturais, artísticas e ideológicas.Tem a característica de ser uma proposta artístico-musical aberta, na tentativa de realizar as mais diversas parcerias com os mais diferentes tipos de artistas e pensadores, tanto para compor, quanto para produzir e se apresentar ao vivo.Não seguem nenhum estilo musical, mas caminham por vários deles, desde que seja uma proposta artística viável, de bom gosto, harmoniosa ou até mesmo quando estiver fora da “beleza” convencionalmente imposta. Tentam, na medida do possível, se despir de pré-concei…