Pular para o conteúdo principal

As Fases da vida de Professor




Recém-formado(a)
Novato(a)! Terminou Pedagogia. Estudou Piaget, Emilia Ferreiro, Freud. Pegou 20h e está louca para ampliar sua carga - escuta a canção no MP4: "Depende de Nós..." que irá trabalhar em sala de aula.
Nos primeiros dias de trabalho, tudo é maravilhoso! Os alunos são presentes dos céus.

Depois de 3 anos...
 
 
Escuta música HOUSE
Está trabalhando em jornada ampliada.
Mas, ainda acredita que pode mudar o mundo. 
 
Depois de 6 anos....
 
 
Escuta Heavy Metal
Já vira noite e dia.
Não sabe o que fazer com essa turma de aceleração.
A esposa (ou o marido) e os filhos reclamam atenção.
Parece que mudar o mundo é tarefa impossível.  
 
Depois de 10 anos...
 
 
'Antigo(a)', escuta Hip Hop.
Engordou por culpa do estresse e sofre de mobilidade.
Procura terapia. 
 
Depois de 15 anos...
 
 
'Antigão (ona)' na escola, escuta FAGNER. Tem dor de cabeça, esqueceu o significado de 'bom dia' Sente-se como se tivesse acabado de cair da cama. Vive somente de cafeína, tranquilizantes e espera o abono do próximo governo. 
 
Depois de 20 anos ....
 
 
Continua esperando o abono do próximo governo! Já não vê a hora de se aposentar... Escuta qualquer merda. Só usa moletom, fala super alto, está rouca igual cachorro doido. Completamente maluca!!!!  
 
Montagem super legal, obrigado por ter nos mandado para colocar no Blog........ Valew 


 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

BATE-PAPO COM O TENISTA JOÃO MENEZES

Por: André Montandon


Com apenas 22 anos, João Menezes já é um dos principais nomes do tênis brasileiro. Vivendo o seu melhor momento na carreira, o uberabense ocupa atualmente a 210º posição no ranking mundial da ATP (Associação de Tenistas Profissionais), sendo o terceiro melhor brasileiro. Apaixonado pelo esporte, o atleta contou com a influência e o apoio da família no desenvolvimento no tênis. Agora com a conquista da medalha de ouro nos Jogos Pan-americanos, busca alcançar grandes títulos e chegar forte nas Olimpíadas de Tokio 2020.
Mas nem sempre foi assim. João passou por momentos difíceis nessa trajetória, pensando até em abandonar o esporte devido a resultados que não vinham e principalmente, pelas três cirurgias no joelho esquerdo e uma lesão na coluna. Mas, pelo apoio do pai, seu grande incentivador, ele retomou os treinamentos em busca dos seus sonhos. 
Confira o nosso bate-papo com esse grande atleta uberabense:
- João, quando começou o seu interesse pelo tênis; os primeir…

FIQUE LIGADO NA AGENDA CULTURAL