Pular para o conteúdo principal

Começam as obras de combate às enchentes no centro da cidade

Canteiro de obras para a realização de nova etapa do programa Água Viva começou a ser montado ontem no final da avenida Leopoldino de Oliveira, na início da Univerdecidade. Os trabalhos do projeto de macrodrenagem no local devem se iniciar hoje e a intenção da Prefeitura é concluir esta primeira fase antes do Natal.

Nesta primeira etapa serão abertos quatro quilômetros de avenidas. Após a remoção do pavimento e escavação, será colocada a estrutura do canal, além da criação de bocas-de-lobo. Só então a pavimentação será recomposta. A nova galeria será construída apenas de um lado da pista, entretanto, o outro lado também será fechado para a movimentação de máquinas.

As obras acontecem na Leopoldino de Oliveira, da rua Cândida Mendonça Bilharinho até a avenida Santos Dumont; na avenida Santos Dumont, até a Praça de Esportes; na Santa Beatriz, até próximo à rua Prata, e na avenida Pedro Salomão, até a rotatória atrás do antigo Carrefour. 

De acordo com o Codau, as máquinas permanecerão 21 dias em frente de cada imóvel, sendo que elas deverão avançar cerca de 40 metros a cada três dias. Durante esse período, moradores ficarão impossibilitados de entrar ou sair com veículos das garagens. Para esta primeira etapa, os investimentos são de R$30,3 milhões, com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 1).

Em relação ao trânsito nestes locais, o subsecretário de Trânsito, coronel Antônio de Souza Filho, afirma que a Guarda Municipal atuará no sentido de orientar e conduzir o trânsito, interferir na sinalização nos momentos de pico e proporcionar, dentro das limitações, fluidez, além de amparar pedestres durante a travessia. A Polícia Militar estará inserida no trabalho em parceria com a GM para dar mais segurança ao trânsito, comenta. 

Como a obra vai continuar em 2012, os GMs que terão aula inaugural no dia 8 de setembro receberão dentro do conteúdo programático a preparação para trabalhar durante as obras. “O servidor público tem que ter a compreensão da grandeza da obra e que vai trabalhar com condutores irritados e impacientes e precisa ser preparado para atuar positivamente neste cenário.”

O curso deve durar cerca de três meses, mas a fase de estágio será feita no entorno do Água Viva. Segundo o subsecretário, atualmente existe limitação de efetivo, mas a GM, com um reforço do município, diante da importância incontestável e da demanda crescente, com os novos agentes, passa a ter contingente total de 143 profissionais.



É ai que o bicho vai pegar.....................





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - O TEATRO MÁGICO

  Por: André Montandon "Senhoras e senhores, respeitável público pagão",  um dos projetos artísticos mais fascinantes do nosso país,   O Teatro Mágico , retorna aos palcos da vida para apresentar o seu mais recente trabalho,  " Luzente" . Álbum esse que rompe uma pausa de 5 anos e inaugura uma "Nova Era" para OTM, com uma sonoridade mais pop, moderna e dançante. Sendo o sétimo registro em estúdio do grupo, composta por  11 faixas,  gravadas no Rootsans Studios em São Paulo, com produção de Fernando Anitelli e Daniel Santiago. Contando ainda com o respeitado  engenheiro de som Rodrigo ‘Roots” Sanches,  ganhador de dois Grammys Latino, que cuidou da mixagem e masterização .  Além das participações especiais de Gustavo Anitelli, da  cantora Nô Stopa e do rapper Renan Inquérito. Nossa querida Uberaba não poderia ficar de fora da  rota dessa novo espetáculo, sendo contemplada com mais um show intimista de " Fernando Anitelli apresenta O Teatro Mágico Voz e

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - SKANK

  Por: André Montandon Após mais de 30 anos de estrada arrastando uma legião de fãs  pelos quatro cantos do país e sendo a trilha sonora da vida dos brasileiros, o Skank , resolveu dar uma pausa nessa fantástica história, pelo desejo individual dos integrantes de experimentar novos caminhos – musicais e pessoais.  Mas não antes de realizar um último ato intitulado a  “Turnê da Despedida” .  O desafio é encaixar em um mesmo roteiro tudo o que  Samuel Rosa (guitarra e voz), Lelo Zanetti (baixo), Henrique Portugal (teclados) e Haroldo Ferretti (bateria)  já deixaram gravado no coração do público desde o comecinho dos anos 90. Nessa jornada, foram nove álbuns de estúdio que somam mais de 5 milhões de exemplares vendidos, três ao vivo, e uma coleção de sucessos que não encontra paralelo nas últimas três décadas no país. Fora cerca de 40 hit singles, 29 deles entre as 100 canções mais tocadas do ano em todo Brasil, 25 em trilhas de novelas, dois mega-hits que marcaram fases distintas e i