Pular para o conteúdo principal

PROJETO "CINEMA NA KOMBI" LEVA CULTURA PARA POPULAÇÃO DE BAIXA RENDA


Ultimamente, ir ao cinema não é um programa muito barato. Principalmente em cidades com São Paulo, que o preço do ingresso para um filme chega a ser mais caro do que em Londres e Paris. Desse modo, esse programa estão ficando cada vez mais inacessíveis para boa parte dos brasileiros.

Foi pensando em mudar este realidade e em contribuir com a valorização do cinema no Brasil, que surgiu o projeto “Cinema na Kombi”. A ideia desta iniciativa é exibir filmes em praças, escolas e parques, para quem não pode pagar por eles.

O programa, não se restringe a exibições cinematográficas, mas oferece também a professores  cursos sobre “Como Utilizar o Cinema na Sala de Aula”, além de aulas sobre linguagem audiovisual.

Aos jovens, são oferecidas oficinas de “Como Criar Filmes com o Celular”, uma maneira de atrair o público infantil e adolescente para a cultura cinematográfica.

Foto: Reprodução internet
Em Uberaba, um projeto parecido foi lançado o ano passado, pela Fundação Cultural em parceria com a Prefeitura chamado de  “Cinema na Praça”, tem como objetivo, aproximar os cidadãos dos espaços públicos, além de levar reflexão e conhecimento por meio da sétima arte.

Foto: Reprodução internet
São iniciativas como essas que  colaboram para a transformação social.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - MENINO MESTIÇO

Por: André Montandon e Verônica Furtado

Natural de Uberaba, Guilherme de Oliveira Junior, mais conhecido como Menino Mestiço é tido como uma dos grandes letristas da região. Escrevendo desde 2007, suas letras fomentam reflexão, constroem diálogos e empodera aqueles que são invisibilizados pela sociedade. Atuante na cultura Hip-Hop desde 2011 através das batalhas de MCs, em 2015 conseguiu de forma independente distribuir sua primeira mixtape "Abençoado Seja o Que Acredita em Si Mesmo", contendo as canções "Cantiga de Roda", "Queijo Minas" e "Negro Não Nego" música que ficou em terceiro lugar no Festival de Música autoral de Uberaba. No ano seguinte, se consolida como promessa na região com sua segunda mixtape "Abençoado Seja o Que Acredita e Vai à Luta", com destaques para os sons "Sem Sinal de Vida", "Anos 2000" e "Gatilho da Revolução. O artista também é responsável por inúmeras atividades como apresentações p…

FIQUE LIGADO NA AGENDA CULTURAL