Pular para o conteúdo principal

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - BANDA OUTUBRO


Por: André Montandon


Nascida no seio universitário de Uberaba - MG, a banda surgiu com um objetivo bem definido: trabalhar com músicas próprias. Os tempos de Universidade se foram, mas o processo criativo do grupo continuou efervescente e cada vez mais maduro. O estilo é composto por elementos FOLK e ROCK, tendo no estilo poético de escrever e interpretar, um grande diferencial e motivo de identificação imediata com o público.

A iniciativa de formar a banda, que, no início chamava-se DIXIE ELVIS, partiu de Claudio Zeferino, que, ao procurar músicos e compositores para dar vida às suas poesias e poemas, encontrou o músico e compositor Denis Oliveira. Juntos convidaram os músicos Augusto Rischitelli, Alfredo Liduário, Luiz Augusto Reggiane e André Azevedo “Cabelo” (que logo daria lugar a Marcos Valle), fundando a Banda Outubro no ano de 1996.

Antes do lançamento de seu primeiro álbum, a banda grava o videoclipe da canção "Mais Pesado Que Céu", que para a surpresa de todos, entra na programação do canal Multishow. Em 2006 o CD "Outubro" é lançado e emplaca a faixa "A Fortaleza" em diversas rádios. Em 2007 a banda recebe elogios na edição nacional de abril da revista americana Guitar Player. No mesmo ano a banda se classifica para se apresentar no Triângulo Music (o maior festival de música do interior de Minas), vencendo uma disputa com mais de 90 grupos e obtendo o recorde de votação popular de todas as edições do concurso.

Em 2008 a banda assina com o Selo Blast Records, editando suas músicas via Sony ATV. Em janeiro de 2009 iniciam as gravações do novo disco no mitológico estúdio Toca do Bandido no Rio de Janeiro. Um ano depois, surge "Noites de Plástico", considerado o álbum de estréia da banda no cenário nacional. Sendo citado mais uma vez na revista americana Guitar Player. Sendo destaque ainda, no maior site de divulgação musical da América Latina: o Palco MP3 e participa junto a outros artistas, da coletânea CD Copa Jovem Pan de Ribeirão Preto – SP, com o single “Ela e o Mundo”. Em 2012, resolvem gravar um novo álbum. Com isso, Marco Aurélio Marinho e Claudio Zeferino se entregam na produção de novas composições. Na fase de pré-produção do álbum no estúdio Hanói – RJ, voltam à ser citados na Guitar Player dessa vez coluna “Destaque Web” da edição de abril de 2012. Em 2014,  lançam o CD “Em Busca da Primavera” pela Alma Mater Entretenimento (AME) e o clipe da canção “Perfeita Ação” produzido e dirigido pela Artside Digital Stúdio. Em seguida, realizam diversas apresentações do novo trabalho pela cidade e região.

Em dezembro de 2019, apresentam ao público o single "Vivendo nas Estrelas", marcando o início de uma sequência de lançamentos inéditos que vão seguir por todo o ano de 2020.

Aproveitando esse momento especial da banda, batemos um papo com eles para saber um pouco mais da história, dos momentos marcantes e das novidades. Confira 😉

- Da formação da banda nos anos 90 para cá, muita coisa rolou não só com a banda, mas também com a cena musical. Conte-nos um pouco da trajetória de vocês?

Banda Outubro - Com certeza o cenário mudou muito, principalmente na forma que as pessoas consomem música hoje em dia. Se antes ficávamos esperando lançamento (físico) dos álbuns hoje temos um universo de música na palma da mão através das plataformas digitais que acessamos nos Smartphones.
A Outubro não chegou a gravar um disco de vinil mas ao longo dos anos conseguimos prensar 3 álbuns da banda e ainda 1 álbum coletivo com bandas da cidade através da Alma Mater Entretenimento (Claudio Jacaré).
Mas falando especificamente da banda e sua trajetória uma das mudanças que ocorreram ao longo do caminho foram as alterações de formação da banda devido à saída de integrantes. Muitos músicos passaram pela banda que hoje está constituída por 4 integrantes , sendo Alexandre Ferreira (voz/teclado), Antonio Marcelo (baixo), Eduardo Romualdo (bateria) e Marco Aurélio Marinho(guitarra). Curiosamente nenhum destes integrantes fez parte da formação inicial da banda nos anos 90. Mas Alexandre e Marco fazem parte da banda desde a finalização e lançamento do primeiro Álbum "Outubro" em 2004.
A única pessoa que acompanha a banda, nos bastidores da produção e na essência das letras das músicas, é um dos fundadores da banda, Claudio Zeferino - o Jacaré.
Mas o importante de toda a trajetória, mesmo com alterações na formação, a banda nunca perdeu sua essência, a sua motivação inicial que é "fazer música". A Outubro nasceu com o objetivo de ser uma banda de músicas autorais e vem trazendo esta característica até hoje.

Os três álbuns da banda: Outubro (2006), Noites de Plástico (2010) e Em Busca da Primavera (2014). Foto: Fanpage da banda

- A Participação no Festival Triângulo Music após ser o campeão de votos no concurso de bandas, pode ser considerado o momento mais marcante na carreira?

Banda Outubro - Realmente foi um marco para a banda. Vencemos o concurso em 2007 após 2 anos de tentativa, ou seja, só no terceiro ano tentando o concurso de bandas do Triângulo Music conseguimos emplacar.
O evento proporcionou grande visibilidade e muito material com qualidade para divulgarmos a banda e isso proporcionou um momento muito interessante no ano seguinte.
Conseguimos fechar com uma gravadora independente, gravar no estúdio Toca do Bandido - RJ e fazer uma tour de divulgação passando por várias capitais e cidades em vários estados.  Nesta tour destaco alguns show muito importantes também na trajetória: Abrimos no Rio de Janeiro o show do Charlie Brown Jr na quadra da Escola de Samba Grande Rio; Abrimos o show da banda australiana Spy vs Spy no Bar Opinião em Porto Alegre e tocamos em um show bem interessante em São Paulo junto com as bandas O Surto, Agnelas e um cover bem peculiar da Rita Lee.

Registro da apresentação no Triângulo Music 2007 - Alexandre, Denis e Marco Aurélio. Foto: Instragram da Banda

Registro da apresentação no Triângulo Music 2007 - Alexandre e Marco Aurélio. Foto: Instragram da Banda

- Vivendo nas Estrelas (lançado em vídeo clipe em dezembro de 2019), marca o retorno da banda após uma breve pausa. Quais são planos para esse ano?

Banda Outubro - Houve uma pausa apenas de shows devido a reestruturação de integrantes nesta nova formação, porém a banda não parou as composições e apesar de não ter acontecidos muitos shows em 2019 ficamos focados na criação.
E devido a este tempo focado nas novas músicas, nosso plano para este ano é FAZER MÚSICA!!! Estamos empenhados para lançar novo álbum e desta vez estamos fazendo diferente. A cada música que fica pronta estamos já disponibilizando para nossos seguidores. Até agora já foram:
Dez/2019 - Vivendo nas Estrelas
Jan/2020 - Tudo vai Mudar
Fev/2020 - Antes de Você Partir
e também já temos uma música para Mar/2020 que será "Eu sinto tanto"

E segue o plano: FAZER MÚSICA!


- E para 2021, quando a banda completa 25 anos de história?

Banda Outubro - Estamos com muitas idéias porém algumas são difíceis para viabilizar, principalmente na questão financeira, mas estamos buscando alternativas para executá-las.
Por enquanto podemos afirmar que teremos um show comemorativo de 25 anos e com participação de integrantes que já passaram pela Outubro e se tudo correr bem estaremos registrando este momento para disponibilizar nas redes sociais.

- Para finalizar, mandar um recado pra galera fã da Outubro.

Banda Outubro - Temos seguidores que acompanham a banda desde a sua origem e o feedback deles em relação às músicas nos motiva a continuar. Fazemos música contando aquilo que vivemos no dia a dia, contando aquilo que sentimos no coração e na alma e nos sentimos honrados em saber que muitas pessoas se identificam com as histórias que contamos nas músicas.
Nos resta dizer: Muito Obrigado!! 

Nós que agradecemos e desejamos à vocês ainda mais sucesso!

Aproveite para curtir em primeira mão, a nova música "Eu sinto tanto", lançada simultaneamente com a nossa entrevista.


Curtiu esse entrevista?
Quer saber mais sobre a banda?

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - TUYO

Por: André Montandon Um dos principais nomes da música independente da atualidade, retornou à Uberaba no dia 15 de abril, a convite do Laboratório 96, para um show super especial em comemoração ao 6 anos deste importante espaço cultural, no Teatro Sesi Minas. Mesmo em meio a "turbulência" provocada pela pandemia da Covid-19, Jean Machado e as irmãs Lilian (Lio) e Layane Soares (Lay) , apresentaram ao público em 2021, o seu terceiro álbum  - "Chegamos Sozinhos em Casa", que foi recebido com muito carinho pelos fãs e pela crítica especializada. O reconhecimento deste novo trabalho foi confirmado com indicações ao Prêmio Multishow na categoria “Canção do Ano” com a música “Sonho da Lay” e ao Grammy Latino na categoria "Melhor Álbum de Pop Contemporâneo em Língua Portuguesa". Única banda brasileira a integrar o show de abertura do Festival South by Southwest 2022 (SXSW), realizado em março, a Tuyo agora apresenta um novo registro de sua ida a Austin, no Texa

CONQUISTAS UBERABENSES NA PETECA, KARATÊ E HANDEBOL

  Neste sábado (04), o grande  Reginaldo Damião  sagrou-se campeão na categoria Kumite - classe Master (41 a 50 anos) 75 kg+, da etapa final do Campeonato Mineiro de Karatê , realizado em Araguari/MG. Um título de superação do atleta, após passar por uma grave lesão no braço. Com a conquista da medalha de ouro, Damião classificou-se para o Campeonato Brasileiro que será realizado em dezembro, em Caucaia/CE.  Foto:  facebook.com/reginaldodamiao Já no domingo (05) em Rio Verde/GO, a fera  Douglas Silva conquistou ao lado Delgado e Rafael, a categoria adulto (1ª classe) da  Copa do Brasil de Peteca , superando por 2 sets a 0 (25/22, 25/16) a jovem dupla Fernandinho e Luan. Em seguida, foi a vez de seu pai José Adolfo  que baixo de categoria (atleta 60+), garantir ao lado de Ricardo Moído e Adalto, o título da categoria 50+.  Pódio  da categoria adulto (1ª classe) à esquerda. Douglas e seu pai José Adolfo à direita.  Foto:  facebook.com/douglassilva Ainda no domingo, Uberaba foi palco da L