Pular para o conteúdo principal

VAMOS BOTAR O BLOCO NA RUA, APOIE O LABATUQUE!


Nascido há quase 4 anos da parceria entre o Laboratório 96 e o músico Tarcísio de Oliveira, o bloco de carnaval, começou com apenas 6 integrantes; as pessoas acreditando no bloco, se multiplicaram; ele sentiu, cresceu, tomou corpo de coletivo e ficou independente. Hoje, o Labatuque, conta com 15 percussionistas, guitarrista, baixista e vozes. O mundo os inspira - a grande África, os maracatus, os moçambiques, as históricas escolas de samba e os congados,  incentivam a transformar a realidade que os cercam. O bloco é sonho realizado, e está só começando!

Bloco Labatuque. Foto: Fanpage do grupo

O grupo está mais motivada do que nunca pra agitar Uberaba e levar muita alegria para a 3ª Edição do já tradicional Carnaval de Rua em parceria com o Laboratório 96.

Mas para que essa grande festa POPULAR e GRATUITA aconteça mais uma vez, eles precisam do apoio de todos. Por isso, uma campanha foi lançada no Catarse e a sua contribuição vai ajudar a renovar os instrumentos do grupo, pagar funcionários do evento, garantir equipamento de som, banheiros químicos e estrutura de tendas para atender o máximo de pessoas possível e construir, no dia 24/02, um carnaval lindo! 

Sinta um pouco da energia da edição 2019:



Acesse o link www.catarse.me/carnaval2020labatuque e ajude para que esse carnaval se torne realidade. Com algumas contribuições, você pode ter acesso a aulas, ensaio aberto, vivências e até mesmo um show do Bloco. Já imaginou?

E é claro, venha com o Bloco pra rua!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FIQUE LIGADO NA AGENDA CULTURAL

BATE-PAPO COM O TENISTA JOÃO MENEZES

Por: André Montandon


Com apenas 22 anos, João Menezes já é um dos principais nomes do tênis brasileiro. Vivendo o seu melhor momento na carreira, o uberabense ocupa atualmente a 210º posição no ranking mundial da ATP (Associação de Tenistas Profissionais), sendo o terceiro melhor brasileiro. Apaixonado pelo esporte, o atleta contou com a influência e o apoio da família no desenvolvimento no tênis. Agora com a conquista da medalha de ouro nos Jogos Pan-americanos, busca alcançar grandes títulos e chegar forte nas Olimpíadas de Tokio 2020.
Mas nem sempre foi assim. João passou por momentos difíceis nessa trajetória, pensando até em abandonar o esporte devido a resultados que não vinham e principalmente, pelas três cirurgias no joelho esquerdo e uma lesão na coluna. Mas, pelo apoio do pai, seu grande incentivador, ele retomou os treinamentos em busca dos seus sonhos. 
Confira o nosso bate-papo com esse grande atleta uberabense:
- João, quando começou o seu interesse pelo tênis; os primeir…