Pular para o conteúdo principal

DOMINANDO A AMERICA! RIO VENCE PRAIA E CONQUISTA O TETRACAMPEONATO


Pela terceira vez seguida, em pouco mais de um ano, o Rexona/Sesc/Rio de Janeiro e o Dentil/Praia Clube se encontram em uma decisão de título. No ano passado, as equipes decidiram a Copa Brasil e a Superliga Feminina de Vôlei. As duas finais vencidas pela equipe carioca. Além disso, pesa contra as mineiras o tabu de nunca ter vencido o Rio de Janeiro.

E o tabu permaneceu. O  primeiro set foi muito equilibrado com era esperado, com ótimos lances e também varias falhas de ambas os lados. Mas, na reta final do set, a equipe de Bernardino tomou a frente e no saque de Juciely, Ramirez do Praia recepciona mal e Anne aprovetou para fechar o set em 25 a 19. No 2ª set,  o equilíbrio se manteve, e o técnico do Praia, Ricardo Picinini, foi decisivo para a vitória da sua equipe. Após pedir dois tempos técnicos, as meninas do Praia encaixaram o jogo, para empatar a partida em 1 set a 1 com Claudinha explorado bloqueio (parcial 25 a 20).  

Praia Clube, Rio de Janeiro, Sul-Americano (Foto: Lucas Papel)
Foto: Lucas Pape
No quarto set, o Rio até abriu uma pequena vantagem, mas com três ataques de Alix, o time mineiro empatou em 8 a 8. Fabiana, em bloqueio simples, deixou o Praia à frente pela primeira vez. As equipes seguiram trocando pontos e a liderança do marcador. Em toque na rede de Fabiana, o Rio voltou a ter dois pontos de vantagem: 20 a 18. O time do Praia sentiu a diferença no placar, errou mais e viu as cariocas fecharem a parcial no bloqueio de Michelle: 25 a 19. Faltou agressividade do Praia nesse set.

No quarto set, o Rio voltou disposto a acabam com o jogo. Errando menos e mais consistente no ataque, abriu seis pontos (9 a 3). A defesa e a recepção do Praia pararam de funcionar e o time errou mais; deixando o Rio ditar o ritmo da parcial. Roberta colocou todas as atacantes para jogar e a vantagem aumentou com Juciely e ace de Gabi: 21 a 8. Mesmo buscando outras opções táticas, o Praia continuou apático, totalmente irreconhecível.  E viu o Rio fechar o set com Mayhara, em 25 a 10, e o jogo em 3 sets a 0.

Foto: Reprodução internet
Com a vitória, o time de Bernardinho, conquista o quarto título Sul-Americano, o terceiro consecutivo, e de quebre garantiu uma das vagas no Mundial de Clubes que será realizado no Japão. Essa foi 22ª vitória seguida do Rio de Janeiro sobre o Praia em jogos oficiais.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - TUYO

Por: André Montandon Um dos principais nomes da música independente da atualidade, retornou à Uberaba no dia 15 de abril, a convite do Laboratório 96, para um show super especial em comemoração ao 6 anos deste importante espaço cultural, no Teatro Sesi Minas. Mesmo em meio a "turbulência" provocada pela pandemia da Covid-19, Jean Machado e as irmãs Lilian (Lio) e Layane Soares (Lay) , apresentaram ao público em 2021, o seu terceiro álbum  - "Chegamos Sozinhos em Casa", que foi recebido com muito carinho pelos fãs e pela crítica especializada. O reconhecimento deste novo trabalho foi confirmado com indicações ao Prêmio Multishow na categoria “Canção do Ano” com a música “Sonho da Lay” e ao Grammy Latino na categoria "Melhor Álbum de Pop Contemporâneo em Língua Portuguesa". Única banda brasileira a integrar o show de abertura do Festival South by Southwest 2022 (SXSW), realizado em março, a Tuyo agora apresenta um novo registro de sua ida a Austin, no Texa

CONQUISTAS UBERABENSES NA PETECA, KARATÊ E HANDEBOL

  Neste sábado (04), o grande  Reginaldo Damião  sagrou-se campeão na categoria Kumite - classe Master (41 a 50 anos) 75 kg+, da etapa final do Campeonato Mineiro de Karatê , realizado em Araguari/MG. Um título de superação do atleta, após passar por uma grave lesão no braço. Com a conquista da medalha de ouro, Damião classificou-se para o Campeonato Brasileiro que será realizado em dezembro, em Caucaia/CE.  Foto:  facebook.com/reginaldodamiao Já no domingo (05) em Rio Verde/GO, a fera  Douglas Silva conquistou ao lado Delgado e Rafael, a categoria adulto (1ª classe) da  Copa do Brasil de Peteca , superando por 2 sets a 0 (25/22, 25/16) a jovem dupla Fernandinho e Luan. Em seguida, foi a vez de seu pai José Adolfo  que baixo de categoria (atleta 60+), garantir ao lado de Ricardo Moído e Adalto, o título da categoria 50+.  Pódio  da categoria adulto (1ª classe) à esquerda. Douglas e seu pai José Adolfo à direita.  Foto:  facebook.com/douglassilva Ainda no domingo, Uberaba foi palco da L