Pular para o conteúdo principal

MORRE RALPH BAER, "O PAI DO VIDEOGAME"


Morreu nesse ultimo sábado, aos 92 anos no estado de New Hampshire, EUA, "o pai dos videogames", o engenheiro alemã Ralph Henry Baer, criador do primeiro videogame do mundo, o Odyssey

Ralph Baer. Foto: Reprodução internet


Baer, nasceu na Alemanha em 1922 e se mudou com a família para os Estados Unidos em 1938, fugindo do regime nazista. Em seu novo país, ele desenvolveu, o primeiro console doméstico, originalmente batizado de "Brown Box", entre 1967 e 1969. O aparelho foi licenciado e comprado pela Magnavox, que a partir de 1972 passou a vendê-lo com o nome de Odyssey (o console era acompanhado do jogo de tênis Pong). Chegando em um ano a marca de 130 mil unidades vendidas. No Brasil, este console chegou no final da década com o nome de Telejogo e foi fabricado pela Philco e Ford.

Foto: Reprodução internet


Confira abaixo um vídeo de Ralph Baer and Bill Harrison realizando testes com o Brown Box em 1969:


Três anos depois, um game com o mesmo nome e mesma jogabilidade foi lançado pela Atari, e foi responsável por popularizar a marca mundialmente. Devido a semelhança entre os jogos, a Magnavox processou a Atari por violação de patente.

Além de criar o primeiro videogame, Baer também inventou o jogo de memória interativo Simon, popular no Brasil com o nome de Genius, marcou a infância dos anos 1980. E o responsável por criar uma pistola de luz, primeiro periférico lançado para videogames.

Foto: Reprodução internet



Em 2006, o cientista foi premiado pelo presidente norte-americano Geoge W. Bush com a Medalha Nacional de Tecnologia e indicado para o "National Inventors Hall of Fame". Dois anos depois, foi considerado o "Pai do Videogame" e ganhou o prêmio "Game Developers Choice Pioneer Award".  

Só temos a agradecer a esse grande gênio, a esse revolucionário do universo eletrônico. Tive a oportunidade de jogar a segunda versão o Odyssey 2 na minha infância, videogame que meu pai comprou quando eu tinha apenas 2 anos. Jogos como Come Come, Frogger, Formula 1 e Conquist of the World eram os meus preferidos.

Odyssey 2. Foto: Reprodução internet



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SEXTA DO TEATRO APRESENTA FESTIVAL DE ESQUETES ONLINE

  O coletivo  Sexta do Teatro promove  Festival de Esquetes Online , com a participação dos sete grupos integrantes do coletivo: Circolando Iniciativas Artísticas, Grupo Todo Um de Teatro, Cor de Yabá, Trupe Doom, Clownqueruma Cia, Grupo Tramoya de Teatro e AnaArty.  Cada grupo apresentará uma esquete teatral com a temática “distanciamento social” com duração entre 7 a 15 minutos. Os episódios serão lançados diariamente pelo Instagram. Todos os vídeos contarão com uma versão com intérprete de Libras e audiodescrição. Será promovida também uma live, com o grupo responsável pela esquete do dia, para um bate-papo com o público.  O projeto é idealizado e produzido por Luana Rodrigues e conta com uma equipe de multiprofissionais da cidade, além dos 7 grupos participantes.  Esse projeto foi aprovado na Lei Aldir Blanc, edital 003 da cidade de Uberaba.  Mais informações acesse  www.instagram.com/sextadoteatro.uberaba/ PROGRAMAÇÃO DO FESTIVAL: 16/04/2021 - "As Luzes do Palhaço” – Circola

LAB 96 APRESENTA PROJETO CASA DE SHOWS

Entre os dias 16 e 24 de abril, o Laboratório 96 , apresenta em seu canal no Youtube , o projeto Casa de Shows,   viabilizado através da Lei de Emergência Cultural, Aldir Blanc. Foram selecionados cinco atrações dos mais diversos gêneros musicais, em sua maioria mulheres. A equipe conta com o coletivo audiovisual Moviola, também formado por mulheres com o objetivo de fortalecer cada vez mais o espaço das mulheres que atuam no mercado da música. A estreia do projeto fica por conta de Salma e Mac, casal fundador do Carne Doce, uma das principais bandas da cena independente brasileira, que apresentará nesta sexta-feira às 20 horas, um show em formato acústico e intimista, com as canções mais sensíveis da banda, além de composições inédita diretamente da sala da casa deles em Goiânia. O Laboratório 96 é um espaço cultural dedicado à música independente brasileira, e em seus cinco anos de história promoveu mais de 200 shows de artistas locais e do mundo. Mais informações com Letícia Rezende