Pular para o conteúdo principal

Naça perde novamente e continua na lanterna do Campeonato

Prossegue o desespero do Nacional no Módulo II do Mineiro. Na noite desta quarta-feira, no Uberabão, o time jogou bem, mas perdeu para o Uberlândia, depois de uma patacoada da zaga alvinegra, que resultou no placar de 1 x 0.

Depois de um primeiro tempo equilibrado, no qual a equipe visitante marcou o gol da partida, a etapa complementar teve o Elefante, com um homem a menos, pressionando e criando chances reais, mas levando azar nas finalizações.
 
Nos outros jogos da rodada, Patrocinense e Araxá ficaram no 0 x 0; e o Mamoré venceu o Montes Claros por 1 x 0.

Faltando quatro rodadas pro fim da primeira fase, o Alvinegro da Rodovia se afunda na última colocação da Chave B, com 3 pontos. O Uberlândia assume a liderança, com 13 pontos, um a mais que o Montes Claros e quatro a mais que o Araxá. A vitória fora de casa levou o Mamoré a 7 pontos. A Patrocinense tem 5.

O próximo adversário do Naça é o Araxá, em duelo no sábado, às 17h, no Fausto Alvim.

O jogo – Nas arquibancadas, embora alguns torcedores não aderissem ao barulho, os batuqueiros não pararam de fazer algazarra.

Chances para os dois times na primeira etapa. A melhor do Nacional veio com Peterson, que encheu o pé. Glayson defendeu.

Em uma lambança incrível da zaga, o Elefante "deu" o gol ao Verdão. No bate-rebate, Fernando Pompéu ainda salvou, mas, na continuação, Levi tirou a bola com a mão, deixando o arqueiro p... da vida - ele estava pronto pra defender. Não teve jeito: cartão vermelho para o camisa 4 e gol de Daniel Morais.

Na volta do intervalo, o técnico Jordan de Freitas promoveu as estreias dos atacantes Léo e Hamilton. Mesmo com um jogador a menos, o Naça foi ao ataque. Glayson defendeu no susto o arremate de Lineker.

O UEC só queria administrar a vantagem e esperar o tempo passar. Mas também ameaçou. Fernando defendeu na bicicleta, defendeu no chute cara a cara, e ainda levou uma no travessão.

Do jeito que dava, os alvinegros pressionavam, insistiam. Não faltou entrega. Quando a bola sobrou limpa para Lineker, ele não chutou: tentou o corte e perdeu, levando a torcida à loucura.

Hamilton mostrou disposição. Lutou muito e quase marcou no chute dentro da área, que foi bloqueado. Apesar de várias faltas, gerando levantamentos para a área, o empate não veio. Uma pena para os 666 torcedores anunciados.

O Nacional atuou com: Fernando Pompéu, Peterson, Wallace, Levi, Dieguinho (Léo); Arthur, Brayan, Rafinha, Lineker; Obina (Hamilton) e Pedro Paulo (Éder).
 
Veja Classificação como esta:
 
 
Fonte: www.jornalreplay.net
 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ELEIÇÕES 2020: COMO ESCOLHER O MEU CANDIDATO?

As eleições estão chegando!!! É hora de escolher os nossos representantes municipais. Neste momento importante nas nossas vidas é fundamental pesquisar e conhecer melhor quem está concorrendo aos cargos de prefeito, vice-prefeito e vereador em nossa cidade.  Para escolher seu representante, é de suma importância identificar os valores relevantes para você e o que você deseja que o político defenda. Vale lembrar que o bem comum é tão importante quanto os seus próprios interesses.  Apresentamos a seguir, algumas ferramentas gratuitas disponíveis na rede para te ajudar a escolher os seus candidatos: ➤ Justiça Eleitoral – www.justicaeleitoral.jus.br   ( Apresenta dados detalhados sobre todos os candidatos que pediram registro à Justiça Eleitoral, suas propostas de governo,  patrimônio declarado,  site do candidato, entre outras  informações) ; ➤ Tem meu voto -  www.temmeuvoto.org    (C onsiderada uma espécie de “Tinder das eleições”, a plataforma a juda o eleitor a escolher candidatos most

BLACK PANTERA ANUNCIA EP EM COMEMORAÇÃO AO DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA

Sempre envolvidos com o movimento negro, os integrantes da   Black Pantera aproveitaram uma pausa nas gravações do novo álbum para lançar o EP “Capítulo Negro” , em comemoração ao Dia da Consciência Negra . Eles escolheram três músicas com discurso forte sobre empoderamento e fizeram novas versões; “Identidade” (Jorge Aragão), “Todo Camburão Tem Um Pouco de Navio Negreiro” (Alexandre Meneses/ Marcelo Lobato/ Marcelo Yuka/ Nelson Meirelles), sucesso do álbum de estreia d'O Rappa e “A Carne” (Marcelo Yuka/ Seu Jorge/ Ulisses Cappelletti), conhecida na voz de Elza Soares. Banda faz releituras para clássicos de Elza Soares, O Rappa e Jorge Aragão. Foto: Divulgação Como as músicas estão ligadas pelo mesmo tema, racismo e luta contra o preconceito, o power trio  uberabense também produziu um curta de 12 minutos dirigido por Leonardo Ramalho da Pajé Filmes, que já fez anteriormente os clipes de “Punk Rock Nigga Roll” e “I Can’t Breathe”, lançado como um protesto inflamado pelo assassinat