Pular para o conteúdo principal

NOVAS TENDÊNCIAS - BANDAS - PARTE II

No segundo dia do Novas Tendências, se apresentaram:

Canastra: Na estrada desde 2000, o sexteto carioca liderado pelo guitarrista e vocalista Renato Martins (Acabou La Tequila), chega com a combinação irresistível de Jazz, Dixieland, Western, Surf Music e Rockabilly, com músicas que falam sobre amor e situações cotidianas. Lançaram seu primeiro disco em 2004, intitulado “Traz A Pessoa Amada Em Três Dias”, ganhando reconhecimento e notoriedade no cenário musical brasileiro, enfim consolidando a qualidade sonora com o disco “Chega De Falsa Promessas”, de 2007. Em julho de 2013, lançaram seu terceiro álbum, “Confie Em Mim”, com produção Charles Gavin (ex-Titãs), já estreando com participação em “A Grande Família”, da Rede Globo. A banda propõe um show enérgico, com batidas swingadas, unindo uma proposta “clássica” a uma sonoridade moderna. 




Alohatomic:  A banda paulistana formada por músicos que se conheceram em Brasília, a Alohatomic mistura hardcore e punk rock com os embalos da surf music e uma dose boa de ficção científica e filmes de terror. O resultado é um frankstein pogador de camisa florida, que pode ser melhor conferido no recém-lançado EP "The Greatest Hits of Alohatomic, Vol. 2: Aloha Rises". A banda, que traz o apresentador do Multishow Guilherme Guedes na bateria, não se importa muito com o fato das canções serem, em sua maioria, em inglês.



Uganga:  Fundada em 1993, a banda faz parte da rica história do Rock pesado de Minas Gerais. Diretamente influenciado por Thrash Metal e Hardcore, o UGANGA somou à essa fusão algumas passagens mais atmosféricas inspiradas no Dub e uma dose extra de groove. Nas letras, reflexões acerca do respeito à mãe natureza, livre arbítrio, dilemas cotidianos e autoconhecimento. Realizaram constantes giros pelo Brasil tocando ao lado de artistas de estilos variados e participaram de vários importantes festivais de música independente como o Udi Rock, Jambolada, Novas Tendências, Calango, Vaca Amarela e Tattoo Rock Fest. 

Em sua trajetória até aqui, já participaram de várias coletâneas e lançaram três demos e três CD’s oficiais: Atitude Lótus de 2003, Na Trilha do Homem de Bem de 2006  e o mais recente trabalho o  “Caos Carma Conceito”, também foi lançado na Europa que abriu as portas para que o UGANGA fizesse sua primeira turnê internacional em 2010.



Galanga:  O grupo segue a tradição do rock progressivo, mas acrescenta a malícia e a irreverência do samba, além dos elementos festivos e brincalhões do Zé Pereira e o batuque do Maracatu. O grupo de Ouro Preto, é a prova de que no universo do rock cabe toda a criatividade humana. A banda tinha, originalmente, o objetivo de dialogar com as raízes da cultura negra, mas abandonou os temas regionais ligados à negritude e criou um novo estilo de música, o Rock Afrogressivo, uma mistura de elementos do rock progressivo com estruturas rítmicas e melódicas da cultura brasileira.

 


Corine: Formada em Araguari, a banda e composta por Eddie Shumway (Guitarra), Lucas Torres (Voz/Guitarra) e Luiz Gustavo Amorim (Baixo) e Murcego Gonzalez (bateria) gravou seu primeiro single graças à participação especial de Manu “Joker” Henriques (Uganga) que não recusou o convite para gravar a bateria do single “I CAN NO LONGER BE HERE”.

Em 2013 a banda lançou o videoclip de “I CAN NO LONGER BE HERE”. Com essa formação, a banda fez o seu primeiro show, gravou e lançou mais duas músicas, “HAVE ALL I NEED” e “WHILE I’M ALIVE”. Desde então, a banda já fez shows ao lado de Black Drawing Chalks, Uganga, Los Viejos (México), Hellbenders, Muñoz, Canábicos e Overfuzz. 



  NÃO PERCA, O MAIOR FESTIVAL DE MÚSICA INDEPENDENTE DE UBERABA






Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - YSAAC & K.OLIVER

  Por: André Montandon Parceiros de longa data, Ysaac e K.Oliver seguem como eles mesmos dizem: "contrariando as estatísticas". Com muita luta, força, foco e fé, a dupla desenvolve o seu trabalho. E podemos dizer que já são referências em Uberaba e região. Além da carreira solo, eles participam de outros projetos ao lado de feras da cena local, com a Família BMX. Sempre em constante movimento, eles lançaram no mês de maio, o álbum que carrega em seu título o lema da dupla  "Contrariando as Estatísticas", produzido e gravado em São Paulo, conta com vídeo clipe em todas as faixas. Aproveitando o lançamento, batemos um papo com eles. Confira a seguir: - Para começar a nossa entrevista, gostaríamos de saber um pouco mais sobre o processo de produção/gravação do novo álbum? Ysaac/K.Oliver -  Salve família. Máximo Respeito. O processo de produção e gravação do nosso álbum ele veio com muita luta e muita história porque algumas músicas deste álbum duas ou três músicas eu

BATE-PAPO COM JOÃO CARLOS NOGUEIRA

Por: André Montandon João Carlos Paranhos Nogueira  é um dos grandes nomes do esporte uberabense. Seu currículo é inspirador, abrange prêmios de destaque do ano, participações e títulos em importantes competições do país. Fera na natação, no triatlo e na maratona aquática, João começou a praticar esporte bem cedo, aos seis anos de idade.  Nas piscinas, são vários pódios, destaque para os títulos no Circuito Brasil e Circuito Paraolímpico. Em 2011, iniciou no Paratriathlon, também conseguindo bons resultados, como a Copa Brasil de 2018. Em 2014, começou na maratona aquática, com diversos títulos na categoria PCD  e sempre estando entre os melhores também contra nadadores sem deficiência, na categoria master. Medalhas em eventos importantes como no Desafio Aquaman, no Circuito de Maratona Aquática do Estado de São Paulo, na Travessia dos Fortes e o Circuito Rei e Rainha do Mar. No ano passado, mais um feito marcante em sua carreira, foi campeão na 52ª edição da Maratona Aquátic