Pular para o conteúdo principal

Adequação do trânsito para o BRT terá mudanças radicais

A Prefeitura de Uberaba, por meio da Secretaria de Planejamento, apresentou ontem o Projeto de Alteração no Trânsito em Função da Implantação do Corredor de Ônibus - Vetor/BRT (Bus Rapid Transit) a representantes de entidades de classe, vereadores, grupo do G9, universidades e imprensa. No dia 26 o plano será exibido à população durante reunião aberta. Se for aprovado sem grandes mudanças, a previsão é de que as alterações sejam implantadas em março de 2014.
 
De acordo com o diretor da Transzum, Alexandre Zum, engenheiro especialista em tráfego da empresa contratada pela Prefeitura para realizar o estudo, trata-se de amplo projeto de mobilidade urbana. “A primeira coisa com que nós nos preocupamos muito foi a segurança dos pedestres, dos veículos, dos ônibus e de todo o corredor. Como consequência, veio o aspecto da fluidez, sendo que para isto detectamos problemas graves. As conversões para avenida Doutor Fidélis Reis e avenida Santos Dumont são impraticáveis dentro do município hoje. Por isto, estamos propondo a retirada dessas conversões à esquerda, que são os dois pontos-chave do projeto para fazermos a volta nos quarteirões”, destaca.
 
Conforme levantamento de dados sobre o trânsito, Zum destacou o que ele chamou de “cruzamento crítico”, que é o da avenida Leopoldino de Oliveira com rua Major Eustáquio e avenida Fidélis Reis. Naquele local, transitam por hora cerca de 3.500 veículos. Porém, somente 10% deste fluxo, ou seja, 350 veículos convergem à esquerda, sentido Fidélis Reis. Por isso, a conversão será retirada e o fluxo de sentido na avenida Fidélis Reis será único, servindo de via centro-bairro. A rua João Pinheiro servirá para o retorno, mantendo o sentido bairro-centro. Com a mudança, em parte da avenida será permitido estacionamento em 45º.
 
No cruzamento das avenidas Leopoldino de Oliveira e Santos Dumont foi identificado problema semelhante. Somente 20% do fluxo de carros da Leopoldino convergem para a Santos Dumont, prejudicando os outros 80% que desejam seguir. A rotatória no local seria retirada e o motorista que estivesse na Leopoldino querendo seguir para a Santos Dumont teria que subir a Randolfo Borges, pegar a Governador Valadares, descer na Antônio Pedro Naves e voltar à Leopoldino para entrar na Santos Dumont.
 
Para dar apoio ao fluxo das avenidas será implantado um sistema trinário. A rua Governador Valadares voltará ao antigo sentido, assim como a rua Alaor Prata, em direção à avenida Gabriela Castro Cunha. Do outro lado da avenida Leopoldino, as ruas Afonso Rato, Coronel Manoel Borges e Vigário Silva também terão a mão invertida, ficando no sentido Mercês-centro-Mercado Municipal. A rua Afonso Rato receberá o fluxo da Leopoldino através das ruas Jaime Bilharinho e Antônio Pedro Naves.
 
Outra mudança apresentada é a abertura do canteiro central para quem desce do estádio Uberabão. Os motoristas poderão cruzar a Leopoldino de Oliveira e subir pela rua Bento Ferreira, ao invés de utilizar a rotatória para o retorno. Pela proposta, a rua Santo Antônio também teria o fluxo invertido, seguindo da Guilherme Ferreira até a avenida Alexandre Barbosa, inclusive com proposta de segurança para entrada de alunos do Colégio Marista. Na praça Dom Eduardo cria-se mão inglesa para quem desce a Alexandre Barbosa.
 
Na praça Rui Barbosa será implantado um retorno, próximo à confluência com a Manoel Borges e Vigário Silva, permitindo o acesso à rua Tristão de Castro, sentido São Benedito.
 
A rotatória da UPA do Parque do Mirante também será modificada, sendo cortada ao meio, garantindo estacionamento para o transporte coletivo, enquanto os outros veículos permanecem obrigados ao contorno. Os dois terminais do transporte coletivo também terão sinalizações específicas para garantir a segurança dos pedestres.
 
 
 
 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - MENINO MESTIÇO

Por: André Montandon e Verônica Furtado Natural de Uberaba, Guilherme de Oliveira Junior, mais conhecido como Menino Mestiço é tido como uma dos grandes letristas da região. Escrevendo desde 2007, suas letras fomentam reflexão, constroem diálogos e empodera aqueles que são invisibilizados pela sociedade. Atuante na cultura Hip-Hop desde 2011 através das batalhas de MCs, em 2015 conseguiu de forma independente distribuir sua primeira mixtape "Abençoado Seja o Que Acredita em Si Mesmo" , contendo as canções "Cantiga de Roda", "Queijo Minas" e "Negro Não Nego" música que ficou em terceiro lugar no Festival de Música autoral de Uberaba. No ano seguinte, se consolida como promessa na região com sua segunda mixtape "Abençoado Seja o Que Acredita e Vai à Luta" , com destaques para os sons "Sem Sinal de Vida", "Anos 2000" e "Gatilho da Revolução. O artista também é responsável por inúmeras atividades como apres

BATE-PAPO COM JOÃO CARLOS NOGUEIRA

Por: André Montandon João Carlos Paranhos Nogueira  é um dos grandes nomes do esporte uberabense. Seu currículo é inspirador, abrange prêmios de destaque do ano, participações e títulos em importantes competições do país. Fera na natação, no triatlo e na maratona aquática, João começou a praticar esporte bem cedo, aos seis anos de idade.  Nas piscinas, são vários pódios, destaque para os títulos no Circuito Brasil e Circuito Paraolímpico. Em 2011, iniciou no Paratriathlon, também conseguindo bons resultados, como a Copa Brasil de 2018. Em 2014, começou na maratona aquática, com diversos títulos na categoria PCD  e sempre estando entre os melhores também contra nadadores sem deficiência, na categoria master. Medalhas em eventos importantes como no Desafio Aquaman, no Circuito de Maratona Aquática do Estado de São Paulo, na Travessia dos Fortes e o Circuito Rei e Rainha do Mar. No ano passado, mais um feito marcante em sua carreira, foi campeão na 52ª edição da Maratona Aquátic