Pular para o conteúdo principal

Adequação do trânsito para o BRT terá mudanças radicais

A Prefeitura de Uberaba, por meio da Secretaria de Planejamento, apresentou ontem o Projeto de Alteração no Trânsito em Função da Implantação do Corredor de Ônibus - Vetor/BRT (Bus Rapid Transit) a representantes de entidades de classe, vereadores, grupo do G9, universidades e imprensa. No dia 26 o plano será exibido à população durante reunião aberta. Se for aprovado sem grandes mudanças, a previsão é de que as alterações sejam implantadas em março de 2014.
 
De acordo com o diretor da Transzum, Alexandre Zum, engenheiro especialista em tráfego da empresa contratada pela Prefeitura para realizar o estudo, trata-se de amplo projeto de mobilidade urbana. “A primeira coisa com que nós nos preocupamos muito foi a segurança dos pedestres, dos veículos, dos ônibus e de todo o corredor. Como consequência, veio o aspecto da fluidez, sendo que para isto detectamos problemas graves. As conversões para avenida Doutor Fidélis Reis e avenida Santos Dumont são impraticáveis dentro do município hoje. Por isto, estamos propondo a retirada dessas conversões à esquerda, que são os dois pontos-chave do projeto para fazermos a volta nos quarteirões”, destaca.
 
Conforme levantamento de dados sobre o trânsito, Zum destacou o que ele chamou de “cruzamento crítico”, que é o da avenida Leopoldino de Oliveira com rua Major Eustáquio e avenida Fidélis Reis. Naquele local, transitam por hora cerca de 3.500 veículos. Porém, somente 10% deste fluxo, ou seja, 350 veículos convergem à esquerda, sentido Fidélis Reis. Por isso, a conversão será retirada e o fluxo de sentido na avenida Fidélis Reis será único, servindo de via centro-bairro. A rua João Pinheiro servirá para o retorno, mantendo o sentido bairro-centro. Com a mudança, em parte da avenida será permitido estacionamento em 45º.
 
No cruzamento das avenidas Leopoldino de Oliveira e Santos Dumont foi identificado problema semelhante. Somente 20% do fluxo de carros da Leopoldino convergem para a Santos Dumont, prejudicando os outros 80% que desejam seguir. A rotatória no local seria retirada e o motorista que estivesse na Leopoldino querendo seguir para a Santos Dumont teria que subir a Randolfo Borges, pegar a Governador Valadares, descer na Antônio Pedro Naves e voltar à Leopoldino para entrar na Santos Dumont.
 
Para dar apoio ao fluxo das avenidas será implantado um sistema trinário. A rua Governador Valadares voltará ao antigo sentido, assim como a rua Alaor Prata, em direção à avenida Gabriela Castro Cunha. Do outro lado da avenida Leopoldino, as ruas Afonso Rato, Coronel Manoel Borges e Vigário Silva também terão a mão invertida, ficando no sentido Mercês-centro-Mercado Municipal. A rua Afonso Rato receberá o fluxo da Leopoldino através das ruas Jaime Bilharinho e Antônio Pedro Naves.
 
Outra mudança apresentada é a abertura do canteiro central para quem desce do estádio Uberabão. Os motoristas poderão cruzar a Leopoldino de Oliveira e subir pela rua Bento Ferreira, ao invés de utilizar a rotatória para o retorno. Pela proposta, a rua Santo Antônio também teria o fluxo invertido, seguindo da Guilherme Ferreira até a avenida Alexandre Barbosa, inclusive com proposta de segurança para entrada de alunos do Colégio Marista. Na praça Dom Eduardo cria-se mão inglesa para quem desce a Alexandre Barbosa.
 
Na praça Rui Barbosa será implantado um retorno, próximo à confluência com a Manoel Borges e Vigário Silva, permitindo o acesso à rua Tristão de Castro, sentido São Benedito.
 
A rotatória da UPA do Parque do Mirante também será modificada, sendo cortada ao meio, garantindo estacionamento para o transporte coletivo, enquanto os outros veículos permanecem obrigados ao contorno. Os dois terminais do transporte coletivo também terão sinalizações específicas para garantir a segurança dos pedestres.
 
 
 
 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O ESQUADRÃO UBERABENSE EM TÓQUIO: RAISSA MACHADO

Neste quinto e último episódio da série sobre os nossos representantes nos  Jogos de Tóquio 2020 ,  apresentamos um pouco sobre a trajetória do fenômeno  Raissa Machado . Foto: Gui Christ/CPB Incentivada pela mãe, aos 11 anos, começou a fazer ginástica e balé no Centro Municipal de Educação Avançada em Uberaba. A pós um teste na  ADEFU -  Associação dos Deficientes Físicos de Uberaba, i niciou no paradesporto  e logo se destacou. C onquistando no início da carreira, pódio em diversas modalidades: lançamento de dardo, lançamento de disco e  corrida. Mas foi com o Dardo, que se tornou  referência  mundial. Dona de várias medalhas nas disputas por clube e pela Seleção em competições nacionais e internacionais na classe F56. Em 2014 no Chile, foi medalha de bronze no Sul-Americano. No ano seguinte, conquistou o bronze no Parapan de Toronto, e a prata no Mundial de Atletismo em Doha, no Catar. Aos 20 anos, chegou a tão sonhada Paralimpíada,  na edição Rio 2016 , mas o resultado não foi o qu

COPA TRIÂNGULO REUNIU GRANDES ATLETAS EM UBERABA

  Realizada no  último domingo (29), em Peirópolis, a  Copa Triângulo Mineiro MTB ,  reuniu mais de 400  atletas,  marcando o retorno das grandes competições em Uberaba, suspensas devido a pandemia do Covid-19. Promovida pela RR Eventos, com apoio da Funel, o  evento que é uma das maiores provas de Mountain Bike do Triângulo Mineiro, contou com disputas em percurso completo de 47 km, nas categorias Masculina e Feminina Elite, Júnior, Sub 23 ao Sub 55 e Dupla Maculina. Já no percurso reduzido com 34 km, nas categorias Juvenil, Over 55, Dupla Mista, Turismo Masculino e Feminina e Peso Pesado. Confira a seguir o pódio da categoria elite: - Masculino : 1º - Nicolas Rafhael Machado (Trinx Brasil Racing Team); 2º - Frederico N. Mariano (Sodbike/Lelin Bikes/Vinculo Imoveis); 3º - Pedro Hillo De Almeida Bertallo (Sodbike/Sabia Digital/Aroeira/Phteam/Racer); 4º - Raphael Mesquita Mendes (Jc Bikes); 5º - Jeovane Junior de Oliveira (Ivan Start Ciclobikeshop);     Foto: Reprodução da internet - F