Pular para o conteúdo principal

Manifestantes exigem do prefeito passagem de ônibus a R$ 2,50

Integrantes do Movimento Independente de Uberaba entregaram ontem pauta de reivindicações ao prefeito Paulo Piau (PMDB). O transporte coletivo é o foco principal do documento, mas também foram inseridas solicitações nas áreas de Educação e Saúde. O peemedebista não apresentou propostas aos manifestantes, que saíram do encontro apenas com a garantia de discutir a revisão da tarifa de ônibus e outras melhorias no transporte em audiência pública no início de julho.
 
A princípio, somente uma comissão formada por seis representantes se reuniria com o prefeito no gabinete. Entretanto, pouco antes do encontro, a liderança do movimento cobrou a participação de todos os manifestantes que compareceram ao Centro Administrativo. A exigência foi atendida e o prefeito ouviu as demandas de aproximadamente 70 manifestantes, em reunião com mais de três horas de duração.
 
Os manifestantes cobraram a redução da passagem para R$2,50 nos dias úteis e preço especial de R$1 aos fins de semana e feriados. O prefeito justificou que o valor dependeria de isenção de tributos municipais ou mesmo da concessão de subsídios às empresas de ônibus, o que seria inviável no momento por causa da dívida herdada do governo anterior.
 
A declaração, no entanto, foi recebida com resistência pelos integrantes do movimento. De acordo com um dos líderes, Flávio Oliveira, a proposta não é tirar recursos públicos de programas sociais para custear a passagem, mas sim diminuir a margem de lucro das empresas. Por isso, a reivindicação envolve a conferência da planilha de custos para verificar os dados utilizados no cálculo do reajuste da tarifa.
 
Após ter os argumentos rebatidos, PP propôs ao grupo marcar a data para audiência pública com objetivo de discutir os custos operacionais do serviço e o preço da tarifa. A programação foi marcada para o dia 5 de julho, a partir de 18h, no Centro Municipal de Educação Avançada (Cemea) Abadia.
 
Questionado se buscará negociação com as empresas para diminuição da margem de lucro na passagem, Piau se esquiva e afirma que os representantes da Líder e da Viação Piracicabana serão chamados para a audiência pública a fim de ampliar o diálogo. “Nessa pressão que hoje o Brasil inteiro experimenta, nós temos que conversar sobre tudo e todas as possibilidades. Quem sabe a gente acha um caminho novo”, salienta.
 
Fonte: www.jmonline.com.br
 

 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - INSURGÊNCIA SERTANEJA

Por: André Montandon e Verônica Furtado
Formada por Jéssica Carvalho (violão e voz), João Chiaratti (percussão, viola e voz), Karine Rodrigues (violino e voz), Maycol Mundoca (alfaia e voz) e Pedro Calota (percussão, violão e voz), a Insurgência Sertaneja é uma banda de música autoral uberabense, que trabalha os diversos ritmos melódicos e poéticos do sertão. Em uma mistura de música e poesia, a banda faz releituras de ritmos essencialmente brasileiros, fazendo uma viagem aos sertões através de ritmos como o baião, o carimbó, o congado, a moda de viola e o cordel em busca de desmistificar o sertanejo. 
Mesmo com pouco tempo de carreira, a Insurgência Sertaneja já levou a sua arte para diversas cidades do país, em festivais e eventos, dividindo palco com grandes nomes da musica brasileira.  Além do lançamento do álbum de estreia, "Meu sotaque, minha sina", em 2017.  Agora, o "bando" (como eles mesmos denominam),  prepara um super show cheio de novidades, no dia 18 …

FIQUE LIGADO NA AGENDA CULTURAL