Pular para o conteúdo principal

Diminuição no valor não esvazia o movimento, afirmam organizadores

Anúncio de diminuição da tarifa de ônibus não agradou manifestantes. Intitulado de Movimento Independente de Uberaba, o grupo mantém o protesto hoje e reivindica passagem de, no mínimo, R$2,60. A pauta também inclui a gratuidade para idosos a partir de 60 anos, o passe livre para todos os estudantes, o bilhete reduzido aos fins de semana e a melhoria da qualidade no transporte público.
Um dos organizadores do ato, o universitário Wilker Morais informa que a revisão da tarifa de R$2,90 para R$2,80 não atende à comunidade. “Só 10 centavos não é o que a gente está querendo. Não agradou ninguém”, declara.
 
A liderança do movimento informa que a mobilização não termina hoje e adianta que outros protestos serão realizados, caso as solicitações não sejam atendidas pela Prefeitura. Além das questões relacionadas ao transporte coletivo, o ato abrangerá o combate à H1N1 e a disponibilização de vacinas para toda a população de Uberaba. 
 
Os manifestantes estarão concentrados a partir de 17h na praça dos Correios, de onde seguem pela avenida Leopoldino de Oliveira até o calçadão da rua Artur Machado, no sentido da praça Rui Barbosa. O trajeto continua pela Vigário Silva, Major Eustáquio, avenida Santos Dumont e rua Medalha Milagrosa. O ato será encerrado na porta do Centro Administrativo da Prefeitura. A expectativa dos organizadores é reunir algo em torno de 5.000 pessoas no protesto de cunho pacífico.
 
O prefeito Paulo Piau (PMDB) não receberá os integrantes do movimento hoje. A agenda foi marcada para segunda-feira (24). O chefe do Executivo espera que a manifestação nas ruas seja sem violência.
 
 
 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DA SÉRIE: A ARTE EM TEMPOS DE CORONAVÍRUS (PARTE VIII) 🎨😅

  🖼Obra original: "Mona Lisa" de Leonardo da Vinci. #arteemtemposdecoronavírus #arte #monalisa #prevenção #vaipracasa #ficaemcasa #covid19 #xocoronavirus #isolamentosocial #quarentena #juntossomosmaisfortes #zebunarede

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - MANÉ GALINHA

  Por: André Montandon Em uma mistura perfeita de ritmos baseada na herança afro ao redor do mundo, que une pop, axé, funk, samba, rock, disco, soul, R&B e groove, o  Mané Galinha (nome em referência ao famoso personagem do filme Cidade de Deus), criou um estilo próprio e um repertório vasto, com a identidade e diversidade exata, proporcionando ao público um clima envolvente de festa, alegria e celebração. Além das canções, hits e clássicos da cultura Black Music. A versatilidade também é uma marca do grupo. Que desenvolveu diversos formatos para atender a todos os gostos e os mais diversos eventos. Em comemoração aos 4 anos de estrada, estão lançando nesta sexta-feira (19), o seu primeiro EP - intitulado de "Pra Elas". Aproveitando esse momento especial da banda, batemos um papo com eles para saber um pouco mais da trajetória, do EP e das novidades. Confira 😉 - Para iniciar, vamos falar sobre a trajetória do grupo. Sua formação, principais referências músicas, como tud