Pular para o conteúdo principal

REAJUSTE NO SALÁRIO MÍNIMO PARA 2013

O governo anunciou que o salário mínimo será de R$ 678,00 a partir de janeiro de 2013, um aumento de 9% sobre os atuais R$ 622,00. A presidente Dilma Rousseff convocou ministros na véspera do natal para fechar o valor do reajuste. O aumento será de R$ 56,00.


por Newton Silva para o Humor Político

Será que com esse aumento, as necessidades básicas dos trabalhadores brasileiros serão sanadas??


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

RECEPÇÃO CALOROSA AOS NOSSOS ATLETAS PARALÍMPICOS!!!

  Foi realizado na  manhã desta quarta-feira (08), uma merecida homenagem aos atletas da  Associação dos Deficientes Físicos de Uberaba - ADEFU, que representaram a nossa cidade e o Brasil nos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020. Foto: Equipe zebunarede Ercileide Silva , José Carlos Chagas e Poliana Sousa desfilaram em caminhão do Corpo de Bombeiros pelas principais avenidas de Uberaba, recebendo durante todo o percurso o carinho da população. A carreata teve início na sede da Fundação Municipal de Esporte e Lazer - FUNEL, localizada no Cemea Abadia, até o Centro Administrativo da Prefeitura, no bairro Mercês, onde foram recepcionados pela prefeita Elisa Araújo, servidores, imprensa e demais autoridades. Estivemos presente nesta linda homenagem aos nossos queridos atletas. E é claro que gravamos uma "palavrinha" com cada um deles. Confira os detalhes a seguir:  Em seguida foi realizada no Anfiteatro Mário Pimenta Camargo do Centro Administrativo uma coletiva de imprensa com o

UFTM ENTRE AS MELHORES UNIVERSIDADES DO MUNDO

  A  Universidade Federal do Triângulo Mineiro - UFTM ,   estreia no ranking do  Times Higher Education World University Rankings 2022 , considerada uma das mais importantes publicações de análise do ensino superior no mundo.  Foto: UFTM Responsável pelo levantamento, a revista britânica Times Higher Education inclui nesta edição, mais de 1.600 universidades de 99 países e territórios. Os indicadores de desempenho utilizado estão agrupados em cinco áreas: Ensino, Pesquisa, Citações, Perspectiva internacional e Renda da indústria. A classificação teve com base os dados fornecidos pelos discentes, docentes, instituições, governos e indústria. Foram analisados mais de 108 milhões de citações em mais de 14,4 milhões de publicações de pesquisa e  respostas de quase 22.000 acadêmicos em todo o mundo. Um ponto interessante nesta edição é que as Universidades que desenvolveram pesquisas sobre a Covid-19 obtiveram melhor desempenho. Entre as 59 universidades brasileiras que integram o ranking,