Pular para o conteúdo principal

Sujeira em terrenos e avenidas do Morumbi gera reclamações

Moradores do bairro Morumbi reclamam de sujeira, mato alto e mau cheiro em terrenos abandonados. De acordo com o estudante Fernando Silva Viegas, a Prefeitura se esqueceu do bairro, além de muita sujeira em terrenos, os canteiros centrais, ilhas e praças também estão em péssimas condições. O mato alto tomou conta destes locais.

“O Morumbi não está em boas condições, é possível perceber em vários cantos que a PMU abandonou o bairro, que está completamente sujo e cheio de mato alto. Além dos terrenos, nas avenidas a situação é a mesma. A capina não é feita há muito tempo e, por conta do mato, está difícil a circulação de pedestres. Sempre paguei meus impostos em dia, mas os moradores não recebem em troca. Pelo menos no meu bairro, o dinheiro que repassamos à Prefeitura não está sendo bem aplicado”, explica Fernando, ressaltando que são serviços simples, apenas uma limpeza.

A dona de casa Valesca Fernanda de Oliveira, que mora próximo a um terreno abandonado, conta que os próprios moradores têm de fazer a limpeza, pois já faz meses que a Prefeitura não está fazendo o dever de casa. “Há alguns meses meu marido pagou a quantia de R$50 para que fosse feita a limpeza em alguns locais, mas entendo que este é um serviço da PMU que não está sendo feito. Na verdade. o trabalho somente é realizado quando o prefeito vem ao bairro para algum evento. Quando, por exemplo, foi inaugurada a Unidade Básica de Saúde, quando as ruas estavam todas limpas, nos canteiros centrais e praças não havia mato”, revela Valesca.

Além disso, a dona de casa ressalta ainda que a sujeira do terreno que fica perto da casa dela na maioria das vezes é jogada por moradores de outros bairros. “Se fossem moradores do Morumbi, com certeza o local já não estava mais sujo, pois com certeza iríamos reclamar e exigir que não jogassem lixo em local inadequado. E vale lembrar também do mau cheiro, porque é comum encontrar animais mortos nesse terreno. O cheiro é terrível”, explica.

Já outro morador, o aposentando Osvaldo Orias, conta que já sugeriu que a Prefeitura colocasse placas indicando que é proibido jogar lixo no local, entretanto, este é um trabalho que não basta ser feito somente pelo Executivo, a comunidade também deve ajudar.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - YSAAC & K.OLIVER

  Por: André Montandon Parceiros de longa data, Ysaac e K.Oliver seguem como eles mesmos dizem: "contrariando as estatísticas". Com muita luta, força, foco e fé, a dupla desenvolve o seu trabalho. E podemos dizer que já são referências em Uberaba e região. Além da carreira solo, eles participam de outros projetos ao lado de feras da cena local, com a Família BMX. Sempre em constante movimento, eles lançaram no mês de maio, o álbum que carrega em seu título o lema da dupla  "Contrariando as Estatísticas", produzido e gravado em São Paulo, conta com vídeo clipe em todas as faixas. Aproveitando o lançamento, batemos um papo com eles. Confira a seguir: - Para começar a nossa entrevista, gostaríamos de saber um pouco mais sobre o processo de produção/gravação do novo álbum? Ysaac/K.Oliver -  Salve família. Máximo Respeito. O processo de produção e gravação do nosso álbum ele veio com muita luta e muita história porque algumas músicas deste álbum duas ou três músicas eu

UBERABENSES SÃO CONVOCADOS PARA AS PARALÍMPIADAS DE TÓQUIO

  Ercileide da Silva , José Carlos Chagas e Poliana Sousa  da Associação dos Deficientes Físicos de Uberaba - Adefu, foram convocados  pelo Comitê Paralímpico Brasileiro - CPB  na tarde desta terça-feira (6), para os  Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020 . Ercileide e Zé Carlos competem pela classe BC4 e BC1  da bocha, respectivamente. Já Poliana pela classe F54 do lançamento de dardo. Foto:  @funel.uberaba Não poderíamos deixar de destaque também, a convocação da uberabense e ex-paratleta da Adefu, Raissa Rocha Machado . Que hoje integra a equipe do Instituto Elisângela Maria Adriano -  IEMA   , de São Caetano do Sul-SP. Raissa é atleta da classe F56 do lançamento de dardo. Foto:  @raissarochamachado Foram ao todo 253 convocados, maior delegação brasileira para uma edição dos Jogos fora do Brasil. O número só é superado pela participação nos Jogos Rio 2016, já que o Brasil garantiu vagas em todas as modalidades por ser país sede e contou 286 atletas no total. Os Jogos de Tokyo 2020, ser