Pular para o conteúdo principal

Sujeira em terrenos e avenidas do Morumbi gera reclamações

Moradores do bairro Morumbi reclamam de sujeira, mato alto e mau cheiro em terrenos abandonados. De acordo com o estudante Fernando Silva Viegas, a Prefeitura se esqueceu do bairro, além de muita sujeira em terrenos, os canteiros centrais, ilhas e praças também estão em péssimas condições. O mato alto tomou conta destes locais.

“O Morumbi não está em boas condições, é possível perceber em vários cantos que a PMU abandonou o bairro, que está completamente sujo e cheio de mato alto. Além dos terrenos, nas avenidas a situação é a mesma. A capina não é feita há muito tempo e, por conta do mato, está difícil a circulação de pedestres. Sempre paguei meus impostos em dia, mas os moradores não recebem em troca. Pelo menos no meu bairro, o dinheiro que repassamos à Prefeitura não está sendo bem aplicado”, explica Fernando, ressaltando que são serviços simples, apenas uma limpeza.

A dona de casa Valesca Fernanda de Oliveira, que mora próximo a um terreno abandonado, conta que os próprios moradores têm de fazer a limpeza, pois já faz meses que a Prefeitura não está fazendo o dever de casa. “Há alguns meses meu marido pagou a quantia de R$50 para que fosse feita a limpeza em alguns locais, mas entendo que este é um serviço da PMU que não está sendo feito. Na verdade. o trabalho somente é realizado quando o prefeito vem ao bairro para algum evento. Quando, por exemplo, foi inaugurada a Unidade Básica de Saúde, quando as ruas estavam todas limpas, nos canteiros centrais e praças não havia mato”, revela Valesca.

Além disso, a dona de casa ressalta ainda que a sujeira do terreno que fica perto da casa dela na maioria das vezes é jogada por moradores de outros bairros. “Se fossem moradores do Morumbi, com certeza o local já não estava mais sujo, pois com certeza iríamos reclamar e exigir que não jogassem lixo em local inadequado. E vale lembrar também do mau cheiro, porque é comum encontrar animais mortos nesse terreno. O cheiro é terrível”, explica.

Já outro morador, o aposentando Osvaldo Orias, conta que já sugeriu que a Prefeitura colocasse placas indicando que é proibido jogar lixo no local, entretanto, este é um trabalho que não basta ser feito somente pelo Executivo, a comunidade também deve ajudar.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FIQUE LIGADO NA AGENDA CULTURAL

Confira as principais lives e eventos dessa semana em Uberaba. Tentaremos manter a lista o mais atualizada possível, adicionando novos eventos à medida que eles forem sendo confirmados.
29 DE SETEMBRO(TERÇA-FEIRA)
youtube.com/culturauberaba
- Carlos Giovanny - 19h30 - Choperia Colorado

30 DE SETEMBRO(QUARTA-FEIRA)
youtube.com/culturauberaba

 01 DE SETEMBRO(QUINTA-FEIRA)
youtube.com/culturauberaba
- Lemes & Petrucci - 19h - Choperia Colorado
- Projeto ao Cubo - 20h - Choperia Arquimedes 
- Thais Fraga & Elias Jr. - 21h - Cuba Jazz Club
02 DE SETEMBRO(SEXTA-FEIRA)
- Hamid Mauad - 19h - Choperia Colorado
- Funk & Soul das Gringas (Playlist) - 19h - Laboratório 96
- Denilson & Tiago - 19h - Recanto da Praça 
- Emerson Dibadá - 20h - Bão de Prosa Buteco
- Pfizer Trio - 20h - Choperia Arquimedes
- Charles Jr. - 20h - Soho Pub
- Igor e Caio - 21h - Getúlio Choperia 
- Roggs - 21h - Cuba Jazz Club
03 DE SETEMBRO(SÁBADO)

- Denilson & Tiago - 18h - Choperia Colorado
- Laboratoriando (Playlist) - …

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - ANDDRE MAFRA

Por: André Montandon Apresentando uma estética que une reflexões pessoais com loops de voz, violão, guitarra, batidas eletrônicas e efeitos, Anddre Mafra transita entre o indie-folk e o experimental de forma intimista em seu formato solo de "one man band".
Trazendo à tona suas vivências e consequências existenciais, o músico, cantor e compositor cria uma atmosfera particular: a imersão em uma sensibilidade latente. 
Em 2019 lançou o pri­meiro trabalho autoral, o EP ‘’Vou Dizer Que Sou Fe­liz (VDSF)’’, produzido por Marcos Paulo Guimarães.
Em agosto deste ano, apresentou o EP “Octopios”. Primeiro em que além das melodias e letras, todo processo de produção foi realizado pelo própria artista. O trabalho conta com a distribuição da Tratore e está disponível nas principais plataformas digitais. Conferir a seguir, a nossa entrevista com esse grande artista:- Como foi o processo de produção e escolha do nome do novo EP?Anddre Mafra - O EP inteiro foi gravado e produzido por mim dura…