Pular para o conteúdo principal

Sujeira em terrenos e avenidas do Morumbi gera reclamações

Moradores do bairro Morumbi reclamam de sujeira, mato alto e mau cheiro em terrenos abandonados. De acordo com o estudante Fernando Silva Viegas, a Prefeitura se esqueceu do bairro, além de muita sujeira em terrenos, os canteiros centrais, ilhas e praças também estão em péssimas condições. O mato alto tomou conta destes locais.

“O Morumbi não está em boas condições, é possível perceber em vários cantos que a PMU abandonou o bairro, que está completamente sujo e cheio de mato alto. Além dos terrenos, nas avenidas a situação é a mesma. A capina não é feita há muito tempo e, por conta do mato, está difícil a circulação de pedestres. Sempre paguei meus impostos em dia, mas os moradores não recebem em troca. Pelo menos no meu bairro, o dinheiro que repassamos à Prefeitura não está sendo bem aplicado”, explica Fernando, ressaltando que são serviços simples, apenas uma limpeza.

A dona de casa Valesca Fernanda de Oliveira, que mora próximo a um terreno abandonado, conta que os próprios moradores têm de fazer a limpeza, pois já faz meses que a Prefeitura não está fazendo o dever de casa. “Há alguns meses meu marido pagou a quantia de R$50 para que fosse feita a limpeza em alguns locais, mas entendo que este é um serviço da PMU que não está sendo feito. Na verdade. o trabalho somente é realizado quando o prefeito vem ao bairro para algum evento. Quando, por exemplo, foi inaugurada a Unidade Básica de Saúde, quando as ruas estavam todas limpas, nos canteiros centrais e praças não havia mato”, revela Valesca.

Além disso, a dona de casa ressalta ainda que a sujeira do terreno que fica perto da casa dela na maioria das vezes é jogada por moradores de outros bairros. “Se fossem moradores do Morumbi, com certeza o local já não estava mais sujo, pois com certeza iríamos reclamar e exigir que não jogassem lixo em local inadequado. E vale lembrar também do mau cheiro, porque é comum encontrar animais mortos nesse terreno. O cheiro é terrível”, explica.

Já outro morador, o aposentando Osvaldo Orias, conta que já sugeriu que a Prefeitura colocasse placas indicando que é proibido jogar lixo no local, entretanto, este é um trabalho que não basta ser feito somente pelo Executivo, a comunidade também deve ajudar.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - YSAAC & K.OLIVER

  Por: André Montandon Parceiros de longa data, Ysaac e K.Oliver seguem como eles mesmos dizem: "contrariando as estatísticas". Com muita luta, força, foco e fé, a dupla desenvolve o seu trabalho. E podemos dizer que já são referências em Uberaba e região. Além da carreira solo, eles participam de outros projetos ao lado de feras da cena local, com a Família BMX. Sempre em constante movimento, eles lançaram no mês de maio, o álbum que carrega em seu título o lema da dupla  "Contrariando as Estatísticas", produzido e gravado em São Paulo, conta com vídeo clipe em todas as faixas. Aproveitando o lançamento, batemos um papo com eles. Confira a seguir: - Para começar a nossa entrevista, gostaríamos de saber um pouco mais sobre o processo de produção/gravação do novo álbum? Ysaac/K.Oliver -  Salve família. Máximo Respeito. O processo de produção e gravação do nosso álbum ele veio com muita luta e muita história porque algumas músicas deste álbum duas ou três músicas eu

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - MENINO MESTIÇO

Por: André Montandon e Verônica Furtado Natural de Uberaba, Guilherme de Oliveira Junior, mais conhecido como Menino Mestiço é tido como uma dos grandes letristas da região. Escrevendo desde 2007, suas letras fomentam reflexão, constroem diálogos e empodera aqueles que são invisibilizados pela sociedade. Atuante na cultura Hip-Hop desde 2011 através das batalhas de MCs, em 2015 conseguiu de forma independente distribuir sua primeira mixtape "Abençoado Seja o Que Acredita em Si Mesmo" , contendo as canções "Cantiga de Roda", "Queijo Minas" e "Negro Não Nego" música que ficou em terceiro lugar no Festival de Música autoral de Uberaba. No ano seguinte, se consolida como promessa na região com sua segunda mixtape "Abençoado Seja o Que Acredita e Vai à Luta" , com destaques para os sons "Sem Sinal de Vida", "Anos 2000" e "Gatilho da Revolução. O artista também é responsável por inúmeras atividades como apres