Pular para o conteúdo principal

Estacionamentos podem ser extintos na Leopoldino

Com a construção das subestações de transporte coletivo, o estacionamento da avenida Leopoldino de Oliveira pode ser extinto. Os moradores e comerciantes da região questionam a mudança. Segundo o secretário de Planejamento, Karim Abud Mauad, a prefeitura avalia métodos para não prejudicar os moradores. Os técnicos da Secretaria de Planejamento (Seplan) vão realizar na semana que vem estudos de impactos, a partir da construção das subestações, bem como dos terminais.

A implantação do projeto de Mobilidade Urbana está provocando algumas mudanças no trânsito. Com a construção dos terminais de ônibus e também das subestações será necessário criar uma faixa na avenida Leopoldino de Oliveira para a circulação dos ônibus. Com isso, está sendo avaliada a possibilidade de retirar o estacionamento na avenida. “O projeto vai requerer uma pista preferencial, mas não exclusiva para os ônibus, portanto vão sobrar duas pistas de rodagem para os demais veículos. Uma das soluções será criar bolsões de estacionamento, ainda não batemos o martelo nesta decisão, pois vamos aproveitar o projeto Água Viva, que terá obras próximas aos locais que serão as subestações, para fazer um teste”, explica.
Segundo o secretário, para a construção dos bolsões, a prefeitura está em busca de parceiros e vale lembrar que em alguns pontos da avenida já é possível perceber que não existe estacionamento, principalmente no centro da cidade. “Vamos testar esta ideia a partir das obras do Água Viva. Isso não quer dizer que vai eliminar 100% do estacionamento, pois existem trechos da avenida que são largos, que não terão mudanças, mas existem pontos estreitos em que a medida terá de ser adotada, como próximo ao calçadão da rua Arthur Machado”, explica Karim.

Na semana que vem os técnicos da secretaria devem realizar uma inspeção de campo nos trechos da mobilidade urbana, para ver o resultado das medidas que serão implantadas. “Não posso dizer que vamos acabar com todo o estacionamento, mas que preferencialmente pretendemos diminuir o número de vagas, isso é certeza. Vale ressaltar também que estamos levando em consideração as condições de acesso para os moradores. Além disso, têm alguns pontos que podemos deixar como carga e descarga e acesso a pedestres”, explica o secretário, ressaltando que as obras devem começar no final do mês de junho.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - MÁRCIO ANDRÉAS

Por: André Montandon
Com 20 anos de carreira, o músico e compositor uberabense Marcio Andréas, lançou em 2016 o seu primeiro trabalho solo "Cada um na sua galáxia". Foi vocalista dos Baltazares, banda de rock bastante conhecida no circuito independente de Minas Gerais. Em seu novo projeto lançado no final de 2019, intitulado de "O Jardim", o músico apresenta um som bastante original, com mais maturidade. As canções passeiam pelo rock, folk e mpb, mas tudo em perfeita sintonia mostrando uma profunda evolução alcançada em todos esses anos de estrada.
Com uma agenda bastante movimentada o músico se apresenta em vários formatos: shows mais intimistas, pocket shows, ou acompanhado de uma banda extremamente competente que vem arrancando elogios por onde passa, sendo considerado uma grande promessa da nova música mineira. Em seu currículo, o músico ostenta apresentações ao lado de grandes nomes do cenário nacional como: Pato Fu, Biquini Cavadão, Tico santa Cruz, Raimundos…

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - MARCELO JENECI

Por: André Montandon 
Desembarga em Uberaba nesse sábado (19), um dos grandes nomes da nova música popular brasileira para uma apresentação especial no Laboratório 96. Pela primeira vez na cidade, Marcelo Jeneci, chega com a turnê de lançamento do seu terceiro álbum, Guaia, onde o artista volta as suas origens ao homenagear Guaianases, zona leste de São Paulo, bairro em que nasceu. Além de trazer experimentos musicais que se juntam à famosa sanfona do cantor e compositor, em uma mescla de acústicos, sintéticos e regionais que resgatam a trajetória de Jeneci ao longo de sua formação musical.

Aproveitamos essa ilustre visita, para bater um papo exclusivo com esse grande artista. Confira 😉
- Conte-nos um pouco sobre o seu novo álbum, Guaia, que remete as suas origens, e que contou com grandes participações?

Marcelo Jeneci - Guaia, porque sou de guaianases, da zona leste de São Paulo. Porque eu cresci na escola pública, "Viva os professores!". Tendo uma família em que minha mãe m…