Pular para o conteúdo principal

Pelotão de Trânsito realiza blitze para combater crimes na Univerde

Assim como em outros pontos da cidade, tornaram-se rotina as operações desenvolvidas pela Polícia Militar na Univerdecidade. Ontem, quatro equipes foram espalhadas pela região, a partir das 13h, com o objetivo de abordar condutores de motocicletas e carros, durante a Operação Blitz.

O coordenador do Pelotão de Trânsito, sargento Roberto, explicou que o trabalho pretende coibir a prática de crimes de trânsito na Univerde, principalmente a direção perigosa. Ele lembra que muitos condutores se aproveitam do fato de ser um lugar mais isolado para empinar motos, fazer outras manobras perigosas e até mesmo se envolverem em disputas de corridas na via pública, os chamados “rachas”.

Além de ser crime, o sargento destaca que tais atitudes colocam em risco tanto as vidas dos próprios condutores como, também, de outros usuários. Ele ressalta, que é comum a aglomeração de pessoas na Univerde, independente de ter algum evento, como um campeonato de som ocorrido há alguns dias. 

O policial também lembrou que aquela é uma importante área de acesso a cidade, tanto para quem chega pela rodovia BR-050, ou mesmo quem tem propriedades na região, e que usam aquele itinerário. Até o fechamento desta edição, o Pelotão de Trânsito ainda não havia concluído os trabalhos, previstos para terminarem às 21 horas. O balanço da blitz será divulgado hoje.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

BATE-PAPO COM O TENISTA JOÃO MENEZES

Por: André Montandon


Com apenas 22 anos, João Menezes já é um dos principais nomes do tênis brasileiro. Vivendo o seu melhor momento na carreira, o uberabense ocupa atualmente a 210º posição no ranking mundial da ATP (Associação de Tenistas Profissionais), sendo o terceiro melhor brasileiro. Apaixonado pelo esporte, o atleta contou com a influência e o apoio da família no desenvolvimento no tênis. Agora com a conquista da medalha de ouro nos Jogos Pan-americanos, busca alcançar grandes títulos e chegar forte nas Olimpíadas de Tokio 2020.
Mas nem sempre foi assim. João passou por momentos difíceis nessa trajetória, pensando até em abandonar o esporte devido a resultados que não vinham e principalmente, pelas três cirurgias no joelho esquerdo e uma lesão na coluna. Mas, pelo apoio do pai, seu grande incentivador, ele retomou os treinamentos em busca dos seus sonhos. 
Confira o nosso bate-papo com esse grande atleta uberabense:
- João, quando começou o seu interesse pelo tênis; os primeir…

FIQUE LIGADO NA AGENDA CULTURAL