Pular para o conteúdo principal

Elefante segue sem vitórias no Mineiro

Desde o começo, o Nacional sabia que a batalha, no Norte de Minas, não seria fácil. Embalado, o Montes Claros F.C., líder da Chave B, chegou à terceira vitória, enquanto o time alvinegro sofreu a segunda derrota no Módulo II do Campeonato Mineiro.

Os gols de Vinícius, Rafael Bill e Peu fizeram justiça à superioridade do Montes Claros e à mais uma fraca atuação do Elefante, que resultou na derrota por 3 x 0.

O clube tricolor tem 100% de aproveitamento e nove pontos. O Nacional é o lanterna, com apenas 1 ponto.

Na 4ª rodada, o Naça recebe o Araxá, quarta-feira (12), às 20h, no Uberabão.
 
A crônica do jogo
Quando a bola rolou, o Nacional tentou colocar o time para cima do adversário. Pedro Paulo ameaçou, mas a zaga do Montes Claros tirou. No escanteio cobrado por Lineker, Arthur cabeceou e, novamente, a defesa do Bicho desviou.

Foi aí que Fernando Pompeu apareceu e fez a diferença no primeiro tempo. Em quatro ataques, liderados por Rômulo, Vinícius e Rafael Filipe, o arqueiro evitou que os donos da casa saíssem à frente no marcador.

Enquanto o Montes Claros garantia a posse de bola, o Naça tinha poucas oportunidades nas bolas paradas. Lineker sofreu falta próximo à grande área e cobrou rente à trave do goleiro Thiago. Em outra falta, Lineker desperdiçou a cobrança.

Luiz Antônio trabalhou bola pelo meio, mas sofreu falta de Vinícius. Logo depois, o atacante se redimiu. No escanteio de Fayllon, a zaga parou e viu Vinícius desviar de cabeça para o fundo das redes, abrindo o placar para os mandantes.

No retorno do intervalo, Jordan de Freitas, técnico do Nacional, sacou Saulo para a entrada de Delsinho.

O Elefante chegou com perigo quando Arthur tentou armar a jogada e foi derrubado por Rafael Filipe.

Com quatro amarelados, o time alvinegro ficou em desvantagem também no gramado. Aos 9 minutos, Éder foi expulso pela falta cometida em Fayllon.
 
Didi, técnico do Montes Claros, tirou o também amarelado Rafael Filipe e colocou o meia, Peu, em campo. Com um a mais, o Bicho aproveitou para ampliar. Rafael Bill carregou, deixou o marcador para trás e tocou no canto esquerdo do goleiro Fernando.

Jordan de Freitas apostou nas substituições para diminuir a vantagem do MOC. Pedro Paulo saiu para a entrada de Obina e Luiz Antônio deixou o gramado para dar lugar ao meia Giácomo.

A pequena torcida do time local, presente no estádio José Maria Melo, gritava olé, enquanto a equipe alvinegra não encontrava forças para reagir. Peterson lançou Giácomo, mas Anderson evitou a continuação da jogada.

Cobrança de escanteio para o Montes Claros, Fernando Pompéu viu a bola sair devagar pela linha de fundo. Léo Baiano ainda chutou forte. A bola tocou o travessão e saiu. Por fim, Índio partiu sozinho, pela direita, e achou Peu na área, que chutou para definir o placar.

Time - O Naça atuou com: Fernando Pompéu; Peterson, Levi, Wallacy, Éder; Arthur, Luiz Antônio (Giacómo), Lineker, Rafinha; Saulo (Delsinho) e Pedro Paulo (Obina). Técnico: Jordan de Freitas
 
Veja a Tabela Atualizada do Campeonato Mineiro Modulo II
 
 

 
 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - YSAAC & K.OLIVER

  Por: André Montandon Parceiros de longa data, Ysaac e K.Oliver seguem como eles mesmos dizem: "contrariando as estatísticas". Com muita luta, força, foco e fé, a dupla desenvolve o seu trabalho. E podemos dizer que já são referências em Uberaba e região. Além da carreira solo, eles participam de outros projetos ao lado de feras da cena local, com a Família BMX. Sempre em constante movimento, eles lançaram no mês de maio, o álbum que carrega em seu título o lema da dupla  "Contrariando as Estatísticas", produzido e gravado em São Paulo, conta com vídeo clipe em todas as faixas. Aproveitando o lançamento, batemos um papo com eles. Confira a seguir: - Para começar a nossa entrevista, gostaríamos de saber um pouco mais sobre o processo de produção/gravação do novo álbum? Ysaac/K.Oliver -  Salve família. Máximo Respeito. O processo de produção e gravação do nosso álbum ele veio com muita luta e muita história porque algumas músicas deste álbum duas ou três músicas eu

BATE-PAPO COM JOÃO CARLOS NOGUEIRA

Por: André Montandon João Carlos Paranhos Nogueira  é um dos grandes nomes do esporte uberabense. Seu currículo é inspirador, abrange prêmios de destaque do ano, participações e títulos em importantes competições do país. Fera na natação, no triatlo e na maratona aquática, João começou a praticar esporte bem cedo, aos seis anos de idade.  Nas piscinas, são vários pódios, destaque para os títulos no Circuito Brasil e Circuito Paraolímpico. Em 2011, iniciou no Paratriathlon, também conseguindo bons resultados, como a Copa Brasil de 2018. Em 2014, começou na maratona aquática, com diversos títulos na categoria PCD  e sempre estando entre os melhores também contra nadadores sem deficiência, na categoria master. Medalhas em eventos importantes como no Desafio Aquaman, no Circuito de Maratona Aquática do Estado de São Paulo, na Travessia dos Fortes e o Circuito Rei e Rainha do Mar. No ano passado, mais um feito marcante em sua carreira, foi campeão na 52ª edição da Maratona Aquátic