Pular para o conteúdo principal

Uberaba Sport Clube não vai participar da Taça Minas

A Taça Minas Gerais começa no dia 18 de setembro. Desta vez, a competição organizada pela Federação Mineira de Futebol (FMF) não conta com o Uberaba Sport Club. Por problemas financeiros, o tricampeão do torneio abriu mão de tentar o quarto título e uma vaga na Copa do Brasil do ano que vem.

Neste ano vão participar da Taça Minas seis equipes. São elas: Boa Esporte (Varginha), Nacional (Nova Serrana), Guarani (Divinópolis), Villa Nova (Nova Lima), Ipatinga e Itaúna. 

Na primeira fase, as equipes se enfrentarão em turno e returno. Os quatro primeiros colocados avançam para as semifinais, que será realizada em jogos de ida e volta. Os vencedores dos confrontos disputarão o título. 

 A ausência do USC deixou o presidente da FMF, Paulo Schettino, surpreso. “Há quatro temporadas o Uberaba disputa quase todos os campeonatos do ano. Como eles queriam a vaga na Série D, contávamos com o Uberaba Sport na Taça Minas. Mas lamentamos muito, porque este time é uma força do interior mineiro. É o atual bicampeão e esperamos para o ano que vem que ele volte a participar com brilhantismo”, disse o presidente.

Segundo Schettino, a falta de planejamento dos diretores dos clubes do interior é a grande culpada pelo pequeno número de participantes na Taça Minas. “Os times ficam de fora por falta de estrutura e planejamento. Eles precisam de dirigentes qualificados, que consigam planejar. O futebol é muito caro e boa parte dos clubes faz contrato só para uma competição e depois encontra dificuldades para manter o elenco no restante do ano”, finalizou o presidente.




Ainda bem , por o ano que vem o Naça vem com  força total............  


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FIQUE LIGADO NA AGENDA CULTURAL

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - ERVA MATT

Por: André Montandon

Uma das mais tradicionais bandas de rock independente de Uberaba, iniciou suas atividades em 1996, tendo como influência os grandes nomes do rock dos anos 80, além do fortalecimento da cena nacional.
Após 10 anos de estrada e mesmo com o grande sucesso da musica "Romeu e Julieta", decidiram "dar um tempo" na carreira após algumas frustrações.

Mas o amor pela musica falo mais alto e em 2015 eles voltaram com toda energia, com Fábio Parré na guitarra, Giovanni Dumdum na batera, Rogério Possati no baixo e Well Nandes nos vocais. Lançaram em 2017 o vídeo clipe de "Romeu e Julieta"; Esse ano,  o segundo EP em formato digital com o selo da Tratore e o vídeo clipe da musica "E vem".

Batemos um papo com baixista Rogério Possati que nos contou um pouco mais dessa história e muito mais!! Confiram:

- Do inicio em 1996 pra cá, muita coisa rolou não só com a banda, mas com a cena musical. Conte-nos um pouco da trajetória da banda? 
Rogéri…