Pular para o conteúdo principal

BRASIL E ARGENTINA REALIZAM JOGO INCRÍVEL


Uma apresentação de ALTO NÍVEL!! Podemos assim, define o duelo travado hoje entre brasileiras e argentinas no Sul-Americano de Vôlei. 

As visitantes começaram arrasadoras, abrindo 4 pontos de frente (5-1) obrigando profº Haírton Cabral a solicitar o seu primeiro tempo técnico. Mesmo com a parada, o jogo continuou favorável para as hermanas, devido os erros de saque e ataques do Brasil que não conseguiam encostar no placar. Foi aí, que a Lorrayna, entrou em cena com os seus cortes potentes, para diminuir a diferença em 2 pontos, animando a equipe e levantando a torcida. E com essa energia, Beatriz, virou a partida em 19 a 17 e a seleção chegou a vitória por 25 a 22.

Foto: Equipe zebunarede.com
No 2ª set, a seleção brasileira entrou com outra postura, e abriu 8 pontos logo de cara (09-01) e manteve o equilíbrio para fechar em 25 a 14.

O inicio do terceiro set foi equilibrado, o Brasil até tentou distanciar, mas a argentina estava disposta a vender caro esse jogo, chegando a diminuir a diferença para 1 ponto (15-14), e logo em seguida virar a partida e fechar o set em 23 a 25. (Primeira equipe a conquistar um set sobre o Brasil nessa edição).

As duas equipes voltaram voando para o ultimo set, com belos lances e rallys. O Brasil conseguiu abrir uma distância de 7 pontos (12-5). Mas, em seguida, houve um "apagão" na equipe, provocando uma reação adversaria (17-14). E para reacender o time, o técnico Hairton pediu tempo, e "pagando geral". O puxão de orelha funcionou, e as meninas voltaram para decidir a partida em 3 sets a 1 parciais (25/22, 25/14, 23/25 e 25-20).

Na ultima e decisiva rodada, a Argentina encara o Uruguai às 10h e o Brasil fecha o torneio contra o poderoso Perú às 12h. Não perca.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - SUPLA

Por: André Montandon e Verônica Sousa



EDUARDO? SUPLA? PAPITO? CHAMPS!

Com mais de 1.800 shows, 190 músicas, 48 clipes, 17 discos em seus 30 anos de carreira. Eduardo Smith de Vasconcelos Suplicy, iniciou aos 14 anos de idade tocando bateria na banda Os Impossíveis. Mais tarde, entrou para a banda Metrópolis, mas logo foi convidado para ser o vocalista da banda Tokyo - onde teve grande destaque no cenário nacional. 
Em 2009 Supla e seu irmão João, decidiram formar o Brothers Of Brazil, com o qual ganharam destaque internacional e realizaram só entre o Reino Unido e os EUA mais de 250 shows. De volta a carreira solo em 2016, o artista lançou esse ano o álbum bilíngue, "Illegal". E Uberaba, teve a oportunidade de conferir um pouco desse novo trabalho, no show realizado no dia 18 de maio na Casa de Giulietta, onde Supla foi acompanhado pela banda Dillinger. Aproveitamos essa visita para bater um papo com esse ícone do rock nacional. Confira:
- Como foi o processo de criação do seu …

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - MENINO MESTIÇO

Por: André Montandon e Verônica Sousa

Natural de Uberaba, Guilherme de Oliveira Junior, mais conhecido como Menino Mestiço é tido como uma dos grandes letristas da região. Escrevendo desde 2007, suas letras fomentam reflexão, constroem diálogos e empodera aqueles que são invisibilizados pela sociedade. Atuante na cultura Hip-Hop desde 2011 através das batalhas de MCs, em 2015 conseguiu de forma independente distribuir sua primeira mixtape "Abençoado Seja o Que Acredita em Si Mesmo", contendo as canções "Cantiga de Roda", "Queijo Minas" e "Negro Não Nego" música que ficou em terceiro lugar no Festival de Música autoral de Uberaba. No ano seguinte, se consolida como promessa na região com sua segunda mixtape "Abençoado Seja o Que Acredita e Vai à Luta", com destaques para os sons "Sem Sinal de Vida", "Anos 2000" e "Gatilho da Revolução. O artista também é responsável por inúmeras atividades como apresentações par…