Pular para o conteúdo principal

QUANTIDADE REFLETE QUALIDADE? - POR O BRASILEIRO


Em meio as discussões em torno da votação/aprovação do aumento do número de vereadores no município de Uberaba, de 14 para 21 representantes, dividiu a opinião da população. De um lado, os defensores (especialmente os vereadores, é claro) argumentavam que a mudança trará maior representatividade à população uberabense, sem que haja aumento nos gastos públicos. Do outro lado, os opositores alegam que a decisão dos vereadores se dá em momento extremamente inoportuno e uma oneração aos cofres públicos em virtude do grande número de “indicados” que cada vereador costuma distribuir pelos órgãos municipais. Outro ponto apresentado a medida, é que ela só acontece porque os atuais vereadores tem receio de não conseguirem se reeleger face o descrédito da classe com a população. Manifestações e abaixo assinado foram realizado, mas nada disso foi suficiente para sensibilizar os vereadores.

Plenário da Câmara de vereadores. Foto: Reprodução internet 
Legalmente falando, não há nada de errado, o numero poderia ser ainda maior - chegando a 23 vereadores, devido ao numero de habitantes da cidade. Outra coisa, o repasse para manutenção da Câmara, chamado duodécimo, permanece o mesmo, de 5% da receita do município. Vale ressaltar ainda, que foi aprovado a redução da verba destinada para manutenção dos gabinetes (recurso utilizado para nomeação dos assessores). 

Mas afinal, teremos uma maior representatividade??

Vejamos:

Se nas próximas eleições forem escolhidos 21 bons representantes, a alteração foi positiva. Mas se, os escolhidos no pleito são péssimos representantes, então não valerá a pena. 

Isso só depende de nós. 
A nossa arma é o voto. 
Devemos deposita-lo com consciência.

Ass. O Brasileiro.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

UMA BREVE HISTÓRIA DE UBERABA

O povoamento da região de Uberaba teve início, no final do século XVIII, com sesmarias concedidas pela Capitania de Goiás, entre elas, a Fazenda das Toldas, ainda existente, concedida a Tristão de Castro Guimarães, e as Fazendas Santo Inácio, Ponte Alta e Bebedouro, concedidas, em 1799, ao Tenente Joaquim da Silva e Oliveira, irmão do Sargento-Mor Antônio Eustáquio da Silva e Oliveira, todas estas fazendas situadas ao sul da atual Uberaba.

O povoado de Uberaba, foi fundada, em 1809, pelo sargento-mor comandante da Companhia de Ordenanças do Distrito do Julgado do Desemboque da Capitania de Goiás, Antônio Eustáquio da Silva e Oliveira.
A primeira casa de Uberaba, construída pelo Sargento-Mor Antônio Eustáquio, localizava-se na atual esquina da Praça Rui Barbosa com a Rua Artur Machado, do lado esquerdo de quem desce a rua Artur Machado.

Uberaba surgiu pela migração de familias que deixaram as já esgotadas regiões produtoras de ouro, porém fracas para agricultura, da Capitania d…

70 ANOS DA ESCOLA ESTADUAL MINAS GERAIS

Fundada em 1944, a Escola Estadual Minas Gerais é uma das instituições de ensino mais tradicionais de Uberaba e completa esse mês 70 anos. Uma série de ações serão desenvolvidas dentro e fora da instituição no intuito de apresentar para a comunidade uberabense toda a sua história.
Estão sendo realizadas diversas ações como, postagem de fotos antigas de alunos e funcionários na tentativa de descobrir que são os personagens de grande história. Entrevistas com ex-alunos, elaboração de um jornal contato a trajetória do minas, a construção de uma capsula do tempo que será aberta daqui à 10 anos, entre outras.
Um destaque especial para criatividade dos grafiteiros que deram vida aos muros externo do colégio. Demonstrando a importante da intervenção artística de grafiteiros na vida urbana. 


O prédio foi construído em 1929 e até hoje mantém as mesmas características. Foi nele que funcionou o primeiro quartel militar da cidade. E desde de 2013, o Conselho de Patrimônio Histórico e Artístico d…