Pular para o conteúdo principal

QUANTIDADE REFLETE QUALIDADE? - POR O BRASILEIRO


Em meio as discussões em torno da votação/aprovação do aumento do número de vereadores no município de Uberaba, de 14 para 21 representantes, dividiu a opinião da população. De um lado, os defensores (especialmente os vereadores, é claro) argumentavam que a mudança trará maior representatividade à população uberabense, sem que haja aumento nos gastos públicos. Do outro lado, os opositores alegam que a decisão dos vereadores se dá em momento extremamente inoportuno e uma oneração aos cofres públicos em virtude do grande número de “indicados” que cada vereador costuma distribuir pelos órgãos municipais. Outro ponto apresentado a medida, é que ela só acontece porque os atuais vereadores tem receio de não conseguirem se reeleger face o descrédito da classe com a população. Manifestações e abaixo assinado foram realizado, mas nada disso foi suficiente para sensibilizar os vereadores.

Plenário da Câmara de vereadores. Foto: Reprodução internet 
Legalmente falando, não há nada de errado, o numero poderia ser ainda maior - chegando a 23 vereadores, devido ao numero de habitantes da cidade. Outra coisa, o repasse para manutenção da Câmara, chamado duodécimo, permanece o mesmo, de 5% da receita do município. Vale ressaltar ainda, que foi aprovado a redução da verba destinada para manutenção dos gabinetes (recurso utilizado para nomeação dos assessores). 

Mas afinal, teremos uma maior representatividade??

Vejamos:

Se nas próximas eleições forem escolhidos 21 bons representantes, a alteração foi positiva. Mas se, os escolhidos no pleito são péssimos representantes, então não valerá a pena. 

Isso só depende de nós. 
A nossa arma é o voto. 
Devemos deposita-lo com consciência.

Ass. O Brasileiro.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FIQUE LIGADO NA AGENDA CULTURAL

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - ERVA MATT

Por: André Montandon

Uma das mais tradicionais bandas de rock independente de Uberaba, iniciou suas atividades em 1996, tendo como influência os grandes nomes do rock dos anos 80, além do fortalecimento da cena nacional.
Após 10 anos de estrada e mesmo com o grande sucesso da musica "Romeu e Julieta", decidiram "dar um tempo" na carreira após algumas frustrações.

Mas o amor pela musica falo mais alto e em 2015 eles voltaram com toda energia, com Fábio Parré na guitarra, Giovanni Dumdum na batera, Rogério Possati no baixo e Well Nandes nos vocais. Lançaram em 2017 o vídeo clipe de "Romeu e Julieta"; Esse ano,  o segundo EP em formato digital com o selo da Tratore e o vídeo clipe da musica "E vem".

Batemos um papo com baixista Rogério Possati que nos contou um pouco mais dessa história e muito mais!! Confiram:

- Do inicio em 1996 pra cá, muita coisa rolou não só com a banda, mas com a cena musical. Conte-nos um pouco da trajetória da banda? 
Rogéri…