quarta-feira, 8 de abril de 2015

ESTAÇÕES DO BRT SÃO ALVOS DE VANDALISMO


Desde a inauguração em janeiro, 40 vidros das estações tubo já foram trocados após terem sido trincados ou quebrados. Cada vidro custa R$500, ou seja, um prejuízo de R$20 mil. Na semana passada, um homem furtou nove câmeras de videomonitoramento, das quais duas foram recuperadas e o homem foi identificado e detido. Outra ação registrada é a entrada sem pagar através da passagem pelas catracas de saída, forçando as portas por onde descem e embarcam os passageiros ou pela porta de acesso dos cadeirantes.

O superintendente de transporte coletivo da Prefeitura, Claudinei Nunes, afirmou que vários flagrantes foram registrados e o prejuízo total é imensurável. Segundo ele, infratores foram identificados, sendo em maioria adolescentes ou jovens.

Para solucionar esse problema, duas medidas em fase de teste são: a mudança das catracas e a implantação de travas nas portas. Os protótipos foram instalados na estação 2, nessa terça-feira. Segundo o gerente de tecnologia da Transube, Elton Ramos, o equipamento será testado e, se funcionar, todas as catracas serão trocadas.

Foto: Reprodução internet
O famoso "jeitinho brasileiro", que para muitos, é considerado uma forma de esperteza ou vantagem, nada mais é que um ato de CORRUPÇÃO. Os infratores não raciocinam que essa atitude provoca prejuízos a todos, infratores ou não, que pagaram mais impostos para suprir esses prejuízos. 
E depois querem reclamam do sistema. Ahhhh, vá plantar batata!


Nenhum comentário:

Postar um comentário