Pular para o conteúdo principal

QUANTO VALE A ÁGUA?


A água é um recurso natural imprescindível para a existência dos seres vivos, como o homem que tem cerca de 70 a 75% de água em sua estrutura corporal. Levando em consideração a essa necessidade, o homem possui um atenção toda especial a essa substância vital?

Nem sempre. E algumas atitudes, como a poluição e o uso inadequado, são exemplos da nossa preocupação. A falta de respeito consigo e com o próximo, demostra o espirito destruidor do homem, explora seus recurso naturais ao limite sem pensar no amanhã, no próximo, nos outros seres vivos habitantes desse planeta. 

É fato meus amigos, que o planeta como organismo vivo sofre alterações, mudanças climáticas, que colaboram para que esse ou aquele ano seja mais seco, mais chuvoso, mas o homem com as suas habilidades e com o auxilio da tecnologia pode desenvolver mecanismo de preservação e prevenção dessas catástrofes naturais. 

Admito que sou conivente com esse cenário que estamos vivendo. Que só agora, com a falta da ÁGUA em Uberaba, percebo que preciso mudar alguns dos meus hábitos. Contribuindo assim, com o Planeta.



FAÇA A SUA PARTE. USE CONSCIENTE.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - MENINO MESTIÇO

Por: André Montandon e Verônica Furtado

Natural de Uberaba, Guilherme de Oliveira Junior, mais conhecido como Menino Mestiço é tido como uma dos grandes letristas da região. Escrevendo desde 2007, suas letras fomentam reflexão, constroem diálogos e empodera aqueles que são invisibilizados pela sociedade. Atuante na cultura Hip-Hop desde 2011 através das batalhas de MCs, em 2015 conseguiu de forma independente distribuir sua primeira mixtape "Abençoado Seja o Que Acredita em Si Mesmo", contendo as canções "Cantiga de Roda", "Queijo Minas" e "Negro Não Nego" música que ficou em terceiro lugar no Festival de Música autoral de Uberaba. No ano seguinte, se consolida como promessa na região com sua segunda mixtape "Abençoado Seja o Que Acredita e Vai à Luta", com destaques para os sons "Sem Sinal de Vida", "Anos 2000" e "Gatilho da Revolução. O artista também é responsável por inúmeras atividades como apresentações p…

FIQUE LIGADO NA AGENDA CULTURAL