Pular para o conteúdo principal

Justiça dá liminar às empresas, mas greve do transporte continua

Justiça do Trabalho concedeu ontem liminar favorável às empresas de transporte coletivo, mas não determinou a interrupção da greve deflagrada ontem por motoristas de ônibus. A liderança da categoria calcula adesão de 70% dos trabalhadores no primeiro dia de movimento.
 
Liminar do desembargador Marcus Moura Ferreira, do Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região, em Belo Horizonte, determinou que Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários garanta a presença de pessoal para circulação de 80% da frota nos horários de pico do início da manhã e do fim da tarde. Nos demais horários, a exigência é 50% dos ônibus em operação. 
 
O desembargador também estabelece que as empresas orientem os motoristas para que o quantitativo seja cumprido. Foi fixada multa diária de R$ 80 mil em caso de descumprimento, tanto das concessionárias quanto do Sindicato. A liminar ainda determina a fiscalização do serviço por parte da Prefeitura.
 
A decisão será comunicada ao Ministério Público do Trabalho e também à Justiça do Trabalho em Uberaba, que deverá acompanhar o processo a partir de agora para facilitar as tentativas de conciliação entre as partes.
 
O líder sindical dos trabalhadores, Lutério Antônio Alves, informa que ainda não foi notificado da sentença, mas assegura que a determinação judicial será cumprida. No entanto, ele reforça que a greve continua nesta terça-feira (3).
 
Com a paralisação das atividades ontem, as concessionárias ofereceram nova contraproposta aos trabalhadores. Desta vez, foram oferecidos 7% de reajuste salarial, mais 10% no valor do tíquete-alimentação e 40% no adicional pago para os motoristas que desempenham dupla função. 
 
A proposta foi levada para apreciação dos grevistas, mas parcialmente foi rejeitada. Na assembleia, a categoria acatou os valores oferecidos para o tíquete e o adicional da dupla função, mas cobram reajuste salarial de 8%. Inicialmente, os motoristas reivindicavam aumento de 10% no salário. “O trabalhador cedeu e contribuiu para que as negociações avançassem. Agora aguardamos a mesma postura das empresas”, finaliza. 
 
A reportagem do Jornal da Manhã tentou contato com a Líder e a Viação Piracicabana, mas não conseguiu localizar os representantes das empresas por telefone.
 
Fonte: www.jmonline.com.br
 

 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - MENINO MESTIÇO

Por: André Montandon e Verônica Sousa

Natural de Uberaba, Guilherme de Oliveira Junior, mais conhecido como Menino Mestiço é tido como uma dos grandes letristas da região. Escrevendo desde 2007, suas letras fomentam reflexão, constroem diálogos e empodera aqueles que são invisibilizados pela sociedade. Atuante na cultura Hip-Hop desde 2011 através das batalhas de MCs, em 2015 conseguiu de forma independente distribuir sua primeira mixtape "Abençoado Seja o Que Acredita em Si Mesmo", contendo as canções "Cantiga de Roda", "Queijo Minas" e "Negro Não Nego" música que ficou em terceiro lugar no Festival de Música autoral de Uberaba. No ano seguinte, se consolida como promessa na região com sua segunda mixtape "Abençoado Seja o Que Acredita e Vai à Luta", com destaques para os sons "Sem Sinal de Vida", "Anos 2000" e "Gatilho da Revolução. O artista também é responsável por inúmeras atividades como apresentações par…

FIQUE LIGADO NA AGENDA CULTURAL