Pular para o conteúdo principal

Diminuição no valor não esvazia o movimento, afirmam organizadores

Anúncio de diminuição da tarifa de ônibus não agradou manifestantes. Intitulado de Movimento Independente de Uberaba, o grupo mantém o protesto hoje e reivindica passagem de, no mínimo, R$2,60. A pauta também inclui a gratuidade para idosos a partir de 60 anos, o passe livre para todos os estudantes, o bilhete reduzido aos fins de semana e a melhoria da qualidade no transporte público.
Um dos organizadores do ato, o universitário Wilker Morais informa que a revisão da tarifa de R$2,90 para R$2,80 não atende à comunidade. “Só 10 centavos não é o que a gente está querendo. Não agradou ninguém”, declara.
 
A liderança do movimento informa que a mobilização não termina hoje e adianta que outros protestos serão realizados, caso as solicitações não sejam atendidas pela Prefeitura. Além das questões relacionadas ao transporte coletivo, o ato abrangerá o combate à H1N1 e a disponibilização de vacinas para toda a população de Uberaba. 
 
Os manifestantes estarão concentrados a partir de 17h na praça dos Correios, de onde seguem pela avenida Leopoldino de Oliveira até o calçadão da rua Artur Machado, no sentido da praça Rui Barbosa. O trajeto continua pela Vigário Silva, Major Eustáquio, avenida Santos Dumont e rua Medalha Milagrosa. O ato será encerrado na porta do Centro Administrativo da Prefeitura. A expectativa dos organizadores é reunir algo em torno de 5.000 pessoas no protesto de cunho pacífico.
 
O prefeito Paulo Piau (PMDB) não receberá os integrantes do movimento hoje. A agenda foi marcada para segunda-feira (24). O chefe do Executivo espera que a manifestação nas ruas seja sem violência.
 
 
 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FIQUE LIGADO NA AGENDA CULTURAL

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - ERVA MATT

Por: André Montandon

Uma das mais tradicionais bandas de rock independente de Uberaba, iniciou suas atividades em 1996, tendo como influência os grandes nomes do rock dos anos 80, além do fortalecimento da cena nacional.
Após 10 anos de estrada e mesmo com o grande sucesso da musica "Romeu e Julieta", decidiram "dar um tempo" na carreira após algumas frustrações.

Mas o amor pela musica falo mais alto e em 2015 eles voltaram com toda energia, com Fábio Parré na guitarra, Giovanni Dumdum na batera, Rogério Possati no baixo e Well Nandes nos vocais. Lançaram em 2017 o vídeo clipe de "Romeu e Julieta"; Esse ano,  o segundo EP em formato digital com o selo da Tratore e o vídeo clipe da musica "E vem".

Batemos um papo com baixista Rogério Possati que nos contou um pouco mais dessa história e muito mais!! Confiram:

- Do inicio em 1996 pra cá, muita coisa rolou não só com a banda, mas com a cena musical. Conte-nos um pouco da trajetória da banda? 
Rogéri…