Pular para o conteúdo principal

1ª MARCHA DAS VADIAS DE UBERABA

Foi realizada nesse sábado, a 1ª Marcha das Vadias em Uberaba. O manifesto foi uma iniciativa dos estudantes de Serviço Social da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), que contou com mais de 150 mulheres, focou o tema “Isso não é sobre sexo, é sobre violência” e percorreu as principais ruas e avenidas da cidade com um grito de guerra: “É Uberaba, evolução da Mulherada”.

 Os participantes seguravam cartazes com os dizeres: “Você quer peito e coxa, compra um frango”, “Machismo é brocha”, “Mulher é muito mais que um corpo, muito mais que mercadoria, é liberdade”, “Mulher se ame, se respeite, seja livre”, “Aborto não é crime, estupro é”.


Entre as propostas dos manifestantes é que o Centro de Referência à Mulher Vítima de Violência, que hoje abre somente no horário de funcionamento da Prefeitura, passe a atender 24 horas por dia, redução da burocracia em relação ao aborto em caso de estupro, igualdade de direitos entre mulheres e homens.


Foto:  Enerson Cleiton / Jornal de Uberaba



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - ERVA MATT

Por: André Montandon

Uma das mais tradicionais bandas de rock independente de Uberaba, iniciou suas atividades em 1996, tendo como influência os grandes nomes do rock dos anos 80, além do fortalecimento da cena nacional.
Após 10 anos de estrada e mesmo com o grande sucesso da musica "Romeu e Julieta", decidiram "dar um tempo" na carreira após algumas frustrações.

Mas o amor pela musica falo mais alto e em 2015 eles voltaram com toda energia, com Fábio Parré na guitarra, Giovanni Dumdum na batera, Rogério Possati no baixo e Well Nandes nos vocais. Lançaram em 2017 o vídeo clipe de "Romeu e Julieta"; Esse ano,  o segundo EP em formato digital com o selo da Tratore e o vídeo clipe da musica "E vem".

Batemos um papo com baixista Rogério Possati que nos contou um pouco mais dessa história e muito mais!! Confiram:

- Do inicio em 1996 pra cá, muita coisa rolou não só com a banda, mas com a cena musical. Conte-nos um pouco da trajetória da banda? 
Rogéri…

FIQUE LIGADO NA AGENDA CULTURAL