Pular para o conteúdo principal

UMA BREVE HISTÓRIA DE UBERABA - PARTE 4

No século XX, a cidade demonstra um crescimento da agricultura, da pecuária, da indústria e do comércio, atendendo as demandas nos aspectos econômicos, culturais e de serviços essenciais à população

No século XXI foi finalmente construída e entregue nova ponte ligando São Paulo a Minas Gerais e duplicado a rodovia BR-050 que liga o Delta a Uberaba, cortando as terras que foram do Tenente Joaquim da Silva e Oliveira e as de seu irmão o Capitão Domingos da Silva e Oliveira.

Em 2008, Nossa Senhora da Abadia passa a ser a padroeira de Uberaba. Sua devoção em Uberaba, na década de 1870 e 1880,  foi introduzida pelo Alferes Antônio Carrilho de Castro, capitalista e vereador, e pelo Capitão Euardo José de Alvarenga Formiga, oriundos de Iguatama-MG, onde Nossa Senhora da Abadia é a padroeira.

Hoje Uberaba representa um centro comercial dinâmico, uma agricultura produtiva, um parque industrial diversificado e uma planejada estrutura urbana.

Pensando no futuro a cidade aguarda a constução do gasoduto, com a canalização do gás a partir da cidade de São Carlos. O gás dará oportunidade para a criação da fábrica de amônia, essencial para fabricação de fertilizantes.

Uberaba espera entrar ainda mais no cenário mundial com investimentos da ordem de bilhões de reais e geração de milhares de empregos com a chegada da fábrica de amônia.

Segundo o ultimo levantamento do IBGE em 2012  a população de Uberaba é de 302.623 habitantes, a oitava mais populosa do estado e a 82ª mais populosa do Brasil, contando com mais de 175 bairros e um crescimento populacional de aproximadamente 3 000 habitantes por ano. É considerada uma cidade-polo e seu produto interno bruto é o 72° maior do Brasil.
 
Dada à importância histórica de 02/03/1820, quando a cidade foi elevada à Freguesia, o Município instituiu oficialmente como a data que se comemora o aniversário de Uberaba.

Essa foi uma breve história que a equipe do Zebunarede buscou para os seus seguidores no mês de comemoração do aniversario da nossa cidade de Uberaba.


Cidade de Uberaba. Foto: Reprodução internet

Fonte: http://madrinhadaserra.com/a-uberaba-do-nosso-tempo 
          http://homemculto.com/2008/10/28/historia-de-uberaba 
          http://www.uberaba.mg.gov.br/portal/conteudo,328 



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CONFIRMADO MAIS UM GRANDE EVENTO ESPORTIVO EM UBERABA

Nossa cidade será palco do Desafio Internacional de Vôlei Feminino entre Brasil e Estados Unidos, no dia 14 (19h) e 16 (20h) de agosto no ginásio Centro Olímpico, na Univerdecidade. A informação foi divulgada pelo presidente da FUNEL, Luiz Alberto Medina, após reunião com os representantes da Confederação Brasileira de Voleibol - CBV e da Federação Mineira de Voleibol.
As partidas será transmitida ao vivo pela Sportv. Os ingressos serão cobrados pela CBV a R$50 a inteira e R$25 a meia-entrada. Segundo o presidente da Funel, está sendo negociada a venda de passaporte com um valor acessível para os interessados em assistir os dois confrontos. A previsão é que os ingressos estejam disponíveis já próxima semana. 
O amistoso fecha o ciclo de preparação das duas seleções para o Mundial do Japão, que acontece em setembro.

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - LUCIANA MELLO

Por: André Montandon e Verônica Furtado

Luciana Mello Rodrigues de Oliveira, tem a música gravada em seu DNA. Começou a cantar aos seis anos, gravando com pai Jair Rodrigues, a canção "O Filho do Seu Menino". No ano seguinte, integrou a última formação da Turma do Balão Mágico, junto com o seu irmão Jair de Oliveira. Em 2000, gravou seu primeiro disco solo "É assim que se Faz". O álbum foi puxado pela faixa-título e o sucesso de Simples Desejo. Com mais de 30 anos de carreira, Luciana transita por vários estilos musicais como samba, MPB, pop e soul music. Em 2017, foi indicado ao Grammy Latino na categoria de Melhor disco de Samba/Pagode com o álbum "Na Luz do Samba".
Nessa sábado, ela desembarca em Uberaba para apresentar no Teatro Sesi Minas, o seu novo show "Comemorando a Bossa Nova", onde interpreta clássicos da época, proporcionando ao público uma imersão nos ‘anos dourados’ da musica brasileira. Mas, sem deixar de lado os seus grandes sucess…