Pular para o conteúdo principal

Vizinhos de colégios eleitorais ainda reclamam de sujeira

A cidade amanheceu nesta segunda-feira ainda repleta de santinhos jogados durante a madrugada de domingo. No dia das eleições, várias pessoas reclamaram da postura de alguns candidatos, responsáveis por deixarem a cidade muito suja, principalmente nas proximidades dos colégios eleitorais. 

Em frente à Escola Estadual Bernardo Vasconcelos, no bairro Costa Teles, ontem pela manhã, o material de campanha continuava por lá, e a pedagoga Regina Oliveira Barbosa, que mora em frente à escola, conta que várias pessoas chegaram a escorregar devido à quantidade de santinhos. “Na madrugada de domingo pude ouvir e ver as pessoas jogando as propagandas eleitorais na porta da escola. Eram tantos veículos que houve até acidente entre duas motos. Pela manhã, a rua já estava repleta de sujeira e muita gente escorregou, algumas pessoas chegaram a cair, principalmente idosos. O passeio estava perigoso de circular”, explica. 

Regina conta ainda que nas últimas eleições, mesmo depois do pleito, a sujeira continuou na porta da escola, ninguém passou por lá, nem mesmo a equipe de limpeza da prefeitura para recolher toda a sujeira. Os próprios moradores tiveram de fazer a limpeza. “Com certeza, isso não é certo, e com o vento e a chuva, que podem vir, a situação ficará ainda pior. Isso passa a ser falta de respeito, pois algumas pessoas, que não se contentaram em jogar os santinhos na rua, jogaram na minha casa também”, diz. 

Outra reivindicação feita pela pedagoga foi quanto ao trânsito. A circulação de veículos em frente à Escola Estadual Bernardo Vasconcelos foi intensa no domingo por conta das eleições.  Como a rua é estreita, e sendo permitido estacionar nos dois lados da via, “seria necessária a presença de guardas municipais e policiais para organizar o trânsito, no dia 28, segundo turno. Segundo ela, em dias normais, a rua é tranquila, e somente a cada dois anos, no dia das eleições, o movimento aumenta, “por isso, somente neste dia precisamos contar com a presença de guardas para nortear os motoristas”, afirma Regina, ressaltando que foram registrados acidentes no domingo.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FIQUE LIGADO NA AGENDA CULTURAL

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - CARNE DOCE

Por: André Montandon e Verônica Furtado
Fundada em Goiânia por Salma Jô e Macloys (Mac) em 2013, o Carne Doce é uma das mais importantes bandas do indie brasileiro. A ótima avaliação do primeiro disco autointitulado, que ocupou várias listas em 2014, foi ampliada em "Princesa", um dos mais elogiados lançamentos brasileiros de 2016.

Com apoio da Natura Musical, a banda formada por Salma Jô (voz), Macloys Aquino e João Victor Santana (guitarra), Anderson Maia (baixo) e Ricardo Machado (bateria). acabam de lançar seu terceiro disco, “Tônus”. E nós teremos a oportunidade de conferir esse novo trabalho, no dia 15 de setembro, no Laboratório 96.

Aproveitamos essa visita para bater um papo com o guitarrista Mac. Confira:

Como começou a ser desenhado o álbum Tônus e como foi o seu processo de produção?
Mac - O disco começou a ser concebido no final de 2017 pela necessidade de sucedermos o "Princesa", que ainda é um disco que caminha, ainda é "descoberto", mas que j…