Pular para o conteúdo principal

Prédio dos Correios é depredado por skatistas e andarilhos



Skatistas e andarilhos continuam tirando o sono de moradores próximo à praça Henrique Krügger. A equipe do Jornal da Manhã foi acionada mais uma vez pelos moradores da região e por funcionários dos Correios para pedir a compreensão de adolescentes que estão usando a entrada do prédio dos Correios como pista de skate. O local, que foi reformado há apenas três anos, já está todo danificado, com piso quebrado, e bastante sujo. 

De acordo com a professora Maria da Graça de Sousa, o prédio dos Correios é um bem público tombado, de alguma forma pertence a todos, portanto é importante que todos zelem pelo local, porém não é isso que vem acontecendo. “Os adolescentes tomam conta do local todos os dias, além do barulho que incomoda muito, é triste ver as condições da fachada do prédio. As paredes todas descascadas, o piso quebrado, nem mesmo a placa de bem tombado ele respeitaram. Num ato de vandalismo a quebraram, assim como as lixeiras, que amanheceram nesta segunda-feira no chão. É realmente um absurdo”, explica Maria da Graça, lembrando que a sujeira deixada pelos skatistas deixa o visual da fachada do prédio dos Correios ainda mais danificada. 

A professora enfatiza ainda que o local está servindo como ponto para usuários de drogas: “Ninguém respeita, sei que a polícia deve fazer seu trabalho de fiscalização, mas a escola e a família deveriam estar atuando junto, pois existem locais apropriados com pista de skate”, afirma. 

Por sua vez, o gerente regional dos Correios, João Francisco de Sousa, garante que a parte da empresa vem sendo feita para evitar que a fachada do prédio sirva de pista de skate. “Já procuramos o pessoal da Polícia Militar para orientação e para que fossem feitas rondas na região, no sentido de coibir a ação destas pessoas, e a polícia, na medida do possível, está ajudando. Mas é possível perceber que, minutos depois da abordagem, os adolescentes voltam para o local”, explica João Francisco. 

Ainda segundo o gerente regional, ele mesmo, por várias vezes, já abordou alguns skatistas para conversar, mostrando que o local não é adequado para esse tipo de esporte. “Já encaminhamos um projeto à central dos Correios em Belo Horizonte, mostrando a nossa realidade e sugerindo que o prédio fosse cercado, mas esta não é a medida que queremos tomar, pois se todos partirem para deste princípio, vai chegar um momento que todos os nossos patrimônios estarão cercados”, explica. 

A Guarda Municipal também vem colaborando, com a intensificação das fiscalizações na região. “Sempre que possível passamos pelo local e pedimos a colaboração, mas a situação acaba se repetindo. Não podemos tomar atitudes mais enérgicas, pois é preciso respeitar o direito de ir e vir do cidadão, não podemos aplicar medidas punitivas”, explica o diretor da Guarda Municipal, Marco Túlio Gianvecchio.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - MENINO MESTIÇO

Por: André Montandon e Verônica Furtado

Natural de Uberaba, Guilherme de Oliveira Junior, mais conhecido como Menino Mestiço é tido como uma dos grandes letristas da região. Escrevendo desde 2007, suas letras fomentam reflexão, constroem diálogos e empodera aqueles que são invisibilizados pela sociedade. Atuante na cultura Hip-Hop desde 2011 através das batalhas de MCs, em 2015 conseguiu de forma independente distribuir sua primeira mixtape "Abençoado Seja o Que Acredita em Si Mesmo", contendo as canções "Cantiga de Roda", "Queijo Minas" e "Negro Não Nego" música que ficou em terceiro lugar no Festival de Música autoral de Uberaba. No ano seguinte, se consolida como promessa na região com sua segunda mixtape "Abençoado Seja o Que Acredita e Vai à Luta", com destaques para os sons "Sem Sinal de Vida", "Anos 2000" e "Gatilho da Revolução. O artista também é responsável por inúmeras atividades como apresentações p…

FIQUE LIGADO NA AGENDA CULTURAL